Neste domingo, dia 19 de Janeiro, pelas 16h, o Arcebispo de Évora preside ao início da Visita Pastoral 2020 à Vigararia de Elvas, acompanhando a partida da Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição, do Santuário de Vila Viçosa para a Paróquia de Santo António, em Vaiamonte.

 

Segundo o Expresso, quatro novos edifícios, com 6100 metros quadrados, vão ser construídos pelo Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), que vão estar disponíveis para arrendamento, com o intuito de acolher empresas ligadas ao cluster aeronáutico, saúde digital e ambiente.

O projeto foi idealizado pelo arquiteto Carrilho da Graça e vai ser alvo de um investimento de 8,2 milhões.

Estes novos edifícios a construir em Évora estima-se que terão capacidade para albergar 65 empresas e deverão entrar em operação no primeiro semestre de 2022.

Quatro pessoas ficaram este sábado desalojados na sequência de um incêndio ocorrido na sua habitação em Redondo.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou que o incêndio, cujo alerta foi dado às 09:08, registou ainda um ferido leve.

António Reto, garantiu que as quatro pessoas vão ser realojadas temporariamente.

A ocorrência mobilizou 11 operacionais, apoiados por cinco veículos, incluindo meios dos bombeiros e da GNR.

Decorreu esta sexta feira, 17 de janeiro, a Assembleia Municipal de Alandroal, onde esteve a votação o financiamento que permite a requalificação da Fortaleza de Juromenha.

Se após a votação inicial o financiamento foi chumbado devidos aos votos contra da CDU e a abstenção do DITA, a forte presença popular que manifestou de forma audível o seu descontentamento, levou os deputados do DITA a alterarem o seu sentido de voto, permitindo assim a aprovação do financiamento para a recuperação da Fortaleza de Juromenha.

A Rádio Campanário acompanhou toda a sessão e no final recolheu as declarações de João Nabais, vereador pelo DITA.

João Nabais começa por referir que “tínhamos a votação 3 projetos estruturantes para o concelho do Alandroal”.

Para o vereador “ficou aqui bem patente que os projetos não são objeto de discordância entre as forças politicas”, acrescentando que “a discordância está na forma como se gere a Câmara de Alandroal e como se abordam os assuntos numa situação em que não existe maioria absoluta”.

Para João Nabais é importante “terminar com o fomentar da ‘guerrilha’ em termos das redes sociais”, lembrando que “as forças da oposição não podem ser relegadas para um patamar inferior quando queremos e precisamos de negociar aprovações”.

Questionado pela RC sobre a alteração do sentido de voto dos deputados do DITA, João Nabais afirma que “o movimento de cidadãos não tem disciplina de voto, cada um vota como entende”.

João Nabais refere que “claro que concordo com a alteração do sentido de voto dos deputados do DITA”, considerando que “em democracia temos de saber ler nas entrelinhas, e mesmo tendo votado contra na reunião de Câmara, fui sempre a pessoa que defendeu este projeto”.

"Não esperávamos um empate final e por consciência reconsiderámos o sentido de voto"
João Nabais 

Para o vereador os votos seriam alterados “mesmo se a população aqui não estivesse”, justificando a mudança de sentido de voto com o facto de “não esperávamos um empate final e por isso reconsiderámos a posição de voto”.

Decorreu esta sexta feira, 17 de janeiro, a Assembleia Municipal de Alandroal, onde esteve a votação o financiamento que permite a requalificação da Fortaleza de Juromenha.

Se após a votação inicial o financiamento foi chumbado devidos aos votos contra da CDU e a abstenção do DITA, a forte presença popular que manifestou de forma audível o seu descontentamento, levou os deputados do DITA a alterarem o seu sentido de voto, permitindo assim a aprovação do financiamento para a recuperação da Fortaleza de Juromenha.

A Rádio Campanário acompanhou toda a sessão e no final recolheu as declarações do Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo.

O autarca começa por referir que “depois de tudo o que vimos, ficou claro que é uma vitória do concelho, mas sobretudo da população de Juromenha”.

Para João Grilo “foi a população de Juromenha, aqui presente em peso, que conseguiu demonstrar a algumas pessoas que estavam reticentes em votar a favor, que não podemos abandonar o desenvolvimento do concelho”.

“Só tivemos este desfecho porque a população esteve aqui e lutou pela sua terra”
João Grilo 

O presidente considera que “são os habitantes de Juromenha que estão de parabéns e é a eles que dedico este momento”.

Questionado pela RC sobre a não aprovação do financiamento para a obra da biblioteca, João Grilo afirma que “vamos ter uma dificuldade extrema, pois essa obra tem um financiamento muito baixo de Fundos Comunitários”.

O autarca explica que “neste momento não tenho solução, contava retirar os 600 mil euros da linha de financiamento”, acrescentando que “com o orçamento limitado que temos não sei se tenho condições para lançar esta obra no imediato como estava previsto”.

João Grilo garante que “não vou desistir da biblioteca, como não iria desistir de Juromenha se ela não fosse aqui aprovada”, afirmando que “o nosso objetivo é encontrar soluções para o concelho e para esta população”.

Após a votação inicial que chumbava o financiamento para a reabilitação da fortaleza de Juromenha, os populares presentes na sala manifestaram-se de forma veemente contra a votação, tendo os deputadosdo DITA alterado o sentido de voto, de abstenção para voto a favor. 

Sendo que nos dois pontos seguintes, financiamento da biblioteca e das águas não foram votados favoravelmente, tendo sido chumbados.

Brevemente as declarações a RC do autarca João Grilo e do vereador João Nabais, sendo que não nos foi possível falar com a bancada da CDU que saíram sem que nos fosse possivel registar as reações em audio.

A assembleia municipal de Alandroal está reunida esta sexta feira, tendo sido votado o projeto que possibilita o financiamento para a recuperação da fortaleza de Juromenha.

A Assembleia Municipal de Alandroal acaba de votar contra o referido projeto, impossibilitando assim que a Autarquia possa contrair o empréstimo para pagar o remanescente do valor para recuperar a fortaleza de Juromenha.

O projeto foi votado favoravelmente pelos deputados do PS, tendo os votos contra da CDU e  a abstenção do DITA.

A CDU argumenta que concorda com a recuperação da fortaleza sendo contra a contração do empréstimo. Nas palavras de Mariana Chilra "o governo que pague as obras daquilo que é seu.

João Nabais refere que será continuar a obrigar os alandroalenses a pagarem mais empréstimos.

João Grilo lembra que a autarquia acaba agora de pagar um empréstimo contraído em 2000, e caso contraia o empréstimo para Juromenha, seria como se substitui-se o que finda por um novo. O autarca lembra que o projeto e o empréstimo estão aprovados pelo FAM e comparando os valores do empréstimo que agora finda com o que seria contraído, o valor até seria mais baixo.

(em atualização)

A Sede Distrital de Beja recebeu hoje, dia 17 de janeiro, o Seminário “Envelhecimento e Doença Mental”.

Segundo o Census de 2011, quase um terço da população do Baixo Alentejo é idosa, sendo assim bastante importante para a sociedade debater temas como o envelhecimento e a doença mental segundo a ULSBA – Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, uma das promotoras da iniciativa.

Alguns dos temas indicados para debate eram a “Introdução às demências e abordagem farmacológica”, “A demência nos cuidados de saúde primários”, “Consulta de psiquiatria geriátrica da ULSBA” e “Diagnóstico diferencial da Síndrome Demencial”.

O início do Seminário estava previsto para as 14 horas e foi organizado pela Coordenadora da Equipa de Psiquiatria Geriátrica de Beja, Dra. María Gómez, com o apoio da ULSBA, da Ordem dos Médicos e da Associação Além Memória.

A participação no seminário era gratuita sendo que qualquer interessado no tema poderia participar no evento.

Tal como foi noticiado pela Rádio Campanário, Inês Peixe, jogadora do Sport Clube Estrela e da Seleção Distrital da Associação de Futebol de Portalegre que foi convocada para a Seleção Nacional Sub-16 Feminina, e participou entre os dias 13 e 16 de janeiro, no Estágio de Preparação da seleção na Cidade do Futebol, foi novamente selecionada por Susana Bravo, que está a preparar o Torneio de Desenvolvimento da UEFA, que irá decorrer em fevereiro e vai contar com a participação das seleções da Holanda, Alemanha e França.

A equipa das Quinas irá voltar a cumprir mais um estágio de preparação, novamente na Cidade do Futebol entre 20 e 23 de janeiro.

Como é dito no Facebook oficial da Associação de Futebol de Portalegre, com esta chamada, Inês Pereira fica mais próxima da sua primeira internacionalização, que pode ocorrer já em fevereiro no torneio de Desenvolvimento da UEFA.

Um homem com 29 anos de idade, foi detido por suspeita de tentativa de homicídio em Portalegre, tendo-lhe sido decretada a medida de coação de prisão preventiva.

Segundo o Ministério Público de Portalegre, o suspeito está “fortemente indiciado pela prática de 2 crimes de homicídio na forma tentada agravados pelo uso de arma branca”.

Os factos remontam ao dia 22 de dezembro de 2019, tendo os mesmo ocorrido na cidade de Portalegre.

O suspeito foi presente esta quinta feira, 16 de janeiro, a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido decretada a medida de prisão preventiva.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31