09 Dez. 2022
Nuno Rocha
Madrugar
07:30-09:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 64

Um acidente de trabalho ocorrido na tarde desta terça-feira (dia 10), num monte na localidade de Cabeção, no concelho de Mora, provocou a morte a um homem de 54 anos.

De acordo com a informação avançada pelo jornal "Notícias do Sorraia", o acidente terá ocorrido quando o homem, de 54 anos de idade, caiu do andaime em que se encontrava a pintar a chaminé, vindo a falecer de imediato.

O óbito foi declarado no local pela equipa médica da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Évora. No local estiveram ainda os Bombeiros Voluntários de Mora e a GNR.

Segundo o "Notícias do Sorraia", a GNR investiga agora as causas do acidente.

A Direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Cuba, em colaboração com a Federação dos Bombeiros do Distrito de Beja, anunciou que o montante angariado com a recolha de donativos para apoio aos operacionais sinistrados no incêndio de Castro Verde foi entregue em montantes iguais de 2 000,00 € (dois mil euros) ao Bombeiro Carlos Heleno e à família do Bombeiro Carlos Carvalho.

De acordo com a corporação, estiveram presentes no ato o Sr. Presidente da entidade angariadora, Domingos Fabela, o Sr. Presidente da AHBV de Cuba, Filipe Chora, o Sr. Comandante dos Bombeiros Voluntários de Cuba, José Galinha, o Sr. Comandante dos Bombeiros Voluntários de Ourique, Mário Batista, bem como alguns operacionais do seu corpo de bombeiros que tiveram a iniciativa da angariação e da criação do filme que a acompanhou, entre outros elementos dos órgãos sociais de ambas as instituições.

A Associação dos Bombeiros de Cuba deixa um agradecimento “a todos os que se envolveram nesta iniciativa e aproveita para informar que tudo estamos a fazer, em coordenação com a Liga dos Bombeiros Portugueses, para apoiar o Bombeiro Carlos Heleno e a sua família durante o período de recobro, bem como a família do Bombeiro Carlos Carvalho, infelizmente falecido na sequência do incidente”.

Recorde-se que dois Bombeiros da corporação de Cuba, Carlos Carvalho e Carlos Heleno, ficaram gravemente feridos num incêndio no concelho de Castro Verde, no passado mês de julho. Carlos Carvalho apresentava queimaduras de 2º e 3º graus e não resistiu aos ferimentos, acabando por falecer no Hospital de São José, em Lisboa, no dia 30 de julho. Carlos Heleno chegou a estar em coma e esteve internado durante mais de um mês e meio. Teve alta do Hospital Santa Maria, em Lisboa, na manhã de 2 de setembro.

A Câmara Municipal de Alandroal, anunciou esta segunda-feira, que já não se regista casos ativos de COVID-19 no concelho.

De acordo com os dados divulgados pela autarquia, o único caso ativo no concelho já recuperou da doença.

Até ao momento, o concelho de Alandroal regista 14 casos confirmados de COVID-19, todos eles recuperados.

A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) atualizou, esta segunda-feira, a situação epidemiológica da pandemia COVID-19 naquela região.

Segundo os dados disponibilizados, o Baixo Alentejo registou mais uma morte provocada pelo novo coronavírus em relação ao dia de ontem. O óbito ocorreu no concelho de Almodôvar, de acordo com os dados divulgados pela Câmara Municipal de Almodôvar. O Baixo Alentejo regista 29 óbitos provocados pela COVID-19.

O Baixo Alentejo regista atualmente 210 casos ativos de COVID-19, menos 14 em relação aos dados divulgados pela CIMBAL no dia 8 de novembro

O número de casos recuperados aumentou para 665, mais 36 em relação aos dados divulgados ontem.

Estão 18 pessoas internadas devido à COVID-19, das quais três nos Cuidados Intensivos. 1.030 pessoas estão em vigilância pelas Autoridades de Saúde da região.

Desde o início da pandemia, a Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo já registou um total de 905 casos de COVID-19.

Os concelhos que registam atualmente mais casos ativos do novo coronavírus no Baixo Alentejo são Beja, com 103 casos ativos, seguindo-se Ferreira do Alentejo, com 28, e Serpa, com 22.

O Comando Distrital de Portalegre da Polícia de Segurança Pública informa, sumariamente, os resultados da atividade operacional e as ocorrências de maior relevo, registadas na sua área de jurisdição, em Portalegre e Elvas, no período compreendido entre 02 a 08 de novembro de 2020:

 

1.    ATIVIDADE OPERACIONAL 

1.1 .  Ações/operações de fiscalização

               Em Portalegre e em Elvas realizaram-se:

  • No âmbito do cumprimento das regras da RCM 92-A/2020, foram desenvolvidas 2 ações de fiscalização em eventos que decorreram em locais abertos ao público. Tendo sido elaborado 1 Auto de Notícia pelo não cumprimento da medida de permanência na sua habitação e 1 auto de Notícia fornecimento de bebidas alcoólicas em esplanada sem acompanhamento de refeição;
  • 1 ação de fiscalização no âmbito da atividade segurança;
  • 1 ação de fiscalização no âmbito da lei das armas;
  • 1 ação de visibilidade em zonas de maior aglomeração de população e nos locais de maior acumulação de tráfego e sinistralidade rodoviária;
  • 4 operações de fiscalização rodoviária, tendo sido controlados e fiscalizados 356 veículos/condutores e detetadas várias infrações das quais destacamos:

o    2 por falta de inspeção obrigatória da viatura;

o    2 por falta de seguro obrigatório;

o    1 por uso do telemóvel  durante exercício da condução;

o    7 por excesso de velocidade.

 

 1.2.  Outros resultados

 Foram detidos 2 homens e 1 mulher, com idades compreendidas entre os 22 e os 53 anos de idade pela prática dos seguintes crimes:

  • 1 por condução de veículo em estado de embriaguez, com TAS de 2,53g/l;
  • 2 por ameaça e coação a Agente da autoridade;

Os mesmos foram Constituídos Arguidos, submetidos a Termo de Identidade e Residência, passando os processos à fase de inquérito.

 

    2.    OCORRÊNCIAS DE MAIOR RELEVO

             2.1.  Sinistralidade Rodoviária

Em Portalegre:

  • Registaram-se 4 acidentes de viação, dos quais resultaram 2 feridos leves e danos materiais nas viaturas intervenientes.

Em Elvas:                                                                                                             

  • Registaram-se 2 acidentes de viação, dos quais resultaram danos materiais nas viaturas intervenientes.

Um jovem de 18 anos morreu hoje na sequência de um acidente de trabalho quando estava a descarregar um veículo de cima de um reboque na zona industrial da Adua, em Montemor-o-Novo (Évora).

De acordo com a notícia avançada pela Agência Lusa, fonte da GNR adiantou que o jovem "ficou debaixo do veículo que estava a ser retirado do reboque".

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou que o óbito foi declarado no local, tendo o corpo do jovem sido encaminhado para o serviço de Medicina Legal do hospital de Évora.

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) foi contactada para averiguar as circunstâncias em que ocorreu o acidente, de acordo com a fonte do CDOS.

O alerta para o acidente foi dado às 08:24.

Foram mobilizados bombeiros e veículos da corporação de Montemor-o-Novo, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) de Évora e psicólogos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), além da GNR, num total de 16 elementos, apoiados por sete viaturas.

(Fonte - Agência Lusa)

O Comando Territorial de Portalegre da GNR levou a efeito um conjunto de operações, no distrito de Portalegre, na semana de 2 a 8 de novembro, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

Detenções: Cinco detidos em flagrante delito, destacando-se:

  • Dois por condução sem habilitação legal;
  • Um por condução sob o efeito do álcool.

Trânsito:   

Fiscalização: 107 infrações detetadas, destacando-se:

  • Nove relacionadas com tacógrafos;
  • Nove por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • Seis por deficiência no sistema de iluminação e sinalização;
  • Cinco por condução sob o efeito de álcool;
  • Cinco por falta de seguro.

 Sinistralidade: 15 acidentes registados, verificando-se:

  • Quatro feridos leves;
  • Dois feridos graves.

Fiscalização Geral: Dez autos de contraordenação relativos à proteção da natureza e do ambiente.

Ações de sensibilização:

  • 117 no âmbito do programa “Idosos em Segurança”, tendo sido sensibilizados 158 idosos;
  • 99 no âmbito do programa “Comércio Seguro”, tendo sido sensibilizados 125 comerciantes;
  • 88 no âmbito do programa “Escola Segura”, tendo sido sensibilizados 299 pessoas da comunidade escolar.

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) atualizou esta segunda-feira, dia 9 de novembro, a situação epidemiológica COVID-19 no distrito de Portalegre.

Segundo os dados divulgados, o distrito de Portalegre regista 230 casos ativos de COVID-19, mais 22 em relação à última atualização feita pela ULSNA, no dia de ontem.

A ULSNA adianta ainda que estão 14 pessoas internadas devido ao novo coronavírus (mais 1 em relação ao dia 8) e que foram efetuados 21.994 testes até ao momento.

Registam-se 257 casos recuperados no distrito, os mesmos registados no dia de ontem, e contabiliza-se um óbito provocado pela pandemia, registado no concelho de Portalegre.

Apresentamos os dados por concelho, segundo a informação disponibilizada pela ULSNA:

CONCELHOS

CASOS CONFIRMADOS

CASOS ATIVOS

ÓBITOS

Alter do Chão

12

5

0

Arronches

21

21

0

Avis

29

Sem informação

0

Campo Maior

48

30

0

Castelo de Vide

14

Sem informação

0

Crato

15

9

0

Elvas

107

46

0

Fronteira

6

Sem informação

0

Gavião

15

5

0

Marvão

19

Sem informação

0

Monforte

24

21

0

Nisa

5

Sem informação

0

Ponte de Sor

62

41

0

Portalegre

93

31

1

Sousel

18

10

0

 

 

 

 

 

Pode consultar os dados da ULSNA aqui

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31