A Câmara Municipal de Viana do Alentejo vai promover uma iniciativa intitulada “Compre no Comércio Local-Vales Solidários” e tem como objetivo dinamizar a economia local, segundo comunicado enviado esta segunda-feira, 6 de julho, a esta estação emissora.

O município, em altura de pandemia, vai desenvolver “uma campanha de modo a incentivar a população a efetuar as suas compras no comércio local”. A iniciativa irá decorrer entre o dia 1 de agosto e 31 de outubro, e a cada compra no valor de 10 euros cada cliente recebe um vale que o habilita a um sorteio mensal no valor de 300 euros para o 1º prémio, 200 euros para o 2º prémio, 100 euros para o 3º prémio e 50 euros para o 4º e 5º prémio.

Com esta campanha, o município em parceria com a ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, pretende ajudar a revitalizar o comércio e estimular os hábitos de consumo locais.

Todos os estabelecimentos do concelho estão convidados a aderir a esta iniciativa.

A Câmara Municipal do Crato anunciou que não vai abrir o Parque Aquático do Crato, Piscina Municipal de Gáfete e Tanque de Aprendizagem de Vale do Peso, devido à pandemia COVID-19. A decisão foi tomada por unanimidade pela Comissão Municipal da Proteção Civil.

Em comunicado, a autarquia frisa que “os iscos de propagação do coronavírus associados ao funcionamento deste tipo de equipamentos pesaram na decisão da Comissão Municipal da Proteção Civil, que considerou por isso não estarem reunidas todas as condições de segurança para a abertura das Piscinas Municipais”.

 

O Comando Distrital de Portalegre da Polícia de Segurança Pública informa, sumariamente, os resultados da atividade operacional e as ocorrências de maior relevo registadas na sua área de jurisdição, em Portalegre e Elvas, no período compreendido entre 29 de junho a 05 de julho de 2020:

1. ATIVIDADE OPERACIONAL

1.1.  Ações/operações de fiscalização

Em Portalegre e em Elvas realizaram-se:

  • 1 ação no âmbito do combate ao tráfico e consumo de estupefacientes;
  • 2 ações de visibilidade em zonas de maior aglomeração de população e em locais referenciados pela prática de ilícitos criminais e de maior acumulação de tráfego e sinistralidade rodoviária;
  • 2 operações de Fiscalização no âmbito do Tratamento e Gestão de Resíduos;
  • 6 operações de fiscalização rodoviária tendo sido controlados e fiscalizados 873 veículos/condutores, tendo sido detetadas várias infrações das quais destacamos:

17 por excesso de velocidade;

1 por utilização do telemóvel durante o exercício da condução;

1 por falta de inspeção obrigatória da viatura.

1.2.  Outros resultados

Foram detidos 5 homens e 3 mulher, com idades compreendidas entre os 20 e 52 anos de idade pela prática dos seguintes crimes:

  • 3 por furto em interior de estabelecimento comercial; 
  • 2 por condução sob efeito do álcool, com TAS de 1,61g/l;  3,10g/l;
  • 3 por desobediência a uma ordem do Agente da Autoridade;

Os detidos foram constituídos arguidos, submetidos a termo de identidade e residência, passando os processos à fase de inquérito.

Foram ainda identificados, 1 homem e 1 mulher, com 17 e 31 anos de idade, por terem na sua posse 0,2 doses individuais de haxixe e 5 doses de cocaína. Os processos encontram-se em fase de inquérito.

2.        OCORRÊNCIAS DE MAIOR RELEVO

2.1.  Sinistralidade Rodoviária

Em Portalegre:

  • Registou-se 1 acidente de viação, do qual resultou danos materiais nas viaturas intervenientes.

Em Elvas:                                                                                                             

  • Registaram-se 3 acidentes de viação, dos quais resultaram danos materiais nas viaturas intervenientes.

A Rádio Campanário quis saber como os alentejanos se estão a aguentar com o calor de mais de 40 graus que se vem sentindo nos últimos dias. Para esta segunda-feira, em algumas regiões do Alentejo, são esperados 43 graus. A RC foi até à Vila de Alandroal falar com populares para saber como é que se resguardam do calor e quais as formas que usam para se proteger quando o sol mais almareia.

Gracinda Roma diz que “o melhor é sair pouco de casa, ainda por mais, nas horas de mais calor, e beber muita água. Quem pode, deve se guardar sempre do calor”. Mesmo estando de férias, Gracinda aguarda pelas horas mais frescas para depois tratar das coisas do seu dia-a-dia.

Maria Baptista diz que já é habitual haver calor na Vila do Alandroal e, mesmo este ano, tem sido “razoável”. Para esta reformada os últimos dias “é que têm sido mais quentes”. Dada a sua idade, Maria Baptista acorda de madrugada para dar caminhadas e vai cedo às compras, de forma a evitar estar exposta ao sol. Esta habitante da Vila de Alandroal lembra que “aqueles que não se podem resguardar do calor, tendo de trabalhar expostos ao sol, é que estão em risco”, dizendo ainda que nos últimos anos a lei tem vindo a mudar e agora “pegam às seis da manhã e terminam lá para uma, assim não apanham tanto calor”.

As duas habitantes da vila dizem aos microfones da RC, que aceitam e cumprem as normas de proteção, o uso do chapéu, beber muita água, estar à sombra sempre que possível e só saem de casa pelas horas mais frescas.

Nos próximos dias todo o Alentejo será fustigado por temperaturas elevadas, superiores a 40 graus.

 

Como a RC noticiou, a diretora executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central, Maria Laurência Gemito, revelou hoje ter-se demitido formalmente do cargo.

Segundo refere à Lusa Lusa, alega que vai voltar a lecionar na Universidade de Évora (UÉ): “Apresentei a minha demissão formal. Pedi hoje ao presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo [José Robalo] para deixar as minhas funções enquanto diretora executiva do ACES porque pretendo assumir o meu cargo de professora-coordenadora na UÉ”.

Maria Laurência Gemito acrescentou que, uma vez que o conselho clínico do ACES é escolhido pelo diretor executivo que estiver em funções na altura, segundo a legislação, a sua saída do cargo implica que os quatro elementos deste órgão “também saiam”.

“Eles não precisaram de apresentar demissão. Atendendo a que eu saio e que os quatro membros do conselho clínico foram nomeados por mim, automaticamente saem comigo”, precisou.

As saídas destes responsáveis acontecem numa altura em que Reguengos de Monsaraz, um dos concelhos pertencentes ao ACES do Alentejo Central, regista o maior surto de COVID-19 no Alentejo.

Laurência Gemito escusou-se a abordar o surto de Reguengos de Monsaraz em declarações à Lusa, vincando que a sua demissão se deve “a motivos pessoais e profissionais” ligados ao regresso à UÉ, mais precisamente à Escola de Enfermagem S. João de Deus, onde leciona desde 2001.

“A minha nomeação como professora-coordenadora foi publicada em Diário da República em março e era para ter saído na altura, mas não saí, atendendo à situação que se vivia. Os últimos tempos têm sido desgastantes, com todo o trabalho à volta da COVID-19, e com o aproximar do ano letivo preciso de tempo para preparar o meu regresso. Está na altura de sair”, insistiu.

Na sua página na Internet, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) aludiu hoje a estas demissões e manifestou solidariedade para com os colegas, afirmando esperar que “o presidente da ARS Alentejo por fim revogue as orientações ilegais que emitiu”.

O SIM reproduz também a mensagem enviada por Maria Laurência Gemito e António Matos, presidente do conselho clínico e de saúde, aos profissionais do ACES Alentejo Central, que “tem estado na ribalta nos últimos dias por causa do problema dos idosos de Reguengos de Monsaraz e da desastrosa gestão que a ARS Alentejo está a fazer da questão”.

“Pelo respeito que temos por todos vós, não queremos deixar de vos informar de uma decisão tomada por nós, diretora executiva e conselho clínico e de Saúde do ACES Alentejo Central, na passada sexta-feira, em reunião conjunta e que acabámos de formalizar, apresentando o nosso pedido de demissão superiormente, com efeitos imediatos”, refere a mensagem, citada pelo SIM.

A Divisão Policial de Elvas da PSP deteve esta segunda-feira, dia 6 de julho, cinco pessoas, numa mega-operação de cumprimento de três mandados de busca e apreensão em diversas residências situados no Bairro de São Pedro, Zona Urbana Sensível da cidade de Elvas.

Os detidos foram constituídos arguidos e submetidos a Termo de Identidade e Residência, tendo sido restituídos à liberdade por ordem da Autoridade Judiciária, aguardando os trâmites legais do processo.

Segundo comunicado do Comando Distrital de Portalegre da PSP, foi apreendido ainda o seguinte material:

  • 1 espingarda cal. 12mm (tipo shotgun);
  • 1 espingarda cal. 12mm;
  • 1 pressão de ar cal. 4,5mm;
  • 1 reprodução de arma de fogo;
  • 37 cartuchos calibre 12GA.;
  • 3 cartuchos de bala;
  • 20 munições cal. 7,65mm;
  • 1 carregador de pistola cal. 6,35mm;
  • 1 carregador de pistola cal. 9mm;
  • 45 doses individuais de haxixe;
  • 6,8 grs. de cannabis;
  • 10 sementes de cannabis;
  • 1 escovilhão de limpeza de arma longa;
  • 1 balança de precisão;
  • 2 moinhos;
  • 1 passa-montanhas;
  • 8 colunas de som;
  • 5 amplificadores de som;
  • 1 rádio;
  • 130€ em numerário.

Para execução da referida ação, foram empenhadas três Equipas de Intervenção Rápida (EIR) e seis Equipas de Investigação Criminal, todas do Comando Distrital de Portalegre e ainda 8 oito elementos das restantes subunidades da Divisão Policial de Elvas.

Este efetivo foi ainda reforçado pela Unidade Especial de Polícia com seis Equipas do Corpo de Intervenção e dois binómios do Grupo Operacional Cinotécnico.

Nasceu mais uma unidade de turismo rural no Alentejo. O Hotel Rural Olívale, situado em Campo Maior, foi inaugurado este domingo, dia 5 de julho, numa cerimónia que contou com a presença do Comendador Rui Nabeiro, do Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, do Deputado da Assembleia da República, Ricardo Pinheiro, do Presidente da Câmara de Campo Maior, João Muacho, entre outras entidades.

Situado na Quinta dos Pavões, o Hotel Rural Olívale, conta com dois apartamentos e oito quartos, distribuídos de forma a fazer lembrar uma rua típica do centro histórico de Campo Maior.

Este novo espaço, propriedade de Vítor Canhão e Beatriz Vilas, vem aumentar a capacidade hoteleira do concelho de Campo Maior e da região do Alto Alentejo.

A Rádio Campanário foi até à Vila do Alandroal saber como a população se tem aguentado nestes dias de grande calor.

Foi apresentado esta segunda-feira, dia 6 de julho, na Sala do Capítulo da Câmara Municipal de Portalegre, o projeto da candidatura para a construção de Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais da APPACDM, que será edificado em terreno doado pelo município de Portalegre, nas traseiras da Igreja do Bonfim. Na apresentação, estiveram presentes a Presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Adelaide Teixeira e a diretora da APPACDM, Deolinda Miranda.

Em comunicado enviado à Rádio Campanário pela autarquia, Adelaide Teixeira frisou que “este é mais um projeto de grande envergadura para Portalegre, em benefício de uma instituição que merece toda a ajuda do município, pela aposta que tem feito no concelho, o trabalho que tem desenvolvido, a perseverança e a qualidade dos seus profissionais, na medida em que representa uma magnífica resposta às necessidades do território nesta área específica. Este projeto irá também permitir requalificar a área por detrás da Igreja do Bonfim, e significará mais uma resposta, em termos da qualidade de vida para as famílias e os seus utentes, além da sua importância para o desenvolvimento da nossa região, em termos económicos e também no aumento de postos de trabalho”.

O novo Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais da APPACDM, que terá valências para o apoio direto das famílias aos utentes, será destinado a um número aproximado de 60 utentes, e irá criar cerca de 60 novos postos de trabalho, para técnicos e auxiliares.

A APPACDM tem atualmente sete respostas sociais em todo o distrito, com cerca de 80 funcionários, que servem cerca de 250 utentes.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31