×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

CARLOS ZORRINHO

Comentário Semanal do eurodeputado Carlos Zorrinho aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 04 maio 2021

Na Revista de Imprensa desta terça-feira, 04 de maio, contámos com o comentário do eurodeputado do PS, Carlos Zorrinho .

No habitual comentário aos microfones da RC, foi abordado o tema da implementação de cercas sanitárias em duas freguesias do concelho de Odemira assim como a situação dos migrantes que trabalham neste concelho e ainda a 4ª fase do plano de desconfinamento, já em vigor no nosso País.

No que diz respeito à decisão do governo de implementar cercas sanitárias nas freguesias de São Teotónio e Longueira/Almograve, Carlos Zorrinho referiu “o governo pôs em prática o modelo de controlo da evolução da pandemia e de verificação das práticas que devem ser tidas em termos nacionais, mas também em termos territoriais” acrescentando que este modelo “ tem vindo a funcionar muito bem e tem permitido que Portugal, há várias semanas consecutivas, seja o país da Europa com menos risco de contágio e com um enorme decréscimo do número de mortos, o que é uma excelente noticia.”

Relativamente ao número de casos existentes no concelho de Odemira, o nosso comentador sublinha “podemos verificar de facto um número inusitado de casos e contaminações neste concelho, uma preocupação de há muito tempo.”

Em relação ás condições de vida dos migrantes existentes no concelho e que nos últimos dias levaram a que o SEF e a PJ desenvolvesse processos de investigação sobre esta matéria através de inquéritos, Carlos Zorrinho refere que “ existe uma enorme dicotomia naquele concelho. Existem empresas que são competitivas, empresas que cumprem regras mínimas de dignidade mas existe também a vontade de algumas pessoas, de ganhar tudo sem grandes cuidados , o que faz com que este problema se tenha desenvolvido.”

Sobre esta temática, Carlos Zorrinho refere ainda“desenvolveu-se um conjunto de redes que eu diria, no mínimo, de abuso. Tráfico e abuso de seres humanos, em condições inaceitáveis “ realçando “acho que, por um lado, é preciso desde já responder a essa questão para minimizar os efeitos pandémicos; por outro lado, essa questão tem que ser resolvida de uma forma mais estrutural, não pode continuar assim e acho que a abertura destes inquéritos vão nesse sentido.”

Toda esta situação tem um grande impacto na economia local e as empresas serão com certeza apoiadas ”, acrescentou.

Sobre a 4ª e última fase de desconfinamento , já em vigor no nosso país, Carlos Zorrinho afirmou que “o estado de emergência termina no país, mas não deve terminar em cada um de nós a responsabilidade. A sede de liberdade é completamente normal, quem não tem? Agora a sede de liberdade não habilita ninguém à irresponsabilidade.”

O Eurodeputado termina dizendo “Nós próprios, de uma forma pedagógica, devemos junto das pessoas que nos rodeiam, alertar e lembrar que esta é uma doença, um vírus infecioso, que afeta a vida de quem é portador do vírus mas também de todos os que estão à nossa volta, dada a facilidade como pode ser transmitida.”

 

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Junho 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30