Vão ser entregues amanhã, 3 de abril, no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) os primeiros três ventiladores encomendados pelas Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC).

Estes três ventiladores fazem parte de um lote de seis encomendados. Esta doação feita pelos municípios e entidades particulares do Alentejo Central, no valor de cerca de 150 mil euros, permite ao HESE duplicar a sua capacidade de ventiladores no combate à COVID-19.

Para ser possível dar este apoio foram reunidos cerca de 300 mil euros, pelas entidades já referidas, destinado à aquisição de ventiladores, de equipamento de proteção individual, como máscaras, luvas, fatos e desinfetante para o HESE e também para os municípios e IPSS.

Está ainda prevista, por parte da CIMAC, a aquisição de 84 elétrodos para entrega à Federação dos Bombeiros do Distrito de Évora.

Em declarações à RC D. Francisco José Senra Coelho, Arcebispo de Évora, explica que durante a Semana Santa “não haverá nenhuma manifestação pública” referindo-se às procissões deste tempo Pascal.

O Arcebispo explica que caso alguém não acate com esta decisão terá de usar a sua ”autoridade canónica” e as autoridades de segurança terão de interferir caso aconteça alguma manifestação pública.

Refere ainda que esta é uma questão que está determinada pelo Estado Português, por Roma, pela Conferência Episcopal Portuguesa e por ele enquanto Arcebispo de Évora de que “não há nenhuma legitimidade nisso, tudo o que se faça a esse nível de procissões públicas e pela rua será canonicamente ilegal”.

D. Francisco acredita que todos cumprirão pois “ninguém tem dúvidas, não há espaço para dúvidas sobre isto”.

Segundo o Comando Territorial de Évora ocorreram dois acidentes de viação dos quais apenas se registaram danos materiais.

Foi registado um acidente de trabalho em Vendas Novas do qual resultou um ferido grave.

No âmbito da criminalidade foram registadas 6 ocorrências, sendo 3 crimes contra o património, 2 crime contra as pessoas e 1 crime previsto na legislação a vulsa.

Em termos contra ordenacionais, foram registadas 16 infrações rodoviárias.

Dá-se continuidade às operações Resina, Floresta Segura, Prisec2020, Operação COVID-19 Fronteira Controlada e Operação COVID-19 Contenção.

Em nota enviada à nossa redação a Câmara Municipal de Serpa faz saber que preparou o Pavilhão Carlos Pinhão para eventuais casos de COVID-19 e para situações de emergência no concelho.

“Uma das salas do Pavilhão Carlos Pinhão, em Serpa, já está apta a receber cerca de vinte pessoas. O espaço foi equipado com camas, cedidas pelo Exército, e mesas, no caso de virem a ser necessárias.

Este centro de apoio foi criado pelo Município de Serpa, antecipando consequências da Covid-19, só possível, pelas características do espaço, como o isolamento de duas salas e o acesso a balneários independentes. Também a sua proximidade com o refeitório da Câmara Municipal e ainda com o Centro de Saúde, foram tidas em conta.

Este centro permite que uma das salas, caso seja necessário, possa ser ocupada por pessoas com Covid-19, ficando a segunda, para situações de emergência social, mas caso se justifique, as suas funções podem ser alteradas.

A Câmara Municipal de Serpa volta a recordar que este é um momento de recolhimento, devendo a população sair de casa apenas nos casos autorizados”.

O Benfica anunciou a doação de milhares de materiais de proteção para os profissionais de saúde, no combate à pandemia Covid-19. Esta oferta foi feita pelos jogadores da equipa principal.

De acordo com a nota oficial do clube encarnado “a doação dos profissionais do Sport Lisboa e Benfica permitiu a compra de 51 mil máscaras, 540 mil pares de luvas, 750 óculos especiais de proteção, 750 fatos térmicos e 200 termómetros infravermelhos, materiais de extraordinária utilidade e relevância para o SNS”.

O mesmo comunicado acrescenta que “o equipamento e o material de proteção médica e hospitalar, de enorme urgência para quem está na linha da frente desta luta global contra a pandemia, chegará a Lisboa nos próximos dias, em conjunto com o que foi adquirido graças à doação de um milhão de euros feita pelo clube no dia 20 de março”.

O Ministério da Defesa Nacional confirmou que as Forças Armadas Portuguesas têm 50 casos de militares infetados, sendo que dois deles estão hospitalizados.

A 25 de março eram 14 os militares infetados, neste momento são 50, o número mais do que triplicou em uma semana. Um militar da Marinha já figurava na lista dos curados.

Dos 50 ainda doentes, todos com “bom prognóstico”, dois militares encontram-se hospitalizados e os restantes 48 “encontram-se em isolamento social”, de acordo com informações prestadas à Lusa pelo Ministério da Defesa.

Do grupo de 48 em isolamento, 26 são do Exército, 20 da Força Aérea e dois da Marinha, acrescenta ainda o Ministério.

Esporão e Symington são as duas únicas marcas portuguesas de vinho entre as 50 mais admiradas do mundo pela revista Drinks International. A Symington, o maior proprietário de vinhas do Douro, conseguiu o 7.º lugar, enquanto o Esporão, ficou em 13º, no ranking dos The World’s Most Admired Wine Brands 2020.

Em declarações ao jornal Expresso, o CEO do Esporão, João Roquette, afirmou que este reconhecimento "é particularmente especial para o pelo seu caráter global e como motivação no momento delicado que o mundo vive".

O gestor refere ainda que "construir uma marca de vinhos reconhecida em todo o mundo era parte central da visão inicial e ousada dos fundadores do Esporão. Estamos, e continuaremos a realizar essa visão”.

Para a atribuição destes prémios, Drinks International reúne profissionais de diferentes áreas da indústria do vinho e na base do ranking, teve critérios como a qualidade e consistência, relação preço - qualidade, “sentido de lugar” dos vinhos, país de origem ou o tipo de castas produzidas.

Na liderança do ranking, está a Catena Zapata, da Argentina, seguida da Penfolds, da Austrália (1.ª do ranking em 2019), e da Torres, de Espanha.

O presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz José Calixto, avançou que irá ter início a operação de desinfeção de todos  os lares de idosos do Concelho, será iniciada já na tarde de amanhã, 2 de abril. Esta operação é promovida pela Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, e operacionalizada pela Proteção Civil Municipal em ligação com as entidades e responsáveis técnicos das estruturas de apoio aos nossos Seniores. 

A nebulização de todos estes espaços será levada a cabo utilizando um produto desinfetante, que atua anulando qualquer contaminação e deixa uma película protetora nas superfícies, durante vários dias, resistente às lavagens frequentes. É inócuo para os utilizadores e não compromete o normal funcionamento destas valências.

A operação, integralmente suportada pela Autarquia, insere-se no âmbito das medidas de prevenção e combate à pandemia COVID-19 que estão a ser desenvolvidas no concelho de Reguengos de Monsaraz.

Dando cumprimento às determinações do Decreto que regulamenta o Estado de Emergência, em vigor desde as 00h00 do dia 22 de março, a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública têm vindo a desenvolver uma intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população.Assim, até às 18h00 de hoje, foram detidas 90 pessoas por crime de desobediência, designadamente por violação da obrigação de confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência.

No mesmo período, foram encerrados 1.633 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

O Ministério da Administração Interna, perante a imperiosa necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da COVID-19, insiste no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência.

Foto: CM

 

No âmbito da sua estratégia de responsabilidade social, e no sentido de amenizar os impactos decorrentes da pandemia do Covid-19, a Associação de Futebol de Portalegre (AFP) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vão entregar material de protecção individual (máscaras, luvas, entre outros) à Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), que será distribuído pelos hospitais de Elvas e de Portalegre, e centros de saúde da região.

Para a direcção da AFP, que enaltece esta iniciativa da FPF, “é com enorme satisfação que colocamos este material à disposição das nossas unidades hospitalares e centros de saúde, que estão na linha da frente no combate ao vírus”. “É fundamental valorizar e apoiar todos os que, diariamente, saem das suas casas e se privam das suas famílias para tratar os nossos doentes”, sublinha a direcção da AFP. 

Já a ULSNA agradece o contributo da AFP e da FPF “para o aumento da qualidade e da segurança dos seus colaboradores na prestação de cuidados de saúde prestados à comunidade do Alto Alentejo nestes tempos difíceis em que todos somos poucos para vencer esta pandemia”.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30