Extinção das propinas “é a medida mais justa que pode haver para garantir que a universidade é acessível a toda a gente” (c/som)

Publicado em Revista de Imprensa 16 janeiro, 2019

O deputado João Oliveira, eleito pelo círculo de Évora da CDU à Assembleia da República, no seu comentário desta quarta-feira, 16 de janeiro, começou por abordar o chumbo do acordo do Brexit no Reino Unido, a crise interna do PSD e por fim a abolição de propinas no ensino superior.

Com o aproximar do prazo de saída do país do espaço comunitário, João Oliveira diz que o futuro desta saída e do próprio executivo continuam a ser uma incógnita, pelo que “há um conjunto de vários problemas políticos que têm surgido que vão certamente continuar a marcar a ordem do dia no Reino Unido”.

No que diz respeito às possíveis repercussões para  Portugal e para os portugueses a viver no país, o deputado comunista considera que, além de o governo ter que salvaguardar a os direitos da comunidade portuguesa, com uma “preocupação prioritária”, depois existem “outro tipo de implicações, nomeadamente no sector económico, em que o peso das exportações para o Reino Unido e onde o consumo do país tem um significado especial”, pelo que “que têm que ser devidamente acautelados”, como “o setor automóvel e o setor do turismo”.

Algo onde existe “um espaço bilateral de relacionamento entre Portugal e o Reino Unido que neste contexto tem que ser reforçado, de maneira a garantir uma cooperação e um relacionamento mútuos entre os dois países”, por fim a “que se mantenha de maneira a que sejam acautelados os interesses” de cada um.

Para isso, “é preciso que haja um reforço das relações diplomáticas que naturalmente, nos últimos anos se foram diluindo no quadro da União Europeia”. No que diz respeito à economia, “há múltiplos aspetos que têm que ser considerados em função das condições específicas que as empresas portuguesas têm”.

Neste sentido, o PCP já propôs “um conjunto de audições quer de estruturas e entidades relacionadas com as comunidades portuguesas que têm relações comerciais com o Reino Unido”. Mas “o que é preciso é que do ponto de vista das nossas relações diplomáticas elas sejam reforçadas”.

No que diz respeito à crise interna do PSD, com a tentativa de eleição por parte de Luís Montenegro, João Oliveira diz que não se querer pronunciar “porque não seria correto da minha parte”. Mas “do ponto de vista político mais geral, a disputa que o PSD está neste momento a atravessar tem uma implicação que não é pequena”, uma vez que “isto resulta do facto do PSD ter visto, ao longo destes 4 anos, desmontada e desmantelada toda a sua base política, toda a sua base de ação daquilo que fizeram” duranta o anterior mandato.

No que diz respeito à possibilidade de redução ou extinção das propinas do ensino superior, o deputado João Oliveira considera que “é a medida mais justa que pode haver, para garantir que a universidade está de facto ao acesso de toda a gente”.

Veja também...

Histórico de Notícias

« Junho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30