O Ministério da Saúde russo deu "luz verde" à primeira vacina no mundo contra a COVID-19, após menos de dois meses de testes em humanos. O fármaco foi desenvolvido pelo Instituto Gamaleya, em Moscovo.

“Uma vacina contra a COVID foi registada, pela primeira vez no mundo, esta manhã”, revelou Vladimir Putin, acrescentando: “Sei que é bastante eficaz e desenvolve uma imunidade estável”.

O presidente russo disse, inclusive, que uma das suas filhas já foi vacinada, tendo registado apenas uma ligeira subida de temperatura que foi desaparecendo. Agora, espera que a produção em massa avance em breve.

“Espero que outras investigações estrangeiras se desenvolvam assim tão bem, de forma a que apareçam no mercado internacional outros produtos”,referiu.

Já este mês, as autoridades russas garantiram que a vacina é eficaz e segura, apontando para outubro como o mês em que deve começar a ser vacinada a população, com prioridade para idosos e profissionais de saúde.

Esta vacina está a causar fortes reservas da Organização Mundial de Saúde, uma vez que não foi submetida a todas as fases de ensaios exigidas pela OMS.

Vários cientistas alertam para o facto de as vacinas experimentais terem começado a ser testadas pela primeira vez em humanos, em algumas dezenas de pessoas, há menos de dois meses, pelo que não há ainda provas científicas que as validem e muito menos a sua distribuição em massa.

Na segunda-feira, o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou que os próximos três meses serão cruciais para acelerar a investigação de vacinas para a COVID-19, alertando que faltam pelo menos 90 mil milhões de dólares do investimento total necessário.

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) acaba de anunciar o início das vindimas na região, que se estima que, ao contrário da tendência nacional, possa produzir mais 5% do que o ano anterior.

Dos mais de 250 produtores do Alentejo, 46 já arrancaram com as vindimas e perspetiva-se que, até ao final do mês de setembro, os cerca de 22.900 hectares de vinha da região estejam todos vindimados. Também as condições climatéricas dos últimos meses ditam a qualidade da colheita e da respetiva uva.

“São ótimas notícias para a região, representando inclusive um alento para os produtores que, com as exportações a adivinharem uma ligeira quebra e com as dificuldades demonstradas no canal horeca nacional, têm passado por um período mais conturbado”, salienta Francisco Mateus, presidente da CVRA.

Para prevenção e contenção da COVID-19, os produtores elaboraram e acionaram um Plano de Contingência reforçando a higienização dos espaços nas adegas e da utilização de máscaras na apanha da uva.

Recorde-se que, em 2019, a Região Vitivinícola Alentejana produziu 98,3 milhões de litros de vinho.
 

No final do mês de julho, a Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, Hortênsia Menino, recebeu no Salão Nobre a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, representada pelo Presidente da Câmara Municipal de Santa Marta de Penaguião e equipa técnica.

Segundo a autarquia, “esta visita decorreu no seguimento da intenção de integração nesta Associação de Municípios, considerando as mais valias turísticas e de promoção do território que esta estrada representa para o concelho.

Num primeiro momento foi feita uma reunião de trabalho, seguindo-se depois uma visita ao Km 500 no Ciborro. Durante a tarde foram feitas visitas pela cidade, nomeadamente ao Castelo, Centro de Etnologia – Museu Local e Ermida de N. Sra. da Visitação.

Esta visita foi acompanhada pela Presidente da Câmara Municipal, Presidente da União de Freguesias de N. Sra. da Vila, N. Sra. do Bispo e Silveiras, Presidente da Junta de Freguesia do Ciborro, pelo Sr. Secretário da Junta de Freguesia de Santiago do Escoural e equipa técnica da Câmara Municipal.

A Estrada Nacional 2 (EN2) é a mais extensa estrada portuguesa que se desenvolve longitudinalmente ao longo do País, ligando a cidade de Chaves à cidade de Faro. Dentro do Concelho de Montemor-o-Novo, esta estrada percorrer cerca de 45 km”.

O Serviço Municipal de Proteção Civil informa, em nota, “que após a realização de novos testes à COVID-19, verificaram-se mais 2 casos recuperados na cidade de Moura e 4 casos recuperados em Póvoa de São Miguel”.

No total, o concelho de Moura tem agora 102 pessoas recuperadas e 31 casos ativos de COVID-19, registando-se 03 em Moura, 04 em Amareleja e 24 em Póvoa de São Miguel.

É ainda recomendado “a toda a população que cumpra de forma rigorosa as orientações emanadas pela Direção Geral da Saúde, nomeadamente a higienização frequente das mãos, utilização de máscara e o cumprimento do distanciamento social”.

Na sequência do despiste do veículo ligeiro no qual seguia, uma criança de 14 anos ficou em estado grave esta manhã.

Segundo a RC apurou junto do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre, o despiste ocorreu na EM 516, na freguesia de Esperança, no concelho de Arronches, vitimando ainda um casal na casa dos 60 anos, que ficaram com ferimentos leves.

A criança e o casal foram transportados para o Hospital Dr. José Maria Grande, em Portalegre.

O alerta para o acidente foi dado às 9h06. No local estiveram 15 elementos e nove veículos dos Bombeiros de Arronches e GNR.

Segundo dados do relatório provisório de incêndios rurais publicado pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), de 01 de janeiro a 31 de julho, já arderam 24.680 hectares em todo o território, num total de 5.294 incêndio rurais.

Porém, este é o “valor mais reduzido em número de incêndios e o 6º valor mais baixo de área ardida, desde 2010”.

No Alentejo Beja é o distrito com mais área ardida (2.735 hectares), seguindo-se Portalegre (956 hectares) e, por fim, Évora (159 hectares).

A nível nacional Beja é o quarto distrito com mais área ardida, sendo antecedido por Castelo Branco com 7.248 hectares, Vila Real com 3.255 e Faro com 2.906 hectares.

Já Évora é o quinto distrito com menos área ardida, sendo antecedido por Aveiro com 89 hectares, Leiria com 92, Setúbal com 103 hectares e Lisboa com 152.

De acordo com o relatório provisório de incêndios rurais 2020, o fogo que deflagrou em Castro Verde, a 13 de julho, consumiu 2.382 hectares. Já o fogo que deflagrou em Avis, no distrito de Portalegre, a 21 de julho, consumiu 704 hectares.

Tal como a RC noticiou no dia de ontem, após a confirmação dos primeiros casos no concelho de Mora a autarquia determinou encerrar os serviços de atendimentos ao público durante três dias.

Agora, em despacho, o presidente da autarquia, Luís de Matos, determina “que entre os dias 10 e 12 de agosto de 200 sejam encerrados ao público:

  1. A Oficina da Criança;
  2. O Edifício dos Paços do Concelho;
  3. A Casa da Cultura”.

Após este período será feita uma nova avaliação da situação, explica o município.

A Câmara Municipal de Serpa atualizou, no dia de ontem, os dados da COVID-19 no concelho onde refere que existe agora apenas um caso ativo.

No total, desde dia 02 de março, o concelho já contabilizou 23 casos positivos de COVID-19.

Contudo, neste momento, apenas um está ativo e 22 já se encontram recuperados, não havendo qualquer pessoa em vigilância pelas autoridades de saúde.

A Missa Solene em honra de Santa Maria, organizada pela Santa Casa da Misericórdia de Ourique, irá realizar-se no próximo dia 15 de agosto pelas 19 horas, no adro da Igreja Matriz de Ourique (também designada por Igreja de Santa Maria), com estrita observância das regras do distanciamento social numa decisão tomada em articulação entre a Santa Casa da Misericórdia de Ourique, o Município de Ourique e a Paróquia de Ourique.

A autarquia refere que a pandemia COVID-19 “tem impedido a realização dos principais eventos do concelho de Ourique em respeito pelas orientações da direção geral de saúde e na estrita observância do bom senso de preservar os cidadãos ao risco de contágio”.

Porém, “com o sentido de responsabilidade individual e comunitária, mantendo um combate ao risco da pandemia, Ourique superará este contexto e não faltarão oportunidades para os reencontros em momentos de grande festa no território como a Feira do Porco Alentejano, a Feira de Garvão e tantos outros eventos na Vila e nas Freguesias. Os resultados positivos que temos conseguido durante a pandemia continuam a precisar do apoio decisivo de cada um, no uso da máscara, no distanciamento social, na etiqueta respiratório e na lavagem frequente das mãos”.

Segundo o Comando Territorial de Évora ocorreram dois acidentes de viação, sendo uma colisão e um atropelamento dos quais resultaram dois feridos leves.

Registaram-se dois incêndios agrícolas nas localidades de Portel e Terena, tendo ardido cerca de 3m2 de pasto, vários sacos de palha e sacas de carvão.

No âmbito da criminalidade foram registadas seis ocorrências, sendo três crimes contra o património, dois crimes contra as pessoas e um crime contra o Estado.

Em termos contraordenacionais foram registadas 49 infrações rodoviárias, oito à legislação policial e três à legislação ambiental.

Dá-se continuidade às operações Resina, Floresta Segura, Prisec2020, Campo Seguro, Verão Seguro 2020, Exames Nacionais 2020, Viajar em Segurança e Alerta Seguro.

O posto móvel está hoje, dia 11 de agosto, nas localidades de Vimieiro, Igrejinha e Graça do Divor até às 13h30.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31