Comentário semanal do eurodeputado Carlos Zorrinho aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa 10 Mar. 2020

O eurodeputado Carlos Zorrinho, eleito pelo PS, no seu comentário desta terça-feira, 10 de março, abordou aos microfones da Rádio Campanário toda a problemática em torno do COVID-19 e ainda a situação do aeroporto do Montijo.

Carlos Zorrinho começa por explicar que “pelo que vimos na China e agora em Itália, estamos perante um vírus muito especial, com uma forma de propagação muito incerta”, referindo que “olhando para os dados, provavelmente ainda não atingimos o pico em Portugal”.

O eurodeputado refere que “em Portugal não temos nenhuma contaminação direta, ou seja, os casos são todos importados”, e embora ainda não exista uma vacina. “a verdade é que com o passar dos dias vamos estando mais informados e mais preparados para dar respostas a esta doença”.

Carlos Zorrinho afirma que “acredito que o trabalho das autoridades de saúde está a correr pelo melhor e conjuntamente com o esforço de todos tudo correrá pelo melhor e não tenhamos a mesma dimensão que ocorreu em Itália”.

É bom lembrar que “na China já se começou a controlar a situação e o número de casos novos tem vindo a diminuir de dia para dia”, declara.

O eurodeputado afirma que “temos de levar a sério do ponto de vista da saúde, do impacto social”, lembrando que “em Portugal os testes são gratuitos, temos outros países em que os testes são pagos e muita gente nem sequer o faz”.

Carlos Zorrinho considera que “temos de assegurar os tratamentos gratuitos, os apoios às quarentenas”, ao mesmo tempo que “a União Europeia vai autorizar apoios de forma mais flexível”, uma vez que “estamos perante uma situação excecional onde será necessário o esforço de todos”.

Questionado pela RC sobre qual o impacto em termos económicos, o eurodeputado refere que “é muito difícil fazer uma previsão daquilo que vai ser o impacto total desta epidemia em termos económicos”, acrescentando que “sabemos que todos os países estão a fazer revisões em baixa ao crescimento económico”.

Para Carlos Zorrinho “é fundamental compreender o vírus para que depois tudo se possa ajustar”, lembrado que “passamos por um dos momentos mais complexos, mas estou certo que tudo se recuperará”.

Sobre a decisão de alterar as férias escolares, o eurodeputado refere apenas que “penso que essa decisão terá de ser tomada pelas autoridades de saúde, eles dispõem de todos os dados e certamente que não irão correr riscos”.

Relativamente às questões do novo aeroporto, Carlos Zorrinho é taxativo e afirma “é muito mau para Portugal e para a nossa economia não termos um aeroporto adequado”, referindo que “caso não seja no Montijo terá de ser noutro sítio, mas rapidamente”.

O eurodeputado lembra que “andamos com esta discussão e ela em nada contribuí para o desenvolvimento do país, Portugal precisa de um aeroporto e com urgência”, acrescentando que “Beja já podia ter sido alternativa em muitas ocasiões, e tem de ser cada vez mais uma opção válida”.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Junho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30