27 Fev. 2020
Augusta Serrano
Notícias
17:00-19:30

Dois jovens portugueses, naturais de Vila Viçosa, foram detidos em Badajoz, na passada semana, pela Polícia Nacional, pelo crime de tráfico de droga.

A detenção segue no âmbito da Operação Marwan, da Polícia Nacional, que visa combater a delinquência e o tráfico de droga na cidade de espanhola de Badajoz.

A detenção ocorreu na Praça dos Reis Católicos, quando a Polícia Nacional observou os 2 jovens, num automóvel de matrícula portuguesa, que ao verem os agentes procederam manobras de fuga, vindo a ser intercetados no caminho para Portugal.

Os indivíduos naturais de Vila Viçosa, com 26 e 27 anos de idade, foram revistados tendo sido encontradas 104 gramas de cocaína que o condutor transportava de forma oculta.

Os jovens foram detidos e presentes às autoridades judiciais espanholas. 

Realizou-se no passado sábado dia 16/02/2020 em Estremoz o torneio de cadetes e infantis Joana Escaria em piscina curta (25m), com a participação de 11 clubes num total de 215 atletas (101 masculinos e 114 femininos).

O clube esteve presente com 25 atletas (18 Masculinos e 7 femininos), foram eles, João Caldeirinha, Luís Franco, Miguel Rangem, Luís Velês, Lourenço Laranjeira, Humberto Amaral, Rafael Ferreira, João Rangem, Martim Piçarra, João Sanguinho, Manuel Sanguinho, Manuel Soças, Gonçalo Costa, Pedro Santos, Miguel Pereira, Vítor Calestru, Santiago Amaral, Salvador Simões, Carolina Matos, Gabriela Pinto, Inês Escarduça, Stefania Chitic, Filipa Gervásio, Benedita Pereira e Inês Trindade.

O clube teve um excelente desempenho alcançando vários pódios no final do dia onde se destaca os seguintes resultados, 1º Lugar de João caldeirinha a 100m Mariposa e 2º a 200m estilos, 2º lugar de Luis Franco a 100m Bruços, 3º lugar a 100m mariposa, 3º lugar de Miguel Rangem a 100m bruços, Gabriela Pinto com 1º Lugar a 100m livres e 100m bruços e 3º lugar a 100m costas, Inês Escarduça com um 1º lugar a 100m costas, 3º lugar a 100m livres e 100m bruços e por fim carolina Matos com um 3º lugar a 100m livres, destaque ainda para a excelente participação dos Cadetes B, e C alcançando vários recordes pessoais

O Clube esteve ainda representado com a sua equipa de Cadetes A, no Domingo 16/02/2020 no Fundão para o II Torregri de Cadetes com 8 atletas num torneio onde participaram 9 clubes e num total de 105 atletas (56 masculinos e 49 femininos)

Os atletas presentes foram Miguel Caldes, Diogo Munhão, Miguel Passareiro, Vasco Pereira, João Costa, Tiago Costa, Cristian Calestru e Gabriel Ferreira

Os atletas tiveram também excelente desempenho registando vários recordes pessoais ao longo da prova

Saldo muito positivo numa jornada dupla de natação onde os mais novos foram protagonistas

 

A ASAE – Autoridade Segurança Alimentar e Económica, instaurou um processo-crime, com uma detenção, por exploração ilícita de jogo de fortuna ou azar fora dos locais legalmente autorizados e apreensão de 2 máquinas de jogo, no valor de €3.000, no concelho de Setúbal.

A ASAE tem por missão a fiscalização e prevenção do cumprimento da legislação reguladora do exercício das atividades económicas, nos setores alimentar e não alimentar, bem como a avaliação e comunicação dos riscos na cadeia alimentar, sendo o organismo nacional de ligação com as suas entidades congéneres, a nível europeu e internacional.

O Comando Territorial de Portalegre para além da sua atividade diária, levou a efeito um conjunto de operações, no distrito de Portalegre, na semana de 10 a 16 de fevereiro, que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

 

1.     Detenções: Sete detidos em flagrante delito, destacando-se:

·         Um por condução sem habilitação legal;

·         Um por condução sob o efeito do álcool;

·         Um por tráfico de estupefacientes;

·         Um por maus tratos a animais de companhia.

   

2.      Trânsito:  

Fiscalização: 161 infrações detetadas, destacando-se:

·         56 por excesso de velocidade;

·         16 referentes a deficiências relacionadas com  iluminação ou sinalização;

·         Dez por falta de inspeção periódica obrigatória;

·         Sete relacionadas com tacógrafos.

 

                   Sinistralidade: 19 acidentes registados, verificando-se:

·         Quatro feridos leves.

               

2.     Ações de sensibilização:

·         33 no âmbito do programa “Idosos em Segurança”, tendo sido sensibilizados 595 idosos;

·         26 no âmbito do programa “Escola Segura”, tendo sido sensibilizadas 617 pessoas;

·         17 no âmbito do programa “Comércio Seguro”, tendo sido sensibilizados 140 comerciantes.

A manhã desta terça feira, 18 de fevereiro, fica marcada por protestos de agricultores da Extremadura Espanhola contra a falta de rendimentos no setor.

Os manifestantes chegaram a cortar a A5, em Badajoz, perto da fronteira do Caia.

O protesto foi convocado por várias organizações rurais para reclamar contra os preços baixos dos produtos agrícolas, entre outras exigências.

Muitos dos manifestantes chegaram em tratores que deixaram estacionados nas proximidades, porque não estavam autorizados a entrar com as máquinas nas principais vias de comunicação.

 

O tradicional desfile infantil de Carnaval volta em 2020 a encher a marginal de Alcácer. Durante a manhã de sexta-feira (21 de fevereiro 2019) as crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico dão início às celebrações do entrudo no concelho enchendo a cidade de cor e alegria.

O percurso tem início no Largo do Tribunal e culmina na Praça Pedro Nunes, percorrendo as Avenidas dos Aviadores e João Soares Branco. Na conclusão do corso dar-se-á a apresentação de coreografias pelos pequenos. Participam no cortejo os meninos e meninas do Centro de Educação Pré-Escolar de Alcácer do Sal, Escola Básica n.º1 de Alcácer, Escola Básica Pedro Nunes, Escola Básica de Palma, Escola Básica de Casebres, Escola Básica do Olival Queimado, Centro Infantil de Alcácer do Sal – Universo da Brincadeira e Centro Cultural dos Bairros de S. João e Olival Queimado. A GNR e os Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal colaboram também neste evento, organizado pelo Município em articulação com a Oficina da Criança, Agrupamento de Escolas de Alcácer, Centro Infantil Universo da Brincadeira e Centro Cultural dos Bairros de S. João e Olival Queimado.

No Torrão há direito a concurso de máscaras, organizado pelo Agrupamento de Escolas do Torrão no dia 21. Depois há baile, diversão, e contradanças no pátio da Escola Básica, atividades que vão ser abertas à comunidade. Depois, há lugar a um concurso de máscaras para os alunos. Na Comporta, as crianças do pré-escolar e 1º ciclo do Centro Escolar, assim como os meninos e meninas e idosos do Centro Social e Paroquial de S. Pedro da Comporta, vestem-se a preceito no dia 21, desfilando depois pela aldeia.

Proporcionar oportunidades de aproximação do mercado transfronteiriço, ajudando o contacto e a troca de experiências entre empresárias dos dois países é o intuito principal da IV edição do Fórum INTREPIDA que vai realizar-se na cidade de Évora, no espaço da incubadora de empresas do Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE).

Facilitar uma abordagem à região do Alentejo, uma zona quase desconhecida, especialmente para muitas das empresárias andaluzas participantes, é uma estratégia para garantir e criar novos contactos e formas de colaboração possíveis.

Organizado pelo Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE), parceiro oficial do projeto na região do Alentejo, em colaboração com o coordenador do projeto - a Fundação Três Culturas do Mediterrâneo – o IV Fórum INTREPIDA, que decorre nos dias 19 e 20 de fevereiro, na cidade de Évora (Alentejo), pretende ser uma oportunidade empresarial e económica para os territórios envolvidos.

Entre os participantes no fórum vão estar representadas diversas entidades e instituições, como, por exemplo, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR Alentejo) e a Câmara Municipal de Évora.

Durante dois dias, na IV edição do Fórum INTREPIDA, um conjunto de empresárias oriundas de Portugal e Espanha vão ter a oportunidade de assistir a diversas palestras com importantes reflexões sobre as relações comerciais entre Portugal e Espanha, tendo a possibilidade de aumentar a sua rede de contactos nos momentos dedicados anetworking.

Do programa destaca-se ainda a presença de Jesús Herández, um profissional com uma ampla experiência em sistemas de marketing móvel que vai partilhar com as participantes “ideias-chave” sobre como uma empresa deve posicionar-se no mercado usando a tecnologia do modo mais eficiente e prático.

O projeto INTREPIDA destaca entre as suas ações, a visita física a empresas e um contacto mais direto com empreendedoras alentejanas. Aqui está previsto um momento de testemunho das responsáveis pela empresa Capote’s Emotion e pela Pepe Aromas. Projetos empresariais que apostam na inovação e na qualidade dos seus produtos posicionando-os no mercado interno e externo.

Outras experiências, igualmente com foco na internacionalização, vão ser promovidas por Joana Garcia, da empresa Queijaria Monte da Vinha, e Ana Paula Leitão, da empresa Água Mole. Estas duas empresárias têm como denominador comum o facto de representarem ideias que surgiram como um pequeno negócio familiar e hoje trilham o caminho da consolidação num espaço rural, conseguindo atrair um público-alvo que se encontra fora do seu próprio país.

Para José Manuel Cervera Gragera, diretor da Fundação Três Culturas do Mediterrâneo, “o encontro das empresárias em Évora, mais precisamente na região do Alentejo, visa contribuir para impulsionar a cooperação na zona de Eurorregião (Andaluzia, Algarve, Alentejo), uma zona geográfica que consideramos ter um enorme potencial, interesse e utilidade para todos. Com esta iniciativa desejamos proporcionar às empresárias oportunidades em novos e próximos espaços, fomentando a criação de sinergias e desenvolvimento económico”.

Paula Paulino, diretora executiva do Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) destaca as oportunidades de negócio e de partilha de experiências entre as empresárias dos dois lados da fronteira que são proporcionadas por este projeto INTREPIDA e que tem já resultados de parcerias empresarias entre as participantes. “Este evento em Évora permite-nos dar a conhecer o que de melhor temos na nossa região, impulsionar práticas de trabalho em equipa entre as participantes do projeto e fomentar o espírito empreendedor e inovador das mulheres empresárias”, avança.

Vão estar presentes mais de 90 empreendedoras e empresárias oriundas das regiões do Alentejo, Algarve e Andaluzia, área de intervenção do projeto.

Esta iniciativa está integrada no projeto INTREPIDA – Internacionalização das Mulheres Empresárias de Espanha e Portugal para a Inserção, Desenvolvimento e Alianças – que visa potenciar a cooperação transfronteiriça entre os dois países. Conta com o apoio financeiro do programa Interreg POCTEP Espanha-Portugal, bem como dos restantes parceiros: Núcleo Empresarial da Região de Évora – NERE, Associação Empresarial da Região de Portalegre – NERPOR-AE, Ninho de Empresas de Loulé – REGIOTIC, Diputación de Huelva e FUECA em Cádis.

É hoje lançado um concurso com uma dotação total de 3.311.000€, no âmbito do POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), com vista à elaboração e implementação de 94 Planos Municipais para a Igualdade e a Não Discriminação.

Podem candidatar-se, até ao dia 21 de abril, entidades da administração local como Câmaras Municipais, Áreas Metropolitanas e Comunidades Intermunicipais, do Norte, Centro e Alentejo.

“Pela primeira vez, visamos apoiar planos que respondam às necessidades de cada território, assentes em diagnóstico e indicadores concretos. Para isso, os planos devem combater as desigualdades existentes nas próprias estruturas internas dos Municípios - em áreas como a disparidade salarial, a representação equilibrada, a segregação sexual das profissões e a promoção da conciliação – bem como na realidade de cada território - em matérias como apoio e proteção a vítimas de violência doméstica e políticas de urbanismo, mobilidade e segurança. O processo de elaboração dos planos deve garantir a participação de estruturas representativas de trabalhadores/as e entidades empregadoras, organizações da sociedade civil, serviços públicos, entre outros,” afirma a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro.

Este aviso é um instrumento fundamental para a territorialização efetiva das políticas de igualdade e não discriminação, alinhado com a Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação – “Portugal + Igual”, e o Plano de ação de prevenção e combate ao tráfico de seres humanos, reconhecendo os municípios como agentes estratégicos. Na mesma linha, vários têm sido os municípios que celebraram protocolos de cooperação com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, e que totalizam já 211.

O eurodeputado Carlos Zorrinho, eleito pelo PS, no seu comentário desta terça-feira, 18 de fevereiro, abordou aos microfones da Rádio Campanário os incidentes racistas no jogo entre o Guimarães e o FC Porto, a união da esquerda no combate ás comissões bancárias e ainda o aumento dos dias de férias e dos subsídios de refeição para os funcionários públicos.

Sobre os incidentes racistas no futebol, Carlos Zorrinho começa por referir que “o que aconteceu em Guimarães no domingo é inaceitável”, acrescentando que “é o contexto de intolerância na sociedade, no futebol, na vida em geral”.

O eurodeputado considera que “não é uma intolerância exclusiva da sociedade portuguesa, o caso Marega fez com que viessem a público inúmeros casos noutros países”, referindo que “os adeptos tiveram um comportamento muito indigno, por seu lado, o jogador teve uma atitude muito digna”.

Carlos Zorrinho refere que ”temos assistido a uma grande onda de solidariedade com a causa, obviamente com as exceções já esperadas”, no entanto, “mais importante que a onda de indignação, é a vaga de ação”.

Para o eurodeputado “é preciso que as pessoas que foram identificadas sejam punidas, os comportamentos racistas, de violência física ou verbal, são um crime público”, por outro lado, “é necessário um comportamento pedagógico e preventivo”.

Sobre esta pedagogia, Carlos Zorrinho refere que “é necessária ao nível de toda sociedade, é necessária uma reflexão sobre este tipo de incidentes”, lembrando que “muitas das vezes os programas sobre futebol são marcados por atitudes violentas e de alguma intolerância”.

Por outro lado, a questão das claques também deve ser solucionada, para o eurodeputado “é necessário definir se são dos clubes ou não”. Caso sejam dos clubes “eles têm de ter capacidade para os controlar e exercer atitudes preventivas”, caso não sejam “terão de ser as autoridades a exercer esse trabalho”.

Carlos Zorrinho refere que “poderá ser necessária uma atitude musculada de controlo, tal como aconteceu com os hooligans em Inglaterra”, referindo mais uma vez que “estas situações não podem acontecer”.  

Sobre a união da esquerda para reduzir as comissões bancárias, Carlos Zorrinho começa por considerar que “existirão muitas comissões que serão injustas, outras até poderão ter a sua justificação”, no entanto, “como em toda as atividades é necessária uma regulação, de maneira a que os serviços prestados sejam cobrados de acordo com esse valor”.

O eurodeputado refere que “não se podem cobrar comissões desproporcionadas”, acrescentando que “a aprovação de uma legislação que estabeleça limites ás comissões irá permitir ao regulador ter um instrumento de controlo mais forte”.

Carlos Zorrinho afirma que “é para medidas como esta que a esquerda se deve unir”.

Naquilo que concerne a possíveis aumentos de dias de férias e subsídios de refeição para os funcionários públicos, o eurodeputado explica que “as condições de trabalho de um funcionário não são apenas medidas pelo seu ordenado”.

Para Carlos Zorrinho “os dias de férias e os subsídios que complementam o ordenado também são muito importantes”, acrescentando que “o Governo está a procurar, e bem, reconhecer os funcionários públicos pelo seu trabalho”.

O eurodeputado lembra que “todos estes aumentos e remunerações têm de ser feitos dentro dos limites orçamentais”, uma vez que, “ter excedente não é algo decorativo, é algo importante que nos permite financiar com taxas de juro muito mais baixas que irão permitir poupar recursos que poderão ser alocados agora nestes aumentos”.

A Câmara Municipal de Elvas e a RTP informam que os bilhetes para o Festival da Canção 2020, a realizar-se no Coliseu Comendador Rondão Almeida, vão estar à venda a partir de amanhã, quarta-feira, no Posto de Turismo de Elvas, entre as 10 e as 18 horas, de segunda a domingo, e nas bilheteiras online em www.ticketline.sapo.pt.

O valor dos bilhetes é 10 euros para o 1º anel e 5 euros no 2º anel, em ambos os casos os lugares não são numerados.

O espetáculo é para maiores de 6 anos, não sendo por isso permitida a entrada a crianças menores de 6 anos.

A entrada no Coliseu, no dia 7 de março, processa-se a partir das 19.30 horas, encerrando às 20.30 horas, não sendo permitida a entrada do público após este horário, por forma a assegurar a transmissão televisiva.

O Coliseu Comendador Rondão Almeida, em Elvas, será o palco da grande final da 54ª edição do Festival da Canção, onde se apurará a canção que vai representar Portugal no Eurovision Song Contest 2020, que terá lugar no Ahoy, em Roterdão.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29