O Núcleo de Intervenção e Fiscalização Policial da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Beja recolheu cinco cavalos, sem proprietário identificado, junto ao IP8, entre a rotunda da Força Aérea e a rotunda da saída para Serpa.

Comunica ainda a mesma força policial que foram autuados quatro proprietários de equídeos, “por não possuírem a sua posse devidamente legalizada”.

O aumento do número de javalis nos campos do Alentejo está a deixar os produtores do porco preto em alerta, sobretudo pela presença da peste suína em vários países europeus e onde o javali é o maior foco de propagação da doença. 

Para o presidente da Associação de Criadores do Porco Alentejano, Nuno Faustino, citado pela TSF, é tempo de fazer o controlo desta espécie em Portugal com recurso à caça, para que se possa reduzir, ao máximo, o perigo de contágio. 

Embora a peste suína não seja uma doença transmissível aos seres humanos, a entrada em Portugal desta bactéria teria implicações "muito graves" na economia do setor, disse o responsável, que relembra os impactos que teria no Alentejo onde se estima que estejam atualmente 35 mil porcos de montanheira. 

O dirigente recorda que a peste suína africana não é transmissível aos seres humanos - embora seja mortal para os animais - mas acrescenta que a sua entrada em Portugal teria implicações "muito graves" na economia do setor, sobretudo no Alentejo onde estimativas apontam para cerca de 35 mil porcos de montanheira. 

Nuno Faustino disse à TSF que a entrada da doença em Portugal pode significar “um problema económico brutal para todas as explorações de Portugal e mais grave para o porco alentejano”, que atualmente exporta mais de 90% da sua produção, algo que ficaria impedido de acontecer, relembrou. 

A Guarda Nacional Republicana, através Núcleo de Investigação Criminal de Odemira e do Posto Territorial de Vila Nova de Milfontes, no passado dia 19 de junho, deteve em flagrante delito, dois individuos do sexo masculino com 19 e 57 anos e uma mulher de 65 anos, por tráfico de estupefacientes, em Vila Nova de Milfontes.

A Guarda Nacional Republicana (GNR), através de comunicado informa que: “no âmbito de uma fiscalização rodoviária, durante uma abordagem a uma viatura em que o comportamento dos ocupantes levantou suspeitas, foi possível detetar que tinham na sua posse 200 doses de haxixe.”

A GNR informa ainda que no seguimento das diligências, foi realizada uma busca domiciliária à residência dos suspeitos, tendo sindo apreendido:

· Um veículo;

· Duas plantas de cannabis;

· Um hoverboard;

· Duas televisões;

· Vários computadores;

· Diverso material relacionado com o tráfico de estupefacientes.

Os detidos, todos com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de ilícito, ficaram sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.

A edição de 2019 das comemorações do Dia do Porto de Sines, que se celebra anualmente a 19 de junho, reuniu mais de 700 pessoas nas diversas atividades promovidas pela APS em conjunto com várias empresas da comunidade portuária. Este dia tem o objetivo de abrir o porto e a sua componente operacional à sociedade envolvente, com particular incidência sobre as escolas, aproximando o porto e as empresas da comunidade. 

As celebrações iniciaram-se com uma sessão interna sob o tema “De olhos postos no futuro”, dirigida aos trabalhadores da empresa, na qual foram debatidos ideias e projetos que permitam reforçar o posicionamento de Sines no mercado portuário internacional. 

Cerca de 150 participantes participaram na visita aos terminais portuários por terra e por mar a bordo de um veículo anfíbio. O “Hippotrip” fez a delícia de miúdos e graúdos que tiveram a oportunidade de realizar uma visita diferente ao Porto de Sines e ficar a conhecer um pouco sobre o funcionamento do maior porto do país em carga movimentada. 

Durante todo o dia, centenas de crianças de estabelecimentos de ensino da cidade aproveitaram para celebrar o Dia do Porto de Sines a brincar, num espaço dedicado aos mais pequenos com insufláveis, trampolins e air bungee, entre outras diversões.  

As comemorações terminaram com a quarta edição da “Corrida Porto de Sines”, na qual participaram mais de 360 atletas que, a correr 10km ou a caminhar 5km, percorreram zonas portuárias e o centro histórico da terra de Vasco da Gama. Fábio Silva, do G.D.R. São Francisco da Serra, foi o vencedor no setor masculino e Solange Guerreiro, do N. D. C. Odemira, foi a primeira classificada feminina. O Juventude Atlético Clube arrecadou o primeiro lugar na classificação por equipas. 

 

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou esta sexta-feira, 21 de junho, a detenção de um homem de 40 pelo crime de tráfico de estupefaciente. 

O indivíduo é procurado pelas autoridades espanholas para cumprimento de pena de prisão por este ilícito criminal, informa esta força policial através da sua página online. 

O cidadão estrangeiro foi presente ao Tribunal da Relação de Évora que determinou a sua recolha ao Estabelecimento Prisional de Beja a aguardar os trâmites do processo de extradição. 

 

 

A Banda Sinfónica da PSP vai atuar no próximo dia 27 de junho pelas 21H30, no Jardim do Tarro, em Portalegre, por ocasião das comemorações do 141º Aniversário deste Comando. 

O concerto terá entrada gratuita e serão apresentados Leonard Bernstein, Arturo Marquez, Stevie Wonder ou The Police, num concerto dirigido pelo maestro subintendente Ferreira Brito. 

Em reunião pública de 19 de Junho, o Município de Évora manifestou-se contra prospeção mineira. A posição unânime do Município contra a prospeção mineira no concelho de Évora, nomeadamente na zona da Serra de Monfurado, foi expressa uma vez mais nesta reunião pública de Câmara por todo o Executivo.

O Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, explicou que o Governo, através da Direção-Geral de Energia e Geologia, publicou um aviso acerca de um pedido de uma multinacional para fazer prospeção mineira nos concelhos de Évora, Montemor-o-Novo e Vendas Novas. Tendo recebido informação que havia uma consulta pública até dia 21 de Junho, a Câmara Municipal enviou já a sua posição ao Governo, reiterando que se opõe a este tipo de exploração, à semelhança do que foi feito em 2014, mantendo-se todos os pressupostos que nessa ocasião foram aprovados por unanimidade em reunião pública de Câmara e em sessão da Assembleia Municipal de Évora.

Tal como afirmou em 2014, também neste caso considera que o impacto global do projeto, incluindo o enorme impacto negativo ambiental na zona de Monfurado, excede largamente os limitados benefícios para a freguesia, para o concelho e para a Região. Trata-se de uma importante zona silvícola, onde predominam espécies protegidas pela legislação nacional, sendo o Sítio de Monfurado classificado como Sítio de Interesse Comunitário e parte da Rede Natura 2000, além de abrigar diversos locais pré-históricos de significativo valor.

A autarquia emitiu o seguinte Comunicado relativo à Posição sobre o pedido de prospeção de minerais na Zona da Boa Fé:

A Câmara Municipal de Évora (CME), reunida a 19/6/2019, analisou um novo pedido de atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais que volta a incluir a zona da Boa Fé, no concelho de Évora, e aprovou por unanimidade a seguinte tomada de posição:

  1. Está a decorrer um período de consulta pública (Aviso nº 8864/2019, DR de 22/5/19) sobre o pedido de atribuição de direitos acima referenciado pelo que, ao abrigo da lei, a Câmara Municipal de Évora vai exercer o direito de pronúncia nos termos abaixo explicitados.
  2. Consultado aquele processo e após análise técnica, a CME considera que se mantêm, integralmente, todos os pressupostos e fundamentos que foram apreciados e deliberados, por unanimidade, pela Câmara Municipal em 24/9/2014 e pela Assembleia Municipal em 26/9/2014, os quais conduziram a sucessivos pareceres desfavoráveis relativos à exploração mineira na zona da Boa Fé.
  3. Aquelas deliberações foram precedidas de amplas e abertas auscultações à população e instituições que levaram a um vasto consenso social, técnico e político, tendo resultado na recusa inequívoca de atribuição de Declaração de Interesse Municipal àquela exploração mineira, então solicitada pela empresa Aurmont.

Foi, oportunamente, emitido um parecer desfavorável à concretização do projeto por se entender não estarem reunidas condições mínimas de salvaguarda ambiental na Boa Fé (zona de Monfurado, integrada na Rede Natura), tendo sido demonstrado que os custos globais do projeto excediam largamente os benefícios socioeconómicos para o concelho e para a Região.

  1. Assim, a Câmara Municipal de Évora entende que a atribuição de uma licença de prospeção e exploração mineira na zona da Boa Fé, é contrária aos interesses da população, do concelho de Évora e da Região pelo que nos pronunciamos desfavoravelmente ao presente pedido.
  2. A Câmara Municipal de Évora irá alertar e denunciar publicamente esta situação junto da população, das instituições locais e regionais e dos órgãos de soberania (Governo, Assembleia da Republica e Presidente da República).

O Governo vai disponibilizar mais 3 milhões de euros na próxima segunda feira, dia 24 de junho, para apoiar os agricultores em dificuldades por causa da seca. Este montante destina-se a explorações situadas nos concelhos onde se verificam as condições meteorológicas exigidas pela regulamentação comunitária para que a medida possa ser acionada:

Segungo nota do Ministério da Agricultura, chegada à redação da RC, os Municípios em seca extrema – Albufeira, Alcoutim, Castro Marim, Faro, Loulé, Olhão, São Brás de Alportel, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Municípios em seca severa – Alandroal, Alcácer do Sal, Alcochete, Aljezur, Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Arronches, Barrancos, Barreiro, Beja, Benavente, Borba, Campo Maior, Castro Verde, Coruche, Cuba, Elvas, Estremoz, Évora, Ferreira do Alentejo, Grândola, Lagoa, Lagos, Mértola, Moita, Monchique, Monforte, Montemor-o-Novo, Montijo, Moura, Mourão, Odemira, Ourique, Palmela, Portel, Portimão, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Santiago do Cacém, Seixal, Serpa, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sines, Vendas Novas, Viana do Alentejo, Vidigueira e Vila Viçosa.

O principal objetivo desta medida é promover a mitigação dos efeitos da seca extrema e severa como fenómeno climático adverso, através do apoio a investimentos específicos nas explorações em que a escassez de água compromete o maneio do efetivo pecuário, em particular o abeberamento dos animais e a manutenção das culturas permanentes instaladas. São elegíveis investimentos cujos montantes oscilem entre 1 000 e 40 000 euros.

Todas as condições de acesso a este concurso podem ser consultadas em http://www.pdr2020.pt Só no início de junho ficaram reunidas as condições meteorológicas para que o Governo português pudesse desencadear esta nova medida, a par de um conjunto de pedidos de derrogação junto da Comissão Europeia. Em causa está, por exemplo, a possibilidade de permitir o pastoreio em terras de pousio sem qualquer penalização. O Governo assegurou já também o pagamento adiantado de, pelo menos, 420 milhões de euros de apoios comunitários para o próximo mês de outubro.

Está igualmente aberta uma linha de crédito para apoio à alimentação animal, que tem disponível um montante global de 3,4 milhões de euros. Trata-se de uma linha de crédito garantida a 70% pelo Estado, com um ano de período de carência, à qual poderão recorrer explorações pecuárias com o estatuto de micro-empresa ou PME, em valores que podem ir até aos 750 mil euros por empresa.

A turma A da Escola da Glória venceu o Concurso de Estórias, do Projeto Re-Planta da Gesamb.

O Projeto Re-Planta é um projeto sobre hortas biológicas e compostagem, organizado pela Gesamb. Envolveu workshops de hortas biológicas dirigidas à população em geral e um programa educativo destinado às escolas do distrito de Évora, o qual incluía um Concurso de Estórias.

O prémio para a Estória vencedora é a edição digital da mesma, um compostor e um certificado de participação.

Após uma avaliação do júri, de entre as 17 Estórias a concurso, apurou-se como vencedor o grupo de alunos do 4º ano da Escola da Glória. Foi tido em consideração o conhecimento da matéria, a criatividade e originalidade assim como o cumprimento do regulamento.

Durante a manhã desta sexta-feira (21 de junho), foi entregue o prémio à turma vencedora, na presença do Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Francisco Ramos.

O o elvense Luís Zagalo e o Maestro Victorino D'Almeida estiveram em Roma para um encontro com o Papa Francisco.

No dia 18 de junho, foram recebidos pelo Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, que os acompanhou à Basílica de São Pedro.

No dia 19 de Junho teve lugar a audiência com o Papa Francisco. O Maestro ofereceu ao Sumo Pontífice a partitura original da Missa de Santo António e o músico elevnse o disco Encontro(s). O Santo Padre confereiu-lhes a alegria de assinar o livro de sua autoria, "O nome de Deus é Misericórdia", que receberam como uma recordação inesquecível deste encontro.

No dia 20 de Junho foram recebidos pelo Reitor do Instituto Português de Santo António em Roma, em cujo Salão Nobre executaram um concerto.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30