15 Ago. 2022
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Comentário semanal da Deputada Sónia Ramos, aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa Escrito por  23 maio 2022

Na revista de imprensa de hoje, dia 23 de maio, contámos, com o comentário da Deputada do PSD, Sónia Ramos.

Foram abordados os temas: agricultores esperam há um ano pelo desconto de 20% na fatura da eletricidade, o apoio de Portugal à Ucrânia no valor de 250 milhões de euros e a inflação que está a destruir salários de forma invisível.”

Relativamente ao primeiro tema, a Deputada Sónia Ramos começou por referir “é de lamentar que uma medida aprovada na Assembleia da República não tem qualquer concretização prática, neste cado para os nossos agricultores.”

Para a Deputada Alentejana, “face à situação que vivemos, não só agravada pela Guerra da Ucrânia , mas também dado ao que vivemos por causa da pandemia e da seca, o governo deveria ter uma outra atenção e consideração pelos agricultores porque a soberania alimentar está na ordem do dia.”

A nossa comentadora sublinha ainda que  “este é um problema que nos preocupa e que deveria ter correspondência no dia seguinte à sua aprovação” realçando “há muitas medidas, mas o que nós constatamos com regularidade é que elas depois não têm concretização.”

Questionada se as comissões formadas nesta área da agricultura podem dar algum contributo para que o processo se torne mais célere, a deputada referiu “as comissões intervém apenas na fase preparatória e a única coisa que podemos fazer é pressionar a concretização.”

No que diz respeito ao segundo tema, o apoio de Portugal à Ucrânia-250 milhões de euros, a Eurodeputada do PSD referiu “no caso concreto, um país estar em guerra e ter sido invadido com a Ucrânia foi, todos os países da europa devem ser solidários com o país invadido e nestas circunstâncias, cada estado membro deve analisar a sua capacidade financeira de ajudar”.

Ainda a este propósito refere “eu julgo que ao nível internacional, Portugal tem sempre deveres e neste caso em concreto, o estado deve fazer o esforço proporcional à sua capacidade financeira.”

Por último e no que diz respeito ao último tema, a deputada do PSD refere “a inflação está a dar cabo dos salários de forma visível e essa visibilidade concretiza-se sempre que vamos ao supermercado.”

Ainda sobre este tema acrescenta a nossa comentadora “o governo tem que deixar de ignorar que houve uma guerra a seguir a uma pandemia e atualizar o poder de compra das pessoas, das prestações e muito em concreto dos funcionários públicos.”

Este é um problema que está totalmente ignorado no nosso orçamento de estado de 2022” conclui a deputada social democrata.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Agosto 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31