A Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre celebra este ano o seu 11º aniversário.

A Escola conta atualmente conta com 155 alunos de formação inicial, 500 alunos de formação contínua, sete funcionários e 34 formadores, seis cursos de formação inicial e 30 ações de formação contínua desenvolvidas nos distritos de Portalegre e Évora

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alandroal foi recentemente a eleições, tendo as mesmas ditado a saída de António Bastos, atual presidente.

A Rádico Campanário falou com o atual presidente, António Bastos, que nos explica que “existiram eleições e temos um imperativo legal que não permite mais que 3 mandatos consecutivos, o que é o meu caso”.

O presidente refere que “sou o que tem mais mandatos consecutivos até ao dia de hoje, mas como tudo na vida temos de dar lugar a outros”.

Questionado pela RC se vai continuar a exercer funções na Associação, António Bastos refere que “sim, ainda que noutro órgão social, mas estarei sempre ligado com a Associação de Bombeiros de Alandroal”.

O ainda presidente mostra-se convicto de que “as pessoas que vão ocupar o cargo irão desempenhar um bom trabalho”, lembrando que quem encabeça a lista vencedora “é atual tesoureiro, o Carlos”.

António Bastos explica que “quando abracei este projeto não sabia ao que ia” acrescentando que “tivemos algumas dificuldades, mas conseguimos orientar e organizar a casa”.

“É satisfatório ver que temos tudo de maneira a poder servir a nossa população e os concelhos limítrofes da melhor forma”
António Bastos

Questionado pela RC sobre a situação financeira, António Bastos afirma “sinceramente sinto que saio com o dever cumprido”, referindo que “financeiramente todos podem ficar descansados com a Associação, porque não sei o que é uma divida, a corporação está devidamente equipada e fardada, vamos receber uma nova viatura, os serviços estão em números suficientes para manter as despesas, as instalações foram renovadas”.

“Toda a equipa que me acompanhou só pode estar satisfeita do trabalho que desenvolvemos”
António Bastos

António Bastos lembra que “por vezes não é fácil falar nisto, eu próprio enquanto membro da federação sei que não é fácil para algumas corporações, mas em Alandroal somos uma estrutura sólida a todos os níveis, principalmente a nível financeiro”.

O ainda presidente considera que a sua principal motivação ao longo destes mandatos “foi ajudar o próximo e outros” e também alguma influência familiar, uma vez que “o meu pai foi o sócio número 1 desta casa”.     

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, garante que a construção da Barragem do Pisão, no Crato, será uma realidade, lembrando que já existe financiamento para os trabalhos preparatórios.

Ana Abrunhosa lembra que é preciso um estudo de impacto ambiental e, portanto, já há financiamento para esses trabalhos preparatórios.

A Barragem do Pisão deverá contar com um investimento total de 168 milhões de euros, devendo o projeto estar concluído em 2027. Além do investimento de 168 milhões de euros, acresce ainda um outro investimento de 50 milhões de euros para regadio que deverá abranger uma área de 10 a 12 mil hectares.

O eurodeputado Nuno Melo, eleito pelo CDS-PP, no seu comentário desta quinta-feira, dia 12 de dezembro, abordou aos microfones da Rádio Campanário a situação sobre os migrantes marroquinos que desembarcaram numa praia do Algarve, o anúncio do reforço orçamental no setor na saúde e ainda a moção, por si sobescrita, intitulada Direita Autêntica.

Relativamente aos migrantes, Nuno Melo considera que “temos de aplicar as leis de um estado de direito democrático”, explicando depois que “se as pessoas que chegam são migrantes, terão de ser resgatadas e depois terá de lhes ser aplicada a lei”.

Para o eurodeputado os migrantes “terão de regressar ao país de origem, ou poderão ficar por cá caso tenha autorização para isso”. Nuno Melo é taxativo e afirma que “aos refugiados aplica-se a lei dos refugiados, aos migrantes aplica-se a lei da migração”.

Naquilo que concerne ao anúncio do reforço do orçamento na área da saúde, Nuno Melo afirma que “o SNS precisa de investimento, encontra-se num estado de pré-colapso”, no entanto, “eu com este governo funciono como o São Tomé, é um governo que anuncia, mas depois não concretiza”.

O eurodeputado refere que “não tenho como saber em concreto qual a necessidade de investimento no SNS, por isso é prematuro dizer que o montante anunciado é suficiente”.

Nuno Melo refere que “existe muito investimento que é necessário, quer do ponto de vista das pessoas, quer do ponto de vista dos medicamentos e do equipamento”.

O eurodeputado relembra “que este governo recebeu uma divida estimada de 300 milhões de euros no SNS e agora essa mesma divida é de cerca de 2 mil milhões de euros”, acrescentando que “o SNS não pode sobreviver ás custas do calote alheio”.

Para Nuno Melo “temos um SNS que sobrevive na base de empresários que investem e pagam salários, mas que depois não recebem a contrapartida do Estado”, acrescentando ainda que “os cuidados paliativos são um direito, logo o Estado tem de investir nestas áreas”.

Instado pela RC a explicar o real significado da moção Direita Autêntica, Nuno Melo refere que “é um apelo a todos os candidatos, isto quando o partido está tão fracionado, para que as várias candidaturas se possam sentar e discutir aquilo que correu mal e tentarem encontrar soluções”, ou seja, “no fundo tentamos reduzir essas frações para que o próximo líder do CDS possa sair reforçado”.

Inicia-se no dia 16 de dezembro, nas farmácias aderentes de todo o país, a campanha solidária “Dê Troco a Quem Precisa”. A iniciativa, que termina no dia 25 de dezembro, é promovida pelo Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, e convida os portugueses a doar o troco das compras efetuadas na Farmácia ao Fundo Solidário abem:. O montante angariado será integralmente aplicado na aquisição de medicamentos dos beneficiários abrangidos. Nesta campanha 25 Farmácias de Beja vão participar.

O lançamento Regional da campanha “Dê Troco a Quem Precisa” irá decorrer na Farmácia Faria, em Av. de São Francisco 23, Moura, no dia 17 de dezembro, às 17h00 e contará com a presença do Senhor Presidente da Câmara Municipal de Moura.

O Presidente da Câmara Municipal de Moura, entidade referenciadora do abem: apela ao espírito altruísta da comunidade do distrito de Beja. “Vivemos uma época que tem na sua essência valores como a paz, a partilha, a família e também a solidariedade. É neste contexto que convido a população baixo-alentejana a contribuir com a campanha de natal “Dê Troco a Quem Precisa”, porque um pequeno gesto nosso pode transformar vidas”.

Em Portugal, uma em cada dez pessoas não tem acesso aos medicamentos por falta de dinheiro*, sendo muitas as famílias de baixos rendimentos que não conseguem fazer face à despesa com a medicação prescrita. O Programa abem: apoia, atualmente, um total de 11.809 beneficiários em todo o país.

Atualmente, a Rede abem: conta com catorze entidades referenciadoras no distrito de Beja:

 Freguesia de Beringel

 Município de Mértola

 Município de Cuba

 Município de Almodôvar

 Freguesia de Nossa Senhora das Neves

 Município de Aljustrel

 Município de Odemira

 União de União de Freguesias de Beja ( Salvador e Santa Maria da Feira)

 Junta de Freguesia de Alcaria Ruiva

 Centro Social Nossa Senhora da Graça

 Município de Moura

 Município de Vidigueira

 União de Freguesias de Serpa

 União de Freguesias de Moura e Santo Amador

Existe ainda uma rede de 33 Farmácias abem: onde os 738 beneficiários no distrito podem aceder, sem custos, aos medicamentos prescritos pelos seus médicos. Desde o início do abem:, a 25 de maio de 2016, já foram dispensadas 21.515 embalagens de medicamentos no distrito de Beja no âmbito do Programa.

O montante angariado durante o curso da campanha “Dê Troco a Quem Precisa” será cem por cento aplicado na aquisição de medicamentos para os beneficiários abem:.

O abem: está presente em todos os distritos do país e regiões autónomas e assenta numa rede de parcerias com entidades locais que referenciam ao programa as famílias em risco. Estas pessoas, quando se tornam beneficiárias do abem:, recebem um cartão que passam a usar na farmácia para levantar os medicamentos de que necessitam, sem qualquer custo.

O Festival Internacional de Música de Marvão 2019 encontra-se nomeado para a 5ª edição dos Iberian Festival Awards, nas categorias de Melhor Festival de Pequeno Formato, Melhor Promoção Turística e Melhor Cartaz.

Apostando na qualidade, através de um programa criterioso e da seleção de músicos oriundos de várias partes do mundo, o Festival Internacional de Música de Marvão tem-se vindo a afirmar nos roteiros europeus de festivais de verão de música clássica.

Este evento pretende abrir-se a um novo público e a novas experiências, ligando em sintonia vários estilos musicais e outras formas de expressão artística como as artes visuais ou a dança e tornar-se assim um palco privilegiado para a criatividade.

Neste Ano Pastoral 2019/2020, integrado no triénio pastoral “Discípulos Missionários da Esperança”, cujo tema é “Procurar e Acolher os Sedentos da Esperança”, apresentamos o programa do Arcebispo de Évora em Saída neste tempo de Advento, a Caminho do Natal: 


Dia 13
- 17h -Visita, com celebração de Eucaristia, ao Hospital  de Elvas.

Dia 16
- 16h -Visita, com celebração de Eucaristia, ao Lar de Nossa Senhora Auxiliadora, em Évora.
- 21h -Eucaristia com a bênção e envio da Luz da Paz de Belém, promovida pelo CNE, na igreja do Calvário, em Évora.

Dia 20
- Das 16h às 18h -Visita ao Hospital de Évora.

Dia 21
- 11h -Visita, com celebração de Eucaristia, ao Lar de São José Operário, em Évora.
- 15h30 -Visita, com celebração de Eucaristia, ao Lar de São Paulo, em Évora.

Dia 22
- 16h -Visita, com celebração de Eucaristia, ao Mosteiro das Monjas de Belém, no Couço.

Dia 23
- 19h30 -No Monte Alentejano, em Évora, jantar da Pão e Paz, Associação de Solidariedade Social.

Dia 24
- 10h -Visita, com celebração de Eucaristia, ao Estabelecimento Prisional de Elvas.
- 16h -Visita ao Centro de Acolhimento de Refugiados, em Évora, projecto do Serviço Jesuíta aos Refugiados.
- 24h -Celebração da Eucaristia da Vigília de Natal (Missa do Galo), na igreja de Santo Antão, em Évora.

Dia 25
- 11h -Celebração da Eucaristia de Natal no Recolhimento Ramalho Barahona, em Évora.

A ASAE – Autoridade Segurança Alimentar e Económica, apreende balança, por falta de controlo metrológico, no valor de €9.000, num posto recetor de azeitona, no concelho de Beja.

A ASAE tem por missão a fiscalização e prevenção do cumprimento da legislação reguladora do exercício das atividades económicas, nos setores alimentar e não alimentar, bem como a avaliação e comunicação dos riscos na cadeia alimentar, sendo o organismo nacional de ligação com as suas entidades congéneres, a nível europeu e internacional.

A morte da jovem de 22 anos, na passada segunda feira, após uma violenta colisão frontal no IC1, perto de Ourique, gera revolta junto da população e família.

O helicóptero do INEM, que foi acionado para o local, foi obrigado a abortar a missão devido a falhas técnicas e o INEM não teve capacidade de resposta para acionar outro meio aéreo, são os fatos que geram maior revolta.

A vítima mortal era filha de um militar da GNR do posto de Ourique. Os pais da jovem estão a receber acompanhamento psicológico.

Recorde-se que a jovem que entrou em paragem cardiorrespiratória, ainda foi assistida no local. Como o helicóptero do INEM não chegou, foi transportada pela ambulância para o Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde de Castro Verde, onde veio a falecer.

As obras de requalificação da Rua Marquês de Pombal, em Sines, já estão a decorrer.

Um dos principais eixos de circulação da cidade, a rua encontra-se descaracterizada e pouco funcional para quem a utiliza.

A operação agora iniciada tem como principal objetivo dar mais condições de comodidade e segurança a quem anda a pé, mas também criar um percurso coerente para o fluxo automóvel e dar um impulso à função comercial.

Os novos percursos pedonais serão mais amplos e em pavimento confortável, durável e estável, acessível a todas as pessoas, incluindo pessoas com mobilidade reduzida.

A continuidade dos percursos será garantida pelo reperfilamento da rua "à cota zero".

Os sentidos de trânsito serão alterados para sentido único e serão adotadas medidas que limitem a velocidade para, no máximo, 30km/h.

Na organização dos estacionamentos, serão privilegiados os lugares para pessoas com mobilidade reduzida e para cargas e descargas.

A imagem da zona será uniformizada através de novos pavimentos, mas também de novo mobiliário urbano, árvores e floreiras.

Além da requalificação à superfície, serão renovadas todas as infraestruturas enterradas: água, esgotos, gás, eletricidade e telecomunicações.

A empreitada tem um prazo de execução contratual de oito meses, condicionado por fatores imprevisíveis como as condições meteorológicas.

De acordo com o faseamento programado, nos primeiros quatro meses deverá haver obras apenas entre a Praça da República e o Centro de Artes de Sines. A partir daí, as obras decorrerão em simultâneo nessa zona da rua e na zona entre o Centro de Artes de Sines e o viaduto da Estrada da Ribeira (junto à Fripex).

A operação "Requalificação do espaço público da Rua Marquês de Pombal e Praça da República - 1.ª Fase" tem um investimento elegível de 1 266 285,77 €, cofinanciado à taxa de 85% no âmbito do programa operacional Alentejo 2020 / Portugal 2020, com fundos FEDER / União Europeia, o que se traduz numa contribuição comunitária de 1 076 342,90 €.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31