A Câmara Municipal de Vila Viçosa atualizou hoje o relatório da situação epidemiológica da COVID-19 no concelho, com dados até 28 de outubro.

Segundo a autarquia, e de acordo com os dados disponibilizados pela DGS- Direção Geral de Saúde, atualmente o concelho contabiliza 105 casos positivos, 99 casos ativos, casos recuperados e 3 óbitos.

De acordo com o boletim emitido, não foi ainda atualizado o número de óbitos, não estando contabilizados três óbitos de idosos referentes ao surto da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa. 

A Noite de Fado inserida no âmbito do programa cultural da Câmara Municipal de Alandroal, que deveria acontecer amanhã à noite, foi adiada.

Segundo refere a autarquia, a proibição de circulação entre concelhos, entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro, impede que o espetáculo seja realizado.

Desta forma, a Noite de Fados irá agora acontecer na sexta-feira, dia 06 de novembro às 21h30 no Fórum Cultural e Transfronteiriço do Alandroal.

A Universidade de Évora (UÉ) informa, em nota, que “reforça o seu compromisso com a igualdade e a diversidade de género através da criação de um Gabinete que estimula a criação e a adoção de uma estratégia institucional que combata os estereótipos e discriminação entre os géneros”.

Este Gabinete para a Igualdade de Género fica sob a área de intervenção da Pró-Reitora, Rosalina Pisco Costa, socióloga, professora no Departamento de Sociologia da UÉ e investigadora na área da Sociologia do Género. O restante grupo de trabalho, constituído por uma seleção heterogénea de professores e investigadores da UÉ, é composto por Fernanda Henriques, Luís do Carmo, Clarinda Pomar, Luís Sousa, Teresa Furtado e Leonel Alegre.

Entre as principais atividades do Gabinete, prevê-se a elaboração de um relatório diagnóstico sobre a situação da igualdade de género na UÉ, a criação de um Plano de Igualdade de Género para a instituição e a definição de uma estratégia institucional que promova e monitorize o plano criado.

A primeira ação de sensibilização deste novo Gabinete passa pela associação da UÉ ao projeto europeu Mobiliza-te Contra o Sexismo e à campanha Sexismo. Repare nele. Fale dele. Acabe com ele!, a convite da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e do Conselho da Europa.

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) divulgou que foi iniciada a entrega da coleção que tem como objetivo atualizar o Fundo Documental das Bibliotecas Municipais do Alentejo Central, tornando a sua oferta mais atrativa a potenciais novos leitores, no âmbito do projeto da CIMAC “Ler e Crescer em Família”, desenvolvido em parceria com os municípios, e financiado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços em Bibliotecas Públicas (PADES).

Segundo a CIMAC, a coleção é composta por livros para crianças, jovens e adultos, DVD’s e jogos de caráter lúdico/didático.

Esta atividade prevê a aquisição de Fundo Documental no valor de 169 800,00€, distribuídos por 2 anos, pelas bibliotecas de Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Montemor-o-Novo, Mourão, Portel, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas e Viana do Alentejo.

A partir do dia 07 de novembro, o Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida apresenta “Do Inesgotável” de Pedro Calhau, uma seleção de trabalhos de desenho, pintura, escultura, gravura, fotografia e instalação, texto e imagem, sugestiva e representativa da obra do artista eborense, que se destaca por dar a conhecer uma dinâmica relacional, mas também por ativar e questionar o processo criativo que simultaneamente une e liberta.

Caracterizada por evidenciar um conjunto de conceitos e de ideias que atravessam a obra de Pedro Calhau, como a imaginação, a associação livre e a montagem, na exposição “Do Inesgotável” é possível reconhecer uma generosa e insaciável curiosidade, mas também uma simplicidade que, não sendo totalmente inocente, é profundamente espontânea e instintiva. Esta afirma-se na prática artística, enquanto ato (des)comprometido de expressão e comunicação, necessidade, direito e liberdade.

“Pensámos e desenhámos este projeto como uma travessia possível por um conjunto de trabalhos que reclama um olhar abrangente, tão experimental quanto crítico, que permita ensaiar ideias e traçar coordenadas que estimulem a participação ativa do visitante”, afirma a curadora, Mariana Marin Gaspar. Também a investigadora Maria do Mar Fazenda, explica “Partimos da premissa de que os artistas partilham formas de ler o mundo, no caso de Pedro Calhau esta leitura cruza e monta modos de fazer mundos, excedendo as disciplinas e o conhecimento estabilizado. E esta experimentação é fundamental que (nos) aconteça”.

Com entrada gratuita, o horário de funcionamento do Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida é compreendido entre as 10h00 - 13h00 e as 14h00 - 18h00, de terça-feira a domingo. É também possível fazer visitas guiadas em grupos entre cinco a dez pessoas, mediante inscrição prévia, através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do contacto telefónico 266 748 350.

A exposição “Do Inesgotável” de Pedro Calhau tem a parceria do MEIAC Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo, da Fundação Carmona e Costa, do Museu de Lisboa e da Antena 2.

O Comando Distrital da PSP de Portalegre, através da Divisão Policial de Elvas, está desde as 07h00 da manhã a dar cumprimento a buscas domiciliárias em quatro residências situadas no Centro Histórico de Elvas.

Segundo a PSP, as diligências em causa referem-se a um processo crime de âmbito patrimonial, cuja investigação decorre há cerca de 6 meses na Esquadra de Investigação Criminal da referida subunidade.

Nesta operação, em que a PSP pretende recuperar objetos que possam ter sido alvo de furto, estão empenhadas 4 Equipas de Investigação Criminal e 1 Equipa de Intervenção Rápida.

A Câmara Municipal de Viana do Alentejo anunciou que viu aprovado um projeto na área do desporto, feito em parceria com os seus homólogos de Gaglianico (Itália), Krsko (Eslóvénia) e Svilengrad (Bulgária), no âmbito do programa Erasmus+ Sport.

De acordo com a autarquia, o projeto propõe a implementação de um programa permanente de atividades desportivas educacionais fortemente vinculadas a um programa educacional sobre comportamentos de saúde.

"Vão ser desenvolvidas atividades nas instalações desportivas públicas e privadas dos parceiros, com especial incidência ao ar livre, a fim de evitar aglomeração em ambientes fechados, como caminhada, corrida, ciclismo, atletismo, futebol, voleibol, basquetebol", refere o Município.

O público-alvo enquadra-se em pessoal político e administrativo dos municípios, professores, educadores, treinadores desportivos e especialistas médicos. Será ainda equacionada a participação de cidadãos de todas as idades, com especial destaque para idosos, pessoas com deficiência, jovens dos 6 aos 18 anos. Os envolvidos irão trabalhar em conjunto e partilhar as boas práticas com os restantes parceiros internacionais.

O projeto terá a duração de 2 anos (janeiro de 2021 e dezembro de 2022) com um fundo de financiamento máximo de 60.000,00€.

O orçamento municipal para 2021 já está a ser elaborado em todo o país nas diferentes autarquias. A Câmara Municipal de Alandroal também já tem o seu e o presidente do município conta à RC o que este pode trazer para o próximo ano.

O presidente do município do Alandroal revela que “até ao final do ano contamos terminar o concurso público da obra da fortaleza de Juromenha”. Para além deste, a autarquia está a “contar lançar a primeira fase da recuperação da Capela da Boa Nova em Terena” e ainda “pequenas obras” como arranjos de caminhos e “os postos médicas de Hortinhas e Orvalhos”.

João Grilo reforça que, apesar da pandemia, “temos de ir pensando no futuro e temos que ir lançando os investimentos cujos financiamentos estão assegurados, até por uma questão de cumprimento das metas perante Fundos Comunitários e para que possamos aspirar a novos financiamentos futuros e o nosso objetivo surge focado na componente de investimento no território que tem de continuar a acompanhar o investimento privado que está a acontecer”.

No entanto, conta que se vivem algumas dificuldades “sobretudo com a adjudicação de obras” e “alguns concursos que ficaram desertos e que temos de lançar novamente” e por isso houve pequenos atrasos.

Sobre estes concursos que ficaram desertos, enumera alguns, como a “quarta fase da melhoria da mobilidade urbana no concelho de Alandroal que ficou deserto, já lançámos o centro comunitário ou a biblioteca que também ficaram desertos. Lançámos os centros de acolhimento ao visitante de Terena e Juromenha que ficaram desertos”. Assim, a edilidade está a “reformular os projetos e os orçamentos e a lançar novamente esses concursos”, que acontecerá até ao final do ano.

Apesar destes constrangimentos o presidente alandroalense refere que “vamos ter um 2021 com mais possibilidades e com mais coisas a acontecer e é esta a única preocupação que temos”.

O município do Alandroal é um dos mais endividados do país e por isso estes concursos e melhorias têm de ser sempre pensadas com todas as cautelas. Questionado sobre como se faz esta gestão financeira o presidente explica que existe um “compromisso muito pesado todos os anos para atingirmos o equilíbrio financeiro que ultrapassa um milhão de euros” entregues ao FAM. Porém, este ano, devido à pandemia, “não vamos ter que fazer essa entrega, está suspenso, mas no próximo ano sabemos que teremos de o fazer”.

Assim, o que tem sido feito “é tentar obter financiamentos comunitários e complementar com financiamento EQBEI [Empréstimo Quadro do Banco Europeu de Investimento] que como se sabe só foi aprovado pela Assembleia Municipal para a obra de Juromenha”. Houve uma tentativa para que fosse aprovado para outras obras, mas “a Assembleia Municipal não aprovou”.

Mesmo assim continuam a existir “financiamentos assegurados, tentamos que sejam financiados com o máximo de comparticipação e vamos reservar verba do orçamento para fazer face à contrapartida nacional”.

Um homem de 56 anos, residente no distrito de Évora, foi detido pela Unidade Local de Investigação Criminal de Évora da Polícia Judiciária (PJ), fortemente indiciado pela prática do crime de pornografia de menores na forma agravada, atenta a idade das vítimas.

De acordo com o comunicado da PJ, a investigação surgiu na sequência de informação recolhida pela Polícia Judiciária, sendo que no desenvolvimento de busca domiciliária realizada na residência do visado, foram-lhe apreendidos vários telemóveis, os quais continham mais de duas centenas de ficheiros informáticos.

O autor utilizava esses equipamentos para partilhar conteúdos referentes a imagens de menores em situações de cariz sexual, o que determinou a sua detenção em flagrante delito.

O detido, já referenciado pelo mesmo tipo de crime, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação processual adequadas.

Segundo o Comando Territorial de Évora da GNR, ocorreram dois acidentes de viação, sendo um despiste e um atropelamento, dos quais resultaram uma vítima mortal e danos materiais.

No âmbito da criminalidade foram registadas seis ocorrências, sendo três crimes contra as pessoas, dois crimes contra o património e um crime contra a vida em sociedade.

Foram efetuadas uma detenção em flagrante delito, pelo crime de furto.

Em termos contraordenacionais foram registadas 72 infrações rodoviárias, três à legislação policial e duas à legislação ambiental.

Dá-se ainda continuidade às operações Resina, Floresta Segura, Prisec2020, Campo Seguro, Censos Sénior, ARCADIA2020, Operação Proteção COVID-19 e Operação Todos os Santos – Fique em Casa.

O Posto Móvel da GNR está hoje, dia 30 de outubro, nas localidades de S. Bento do Cortiço, Orada e Nora, das 06h30 às 13h30.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31