28 Set. 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Comentário semanal do vice-presidente do PSD Salvador Malheiro aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 28 Jun. 2021

Na Revista de Imprensa de hoje, 28 de junho, contámos com o nosso comentador semanal Salvador Malheiro, vice-presidente do PSD.

O primeiro tema abordado pelo nosso comentador foi a questão de estar a aumentar o número de pessoas que está a faltar à vacinação contra a covid 19, podendo justificar-se este comportamento dos portugueses, com o facto de estarmos em período de férias, no gozo de feriados ou em período de jogos de futebol, podendo este comportamento vir a comprometer o sucesso do processo de vacinação,

Sobre esta matéria, o nosso comentador referiu que “é um facto e cabe-nos a todos nós, sobretudo aos que têm maior responsabilidade em termos de gestão de comunidades, em fazerem um esforço máximo para combaterem esta questão “ acrescentando “há aqui 4 ou 5 factores que podem levar a que as pessoas tenham menos apetência para a vacinação, como por exemplo o período de férias, mas também o fato de algumas pessoas pensarem que a vacinação não é a salvação para tudo.”

Salvador Malheiro adiantou também “não sendo a salvação para tudo é a única ferramenta que nós temos para podermos combater a pandemia “ destacando que, apesar dos percalços, “temos tido uma performance muito positiva,”

O nosso comentador salientou ainda que o processo de vacinação está a atingir números que nos permitem olhar para o futuro com um bocadinho mais de esperança sublinhando no entanto que “ não podemos de forma alguma morrer na praia, porque colocamos em causa muita coisa, nomeadamente o nosso setor turístico.

“Desengane-se quem pensa que a vacinação faz mal! A vacinação faz bem “ adiantou o nosso comentador referindo também que “ não se justifica que ainda haja pessoas com receio de ser vacinadas “ deixando um apelo para que as pessoas vão ser vacinadas.

O segundo tema abordado pelo nosso comentador foi a partilha de dados pessoais, a ser praticada por serviços públicos junto da google. Sobre esta matéria, o nosso comentador adiantou “num regime democrático é de elementar justiça nós termos a preocupação com a proteção de dados pessoais “acrescentando que foi neste sentido que surgiu o RGPD- Regime Geral de Proteção de Dados, uma perfeita revolução em Portugal, e a maior parte das organizações não estavam preparados para essas alterações se algumas ainda hoje não estão  .”

Salvador Malheiro referiu também “cabe-nos a nós fazer cumprir a lei de forma escrupulosa “não deixando de evidenciar que “há grandes organizações que não tem desculpa nenhuma para não implementarem esta lei e tinham toda a obrigação de dar o exemplo.”

O nosso comentador referiu ainda “infelizmente algumas dessas grandes organizações, especialmente aquelas que teriam todas as condições para se adaptarem, não o estão a fazer, dando como exemplo a Câmara de Lisboa e a Google.”

“Nós não podemos escamotear o que se passou num passado recente” lamentando que a lei não esteja a ser cumprida na íntegra.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30