×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Pedro Siza Vieira, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, testou positivo esta terça-feira para a Covid-19.

A informação é avançada através de uma nota à comunicação social, que acrescenta que Pedro Siza Vieira já se encontrava em isolamento profilático, desde sábado, como medida de precaução.

Depois de ter apresentado alguns sintomas compatíveis com o novo coronavírus, Siza Vieira foi testado "e o resultado acusou positivo", conclui o comunicado.

O Município de Mourão, através da sua página oficial de facebook, informou hoje que, no seguimento da candidatura conjunta efetuada pela CIMAC e os Municípios associados ao Quadro Comunitário Alentejo 2020, e no âmbito do procedimento de concurso público enquadrado na Operação “Proteção Contra Risco de Incêndio”, foi hoje entregue ao Município de Mourão um Biotriturador VANDAELE TV18-23DF.

Este equipamento tem como função triturar os sobrantes da limpeza das faixas de gestão de combustível, bem como o tratamento dos resíduos resultantes dos trabalhos de poda e limpeza de árvores. Estes sobrantes são transformados em estilha ou serradura, voltando a adicionar ao solo as substâncias nutritivas e os minerais.

Esta candidatura foi cofinanciada pelo Alentejo 2020 através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional em 85%, tendo o Municipio de Mourão comparticipado os restantes 15%, que correspondem ao valor de 4.771,76 euros.

Uma ambulância desativada da Delegação de Beja da Cruz da Vermelha Portuguesa (CVP) foi consumida esta terça-feira pelas chamas e danificou outras duas que estavam estacionadas na proximidade da sinistrada. A viatura estava estacionada no interior das instalações da CVP, que ficam situadas na Rua da Casa Pia, zona histórica e habitacional da cidade.

De acordo com a notícia avançada pelo Lidador Notícias, por motivos que estão a ser investigados, a viatura que está desprovida de rodas e de instalação elétrica, e que estava a ser utilizada para a retirada de peças para colocar em outras viaturas que a CVP tem ao serviço, terá começado a arder no interior do habitáculo.

A antiga ambulância, segundo avança a notícia, que está estacionada debaixo de um telheiro , começou a arder e danificou um jeep antigo que estava ao lado e uma viatura de 9 lugares de transporte de doente não urgentes, que aparcada em frente à sinistrada. Esta última viatura foi retirada do local, mas ainda assim sofreu danos do para-brisas, capô e para-choques devido ao calor das chamas.

O alerta para o incêndio foi dado às 13,29 horas e segundo avança o LN , na central telefónica ninguém se apercebeu da entrada de qualquer pessoa estranha à instituição e o espaço ter pelo menos três câmaras de videovigilância.

A pronta intervenção dos Bombeiros Voluntários de Beja terá evitado males maiores.

No local esteve uma equipa da Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Beja, que visionou as imagens das câmaras e porque o incêndio levanta dúvidas de fogo posto, foi ativado o piquete da Diretoria do Sul da Polícia Judiciária.

Além dos meios acima referidos, no local estiveram ainda mais 9 operacionais do Corpo de Bombeiros e PSP apoiados por 4 viaturas e uma mota.

 Foi republicado o regulamento (Aviso 20/SI/2020) das medidas do Programa Apoiar. No âmbito da medida APOIAR.PT, os formulários de candidatura que respeitem a grandes empresas com volume de negócios até 50 milhões de euros, a médias empresas ou que, apresentando uma dimensão de micro ou pequena empresa, se candidatem aos novos apoios relativos ao 4º trimestre de 2020 e 1º trimestre de 2021, serão disponibilizados no dia 21 de janeiro.

Na sequência do aumento de casos de infeção por COVID-19 em membros da comunidade escolar, e da decisão da Comissão Municipal de Proteção Civil de encerrar as escolas do concelho, o Município procedeu, na manhã de hoje, à desinfeção das instalações do Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro.

Os trabalhos, acompanhados pelo vice-presidente do Município, Luís Rosinha, e pelo Diretor do Agrupamento de Escolas, Jaime Carmona, incluíram a desinfeção dos espaços exteriores, bem como a higienização das salas de aula e demais espaços interiores com aparelhos de desinfeção à base de ozono.

De acordo com a informação avançada pela autarquia, os serviços municipais irão proceder também à desinfeção das instalações da Escola Secundária, de forma a garantir a máxima proteção aos nossos alunos no seu regresso às aulas.

O Município de Évora atualizou a situação epidemiológica do concelho com dados até 18 de janeiro, registando um aumento significativo de novos casos positivos de COVID-19.

Segundo os dados do Departamento de Saúde Pública da ARS Alentejo fornecidos à autarquia, foram registados 44 novos casos de infeção, elevando assim o número de casos ativos no concelho para 1.564.

O concelho registou também mais um óbito por COVID-19, elevando assim o número de mortes para 34.

Em relação aos recuperados, o concelho regista 672 recuperados ao novo coronavírus.

Atualmente o concelho eborense contabiliza 2.270 casos positivos de COVID-19.


 

O Município de Ourique, por iniciativa própria ou no quadro do aproveitamento de oportunidades nacionais e europeias, tem procurado responder ao desafio da disponibilização de conhecimentos às crianças e jovens do concelho.

Nesse âmbito, acaba de ser publicado, em Diário da República, o aviso da Empreitada de reabilitação e implementação de medidas de eficiência energética na Escola EB 2,3/S de Ourique, um investimento de aproximadamente 900 mil euros, que vai possibilitar melhores condições para a comunidade escolar desenvolver as aprendizagens e uma melhor eficiência energética dos equipamentos.

Segundo a informação avançada pela autarquia, trata-se de um importante impulso de valorização do equipamento escolar, em linha com as preocupações ambientais e com a procura de maior sustentabilidade.

As propostas deverão ser apresentadas nos próximos 30 dias.

 

O Município de Montemor-o-Novo atualizou a situação epidemiológica do concelho  referente ao apuramento até às 23h59 do dia 17 de Janeiro.

Segundo informação avançada pela autarquia, com base nos dados fornecidos ao final da manhã de hoje, pelo Departamento de Saúde Pública da ARS Alentejo, foram registados nove novos casos ativos, o que perfaz um total de 351 casos ativos e dez recuperados face ao dia anterior, elevando para 348 o número de recuperações.

Há ainda a lamentar mais três óbitos por Covid19., elevando para 24 o número de mortes.

No toral o concelho já registou 723 casos de covid 19.

Hoje foi um dia de enorme esperança na Estrutura Residencial para pessoas Idosas da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz.

De acordo com a publicação efetuada por José Calixto, Presidente do Conselho de Administração da  Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, assinala desta forma o dia , dando conta que se iniciou hoje , o processo de vacinação contra a COVID-19 para protegermos aqueles que tantas dificuldades passaram nos últimos meses e ainda passam.

Recorde-se que, o surto de covid-19 em Reguengos de Monsaraz, que começou no dia 18 de Junho, com a primeira utente infetada no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva  - FMIVPS, foi classificado como o maior surto no Alentejo da doença da Covid-19 provocada pelo novo coronavírus.

 

O Município de Vendas Novas, através da sua página oficial de facebook, deu hoje conta que "o surgimento de um surto de COVID-19 numa estrutura residencial para idosos é uma preocupação para a toda uma comunidade. Importa desde a primeira hora, desbloquear todas as ajudas e apoios que se possam concretizar, quer através de entidades locais, quer nacionais, para que a situação seja controlada o mais cedo possível."

"Em Vendas Novas, com a confirmação de um surto no Lar Nossa Senhora da Saúde da Casa do Povo, não houve tempo a perder por parte do Município,que tem estado no terreno a acompanhar a situação, apoiando a Direção e a equipa de enfermagem nos processos de decisão, mobilizando meios para a contenção da situação e dando resposta às várias solicitações", refere a autarquia.

Na altura mais crítica, informa o Município, "ajudou a criar zonas para utentes negativos, positivos e suspeitos dentro do Lar; forneceu desinfetante e fatos completos de proteção individual (em articulação com o Lar Quinta do Mestre) e disponibilizou funcionários do Município para a realização de tarefas e de alguns turnos " assim como "tem estado em articulação constante com a Segurança Social e o Centro de Saúde e com a Diretora Técnica especializada em gestão em crise, que desbloqueou uma equipa de intervenção pronta a dar resposta ao surto."

Para essa mesma equipa externa tratou do local e condições de alojamento e, através de voluntários, funcionários e do executivo municipal, certifica-se que chegam até eles as refeições diárias. Para os utentes e funcionários do Lar, contactou Santa Casa da Misericórdia, que tem assegurado as refeições.

A recolha dos resíduos contaminados acumulados tem sido também um assunto tratado com todo o cuidado pelo Município, contratando uma empresa especializada para fazer este serviço, no valor de cerca de 6 mil euros.

Segundo o Município, "felizmente a situação está agora mais controlada, resultado da dedicação da sua direção, funcionários, equipa externa, brigada de intervenção da Cruz Vermelha, voluntários do projeto Portugal COmVIDas, voluntários locais e de várias as instituições que se prontificaram a ajudar, criando-se uma rede de sinergias, só possível graças à solidariedade e disponibilidade de muitos. Têm sido incansáveis, por isso, o Município quer deixar, uma vez mais, o reconhecimento e sentido agradecimento a todas elas. Graças a vocês somos agora uma comunidade mais resiliente."

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31