O relatório entregue esta sexta-feira identificou riscos para as espécies de aves que vivem ali e problemas com potencial ruído para as populações vizinhas. Mas obra vai avançar na mesma.

O estudo de impacte ambiental ao novo aeroporto no Montijo, que esta sexta-feira, identificou problemas em termos de ruído para as populações vizinhas e riscos para várias espécies de aves segundo o documento a que o jornal o Sol teve acesso. Ainda assim, o Governo e a concessionária Vinci não vão desistir de avançar com o aeroporto.

 O estudo identificou vários problemas, o que não agrada nem ao Governo nem à empresa construtora Vinci.

 As principais questões detetadas pelo estudo são o ruído para as populações que residem nas proximidades da base aérea e a ameaça às espécies de aves que habitam aquela zona do estuário do rio Tejo.

O Município de Estremoz vai candidatar um projeto de requalificação urbana no valor de um milhão de euros que visa uma intervenção no largo adjacente á porta de Santa Catarina, e tem previsto um monumento alusivo ao Boneco de Estremoz, adiantou à RC o autarca Francisco Ramos.

Segundo o edil estremocense, que falava a esta estação emissora na inauguração da exposição da arte de Nélson Mandela em Évora Monte, o projeto “está neste momento em desenvolvimento e vamos procurar fazer uma candidatura para a sua implementação”.

Dessa intervenção, destaca Francisco Ramos, tem de exponencial “um monumento alusivo ao Boneco de Estremoz”, que pretende “imortalizar essa arte ancestral que é a feitura do boneco, do que ele representa e dos artesãos”.

Simultaneamente o monumento vai “homenagear o grande pintor e escultor de Estremoz que é Armando Alves”, que atualmente tem um vasto rol de “obras espalhadas pelo país inteiro” e curiosamente em Estremoz, sua terra natal, “não tem ainda uma obra emblemática”.

De acordo com o autarca, os arquitetos do município estão “a ultimar os ajustamentos” que o projeto necessita para “depois ser apresentado à entidade gestora do programa 2020, esperando a sua aprovação e a partir dai o seu desenvolvimento e a sua implementação no terreno”.

Questionado sobre o valor previsto para o investimento, Francisco Ramos realça que o custo da obra tem “um valor significativo” e que, embora sem ser preciso, “superará um milhão de euros”.

Redondo recebeu este sábado, 13 de abril, no Centro Cultural o 1º Encontro de Grupos Corais e Instrumentais, uma iniciativa promovida pelo município e que procura através da música contribuir para o envelhecimento ativo dos idosos do concelho.

A Rádio Campanário este presente e falou com o autarca António Recto que sublinha que a iniciativa faz parte da programação cultural “característica de Redondo”, pretendendo com esta iniciativa “estabelecer um intercambio” entre os seniores de redondo e de outras regiões através do “convívio”.

Nesse sentido a iniciativa faz parte da estratégia do município para um “envelhecimento ativo”, disse o autarca, relembrando que “os números do envelhecimento causam alguma preocupação”. No entanto e através destas iniciativas que o município pode contribuir para que a população sénior “tenham alguma dinâmica e se sinta, acima de tudo, validos”.

Embora seja o primeiro encontro, António Recto afirma que “outros surgirão” e garante que “este é o primeiro de muitos encontros de corais que se vão fazer com os grupos corais seniores do país”.

Vai ser lançada na próxima segunda-feira, 15 de abril a primeira pedra para a construção do Gavião Nature Village. Este investimento neste concelho do distrito de Portalegre visa implementar o conceito de ‘glamping’ e representa um investimento de 1,5 milhões de euros, bem perto da praia do Alamal, em Cadafaz.

O parque de campismo sofisticado terá capacidade para 150 pessoas em oito hectares, vai ter club house, 10 bungalows em cortiça, 13 tendas de glamping equipadas como um quarto de hotel, onde não faltam o aquecimento ou as instalações sanitárias, e ainda 14 tendas “normais”.

 A isto acresce um bar-restaurante, loja de produtos naturais, piscina, sauna, banho turco e massagens, com espaços para animais de quinta, campo de jogos tradicionais, área de estacionamento e área de lazer, e a oferta de produtos associados como visitas, percursos, passeios no Tejo e muito mais, num empreendimento vocacionado para o turismo de qualidade mas também para eventos, reuniões e retiros.

O projeto é da autoria do arquiteto Luís Cachola e terá também um espaço próprio para eventos e reuniões empresariais ou team building, e todas as condições para desenvolvimento de atividades de lazer/desporto como canoagem, passeios pedestres, cicloturismo ou yoga.

O Comando Territorial de Beja da GNR apreendeu 21 armas, 3 das quais de fogo, a um homem de 45 anos que foi detido pela prática do crime de violência doméstica, na localidade de Vila Nova de Milfontes,

Segundo fonte da GNR a detenção ocorreu esta quarta-feira, 10 de abril, no âmbito de uma denúncia efetuada no dia 9 de abril, em que o suspeito exercia violência psicológica com recurso a armas de fogo, sobre a sua companheira de 36 anos.

Os militares deram cumprimento a um mandado de detenção e a dois mandados de busca, à residência e à viatura do suspeito, que culminou na sua detenção e na apreensão de 21 armas, três das quais armas de fogo; 14 armas brancas; duas armas de pressão de ar; um machado; uma arma de pesca submarina, 407 munições de diversos calibres e ainda 53 gramas de cannabis.

O detido foi presente ontem, dia 11 de abril, no Tribunal Judicial de Odemira, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.


João Santos Andrade, presidente da APCTL - Associação Portuguesa dos Criadores dos Toiros de Lide, é a partir de hoje o novo presidente da PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia no lugar de Paulo Pessoa de Carvalho.
A decisão foi tomada esta tarde, em reunião de direção da PróToiro, tendo o seu nome, enquanto representante da APCTCL, sido aprovado por unanimidade.
“Vamos dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela anterior direção, com a mesma determinação e empenho. A tauromaquia não é de ninguém em particular. É de todos. Todos temos de estar unidos na sua defesa e é isso que me proponho fazer: juntos pela Festa”, assegura João Santos Andrade.
Esta mudança decorre da vontade de Paulo Pessoa de Carvalho deixar a direção da PróToiro, na sequência da sua candidatura às legislativas de outubro.
A PróToiro agradece e felicita Paulo Pessoa de Carvalho, por todo o trabalho e empenho demonstrados na defesa da tauromaquia portuguesa.

 

Decorreu esta sexta-feira (12 de abril) em Elvas, a cerimónia de adjudicação da obra da Escola Básica 2,3 nº 1 de Elvas (Ciclo de Santa Luzia), à empresa Ramalho Rosa Cobetar – Sociedade de Construções S.A, por 6,2 milhões de euros.

Na cerimónia esteve presente Nelson de Souza, Ministro do Planeamento, que em declarações à RC destacou a importância da obra para a coesão territorial e para a política de desenvolvimento do país.

O governante aponta que o projeto “nunca será financiado a 100%”, mas que “há questões que continuamos a resolver que vão mitigar parte essencial do problema”.

“É o maior investimento até agora realizado pelo município”
Nelson de Souza

Apesar de todo o esforço que reconhece ao presidente da Câmara Municipal de Elvas para conseguir fundos, “ainda não suficientes de forma a termos um peso que seja aceitável e suportável pelo município numa obra”.

“Imagino que este projeto possa ser um sonho para alguns, para nós já vai sendo uma realidade”, diz à RC Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas.

O autarca afirma que sozinho, o município “não conseguiria levar por diante” levar por diante este projeto, sendo importante o papel do Ministério da Educação e dos fundos comunitários.

“Imagino que possa ser um sonho para alguns, para nós já vai sendo uma realidade”
Nuno Mocinha

Num investimento total de 7,7 milhões de euros, foi adjudicada esta sexta-feira a construção global da escola, seguindo-se o acesso à escola e o equipamento da infraestrutura.

“Neste momento temos 4,5 milhões de euros” de fundo perdido para o investimento, avança o autarca. Questionado se a autarquia conseguirá suportar os restantes 3 milhões de euros, caso não consiga outras fontes de financiamento, afirma que “é evidente que o município tem que acautelar no seu orçamento a possibilidade de não virem mais fundos do que os que existem”.

Considerando que a educação é “um dos setores fundamentais para o futuro”, se o município de Elvas “não conseguir encontrar outras formas de financiamento, terá que atrasar outro tipo de investimentos”.

É expectado que a obra esteja concluída no final do ano letivo de 2021, entre os meses de junho ou julho.

O presidente da CCDRA, Roberto Grilo, aponta a “importância e a qualificação para a região”, considerando ser mais “um passo fundamental nesta NUT e neste concelho de Elvas, com um investimento de aposta de futuro, de educação”.

Roberto Grilo considera fundamental “criar condições para que as gerações que nos antecedem tenha qualificações” de maneira a que “possam continuar a afirmar esta nossa região, este concelho e o país, especialmente ao nível da educação, um pilar que muito privilegiamos”.

A Campanário procurou saber porque é que o projeto começou do zero, ao que Roberto Grilo explica que “não estavam criadas as condições para que fossem os municípios a desenvolver as candidaturas e implementa-las no terreno”.

O presidente da CCDRA diz que “foi um longo trabalho que a autoridade de gestão teve com o senhor ministro, na altura na qualidade de secretario de estado, e com as comunidades intermunicipais para que se criassem condições aos municípios para operacionalizarem um conjunto de equipamentos que estavam mapeados para este efeito”.

“temos de continuar a criar condições e instrumentos para valorizar a região”
Roberto Grilo

Roberto Grilo informa que “o investimento ronda os 4.5 milhões de euros já garantidos pelo FEDER”, o presidente da CCDRA não se mostra preocupado com os níveis de execução, canalizando as suas preocupações para “continuar a responder ao território criando as condições e os instrumentos para que possamos continuar a afirmar a nossa estratégia,  e isso está a acontecer e a prova é esta”.

O presidente da CCDRA acrescenta ainda que “obviamente que quando se fala de execução é sempre tudo muito relativo, não estamos muito atrasados, existiram atrasos por força de algumas alterações como esta em que tivemos de vir a pactuar com as CIMS e tudo isto demora o seu tempo, no entanto continuamos a trabalhar a bom ritmo para que a região continue a apropriar-se dos fundos para o efeito, sem que exista o risco de os perder”.   

     

         

O Hospital do Espírito Santo de Évora realiza semanalmente colheitas de sangue em todo o distrito.

Sábado, dia 13 de abril, entre as 9h e as 13h, decorrerá a colheita de sangue no Centro Paroquial de Redondo, e domingo, dia 14 de abril, no mesmo horário decorrerá na Sede dos Dadores de Sangue de Montemor-o-Novo.

Esta quinta-feira (11 de abril), foi aprovado em reunião de Câmara de Alcácer do Sal, um apoio no valor de 45 mil euros, a transferir para a Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, para a aquisição de uma nova ambulância.

Além do veículo, uma carrinha Renault Master de 170cv no valor de 37.699 euros, vão também ser adquiridos um monitor automático portátil, no valor de 950 euros, e um desfibrilhador automático externo, de 2.900 euros, valores aos quais acresce IVA.

Este apoio é relevante na medida em que as receitas da Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal são manifestamente insuficientes para fazer face às suas necessidades, e devido ao facto de ser de extrema importância a aquisição desta viatura por parte dos Bombeiros, uma vez que permitirá uma nova resposta às necessidades das populações.

A praia de Mourão acolheu esta sexta-feira, 12 de abril, o Encontro Fit Sénior, que juntou no espaço “cerca de 300 pessoas” oriundas de 7 concelhos, diz à RC Manuel Carrilho, vice-presidente da autarquia.

A iniciativa visa “que este público sénior tenha alguma atividade, que confraternizem, que se divirtam e que pratiquem desporto”, aponta.

“O objetivo da iniciativa é que este público sénior se mantenha ativo”
Manuel Carrilho

A Mourão, juntaram-se praticantes oriundos dos concelhos vizinhos de Barrancos, Cuba, Moura, Reguengos de Monsaraz, Serpa e Vidigueira. Decorrendo alternadamente entre os concelhos envolvidos, “é uma forma de mostrar os nossos concelhos”.

O autarca avança que a iniciativa se “insere numa política de divulgação” e de dinamização da praia.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30