“Esta descentralização não é de maneira nenhuma a regionalização que o PS quer” (c/som)

Revista de Imprensa 29 Jan. 2019

O eurodeputado Carlos Zorrinho, eleito pelo PS, no seu comentário desta terça-feira, dia 29 de janeiro, abordou a problemática em torno dos empréstimos concedidos á filha de Armando Vara, a rejeição da descentralização por parte de algumas autarquias e as mais recentes declarações de Rui Rio sobre “a gerigonça estar a escangalhar-se”.

Para Carlos Zorrinho “é caso para dizer que uns são filhos e outros são enteados, de facto situações como esta não podem acontecer. Defendo e defendi que a lista dos grandes devedores da CGD devia ser uma lista acessível e pública. O português tem de saber o que os bancos fazem com o dinheiro que lhes emprestam”. O eurodeputado considera que “tem que existir uma responsabilização, não pode haver empréstimos feitos com riscos inaceitáveis (…) não podem existir bancos com gestão ruinosa e os seus gestores terem prémios de qualidade de gestão (…) temos de levar até ao fim as consequências daquilo que está a ser feito”

Relativamente ás rejeições da descentralização por parte de algumas autarquias, Carlo Zorrinho, considera que “é óbvio e perfeitamente normal que as autarquias não tenham todas a mesma orientação política (…) logo é lógico que existam autarquias e autarcas que são favoráveis e outros que são completamente contrários. Nesta altura posso dizer que foi uma pena não termos feito a regionalização na altura certa, pois é a resposta para todas estas problemáticas”. O eurodeputado afirma que “esta descentralização não é de maneira nenhuma a regionalização que o PS quer”, “se a descentralização for bem feita, quem é prejudicado são os munícipes das autarquias que não querem a descentralização”.           

Sobre as mais recentes declarações de Rui Rio, sobre “a geringonça estar a escangalhar-se”, Carlos Zorrinho considera o final dos acordos entre o PSD e o Governo de António Costa, Carlos Zorrinho acredita “que o Dr. Rui Rio tenha esse desejo, mas a verdade é que a geringonça está bem e recomenda-se, vai cumprir a sua legislatura com bons indicadores económicos e eleitorais (…) hoje em dia as greves são sinal que as pessoas voltaram a acreditar que vale a pena lutar pelos seus direitos.”

    

Veja também...

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31