28 Out. 2020
 
3 p’rás 5
15:00-17:00

A Câmara Municipal do Alandroal foi condenada a pagar cerca de 900 mil euros à massa insolvente da empresa “Pavia – Pavimentos e Vias S.A.”. A decisão foi deliberada por ordem do tribunal e vai ser realizada à razão de 88 mil euros por mês durante 10 meses. Os pagamentos, que tiveram início a 15 de Novembro deste ano, vão ser feitos através da retenção de 20% das transferências que o Estado faz mensalmente para o município.

A Rádio Campanário falou com o atual presidente alandroalense, João Grilo, o qual referiu que a situação na autarquia é grave, havendo cada vez mais dívidas para as quais não há resposta por falta de aceitação de um plano de reestruturação da dívida. O autarca garantiu ainda que se a situação continuar igual, algumas funções básicas do município podem ficar em causa.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/grilo_27nov.MP3{/saudioplayer}

A Santa Casa da Misericórdia de Borba realizou, no passado dia 25 de Novembro, uma Assembleia Geral Ordinária com o intuito de perspetivar o futuro da instituição.

Na reunião foi realizada a eleição da Mesa da Assembleia Geral, da Mesa Administrativa e do Concelho Fiscal/ Definitório para o mandato social do triénio 2013/2015. Os eleitores estiveram em concordância e a nova equipa, liderada por Caetano Gazimba, foi eleita com 96% dos votos a favor.

Ainda durante os trabalhos, foi discutido o Plano de atividades e o orçamento para 2013. Entre as resoluções discutidas, mereceu destaque a construção do Pavilhão Multifunções e a conclusão do projeto de eficiência energética no Lar Humberto Silveira Fernandes.

Já no que diz respeito à situação económica que o país atravessa, foi dada importância à primeira obra corporal das Misericórdias, “dar de comer a quem tem fome”, que procura oferecer respostas aos casos mais críticos e às diferentes solicitações. 

Tal como já aqui noticiamos, a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) recuou com o despacho interno que limitava os serviços de saúde a utentes de fora do Distrito de Portalegre.

Este recuo, foi tornado público esta sexta-feira, depois de uma reunião entre a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, ULSNA , presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) e dos presidentes de Câmaras Municipais de Alandroal, Borba, Campo Maior, Estremoz, Monforte, Vila Viçosa e Sousel.

No entanto José Rondão Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Elvas, coloca em questão este recuo, criticando fortemente a gestão da saúde no norte alentejano.

Rondão diz mesmo que foi uma reunião pouco esclarecida e que irá estar atento à situação. O O Autarca Elvense questiona ainda os números apresentados pela ULSNA sobre o número de partos realizados em Portalegre.

Mas vai mais longe, afirmando que “se um dia chegarmos à conclusão que o Hospital de Santa Luzia terá de regressar novamente para gestão própria, o hospital encontrará na Câmara um parceiro para fazer a sua gestão sem necessitarmos nem mais de um cêntimo do estado do que aquilo que o estado paga para o Hospital de Évora ou para o Hospital de Portalegre”.

Ouça de seguida as declarações de José Rondão Almeida:

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/rondao_ulsna_24nov.mp3{/saudioplayer}

O Hospital de Santa Luzia, em Elvas, vai continuar a prestar serviços aos utentes que residam fora da área de influência mas que ali se dirijam. Esta foi a principal conclusão que resultou ontem da reunião entre a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, ULSNA , presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) e dos presidentes de Câmaras Municipais de Alandroal, Borba, Campo Maior, Estremoz, Monforte, Vila Viçosa e Sousel.

A Rádio Campanário falou com o presidente da ARS, José Robalo, o qual disse que a questão em cima da mesa não seria o despacho emitido anteriormente, mas sim esclarecer a confusão que o mesmo originou.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/Decisao%20robalo_23nov.MP3{/saudioplayer}

Esta foi a ideia corroborada pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Viçosa, Ricardo Barros, o qual referiu que ficou decidido, sem margem para dúvida, que a Unidade de Saúde do Norte Alentejano vai continuar a funcionar como tem feito até ao momento.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/Decisao%20Vice%20VV_23nov.MP3{/saudioplayer}

Ainda sobre o assunto, o presidente CIMAA, Armando Varela, foi mais longe e disse que na sua opinião poderia ser perspetivada a melhoraria da capacidade e qualidade de prestação de serviços da unidade de saúde elvense.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/Decisao%20varela_23nov.MP3{/saudioplayer}

Os presidentes das câmaras municipais de Arraiolos e de Portel estiverem reunidos esta quarta-feira (21 de Novembro), com a Ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz. Em discussão, esteve a decisão de encerramento dos tribunais localizados nos dois concelhos do distrito de Évora.

A Rádio Campanário falou com Norberto Patinho, presidente do município de Portel, de forma a perceber quais foram as conclusões que resultaram do dia de ontem. Segundo o autarca, foram dadas garantias de que ainda não há decisões definitivas, sendo que no princípio do próximo ano vão ser realizada outras reuniões para que se conclua qual será o destino da justiça nos concelhos que estão em risco de ver os tribunais encerrados.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/tribunal_portel_23nov.MP3{/saudioplayer}

Os tribunais de Portel e Arraiolos surgem no documento denominado “Linhas Estratégicas para a Reforma da Organização Judiciária”, elaborado pelo Governo PSD/PP, onde se prevê a extinção, em todo o país, de 54 tribunais e a criação de 27 extensões judiciais. 

“Ser no desporto – Prática da atividade desportiva ao longo da vida” é o nome do seminário que o Clube Rugby de Borba está a desenvolver e que vai acontecer a 8 de Dezembro. 

A iniciativa vai ter como objetivo transmitir uma visão holística de hábitos de vida ativos e saudáveis desde a criança até ao idoso. O Seminário destina-se a todos os interessados, sendo que a inscrição é gratuita mas obrigatória até ao dia 3 de Dezembro, e limitada à lotação do Cineteatro de Borba, local onde vai decorrer a atividade.

Para que as temáticas a abordar sejam devidamente tratadas, vão estar presentes vários técnicos e especialistas durante todo o dia, desde as 14 horas, altura em que é feita a receção aos participantes, e até às 18, quando os trabalhos têm fim.

Os interessados podem efetuar a inscrição por via eletrónica, enviando e-mail para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., onde então por telefone, nos números 915466640|963945777.

O Pavilhão de Eventos da Cidade de Borba vai acolher, no próximo dia 1 de Dezembro pelas 16 horas, o lançamento da iniciativa “Um dia pela Vida”. De forma a celebrar o início do projeto, vai decorrer, um colóquio médico sujeito ao tema “Vamos falar de cancro”.

O evento é desenvolvido pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, numa parceria realizada com a American Cancer Society desde 2004.

“Um dia pela Vida” é então o mote para educar para a prevenção do cancro, informar e angariar fundos para os programas da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

A iniciativa, que tem inauguração no primeiro dia do último mês de 2012 vai depois prolongar-se até 6 de Abril de 2013, com encerramento marcado também na cidade de Borba.

O Instituto Politécnico de Portalegre recebeu na passada sexta-feira uma reunião, onde estiveram representados os Municípios, IPSS e Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo, de forma a discutir o projeto “Apoio Domiciliário a Pessoas Idosas”.

Esta foi a primeira reunião do projeto, que tem por objetivo combater a solidão na terceira idade, dando uso às novas tecnologias de informação.

O Presidente da CIMAA, Armando Varela, em declarações à Rádio Campanário explicou que este é um projeto que gostaria de ver implementado a partir do segundo trimestre de 2013. A candidatura deverá ser apresentada já no próximo dia 17 de Dezembro ao Inalentejo.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/portalegre_idosos_23nov.MP3{/saudioplayer}

A Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal de Estremoz Prof. Joaquim Vermelho, vai receber a exposição de pintura e escultura, intitulada “Janela da Memória”, da autoria de Carlos Gargaté.

O autor estremocense começou a dedicar-se à pintura com mais afinco apenas em 2005, depois de se ter aposentado da profissão que desempenhava até então. Desde então, o artista plástico tem participado em exposições coletivas internacionais, para além de já ter apresentado exposições individuais.

As portas da exposição abrem pela primeira vez já no dia 25 de Novembro, pelas 16horas e só encerram definitivamente a 13 de Janeiro do próximo ano. A entrada é gratuita. 

Um militar da Guarda Nacional Republicana e três bombeiros de Borba foram assistidos ontem, dia 22 de Novembro, no Hospital de Évora, em sequência de inalação de tóxicos de pesticida. A ocorrência resultou depois das autoridades terem respondido a um pedido de socorro, recebido pelas 11h53, em sequência de uma tentativa de suicídio, com recurso a veneno, por parte de uma cidadã de 64 anos.

Em declarações à Rádio Campanário, o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Borba, Joaquim Branco, que explicou que os 4 agentes fizeram uso do equipamento de segurança necessário, mas devido à intensidade dos gases libertados pelo pesticida as partículas toxicas ficaram entranhadas na roupa, atingindo consequentemente a pele e mucosas. A cidadã que ingeriu o produto continua na unidade de cuidados intensivos do Hospital de Évora, não havendo mais noticias, por enquanto, acerca do seu estado de saúde.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/BVB%20Suicidio_23nov.MP3{/saudioplayer}

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31