Evora

“A cidade sempre os respeitou de forma muito significativa, é com alguma mágoa que vimos partir a ordem Cartuxa de Évora” confessa Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora

Entrevistas 28 Out. 2019

Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora marcou presença, este sábado, na despedida dos Monges Cartuxos do Mosteiro de Santa Maria Scala Coeli, em Évora onde teceu alguns comentários à Rádio Campanário, adianto desde logo que “os cartuxos marcaram a cidade de Évora de várias formas, desde logo pela forma muito peculiar como fazem a sua relação com Deus” acrescenta que “a cidade sempre os respeitou de forma muito significativa, é com alguma mágoa que vimos partir a ordem Cartuxa de Évora”.

O Mosteiro da Cartuxa foi construído em Évora, entre 1587 e 1598, pelo Arcebispo D. Teotónio, da Casa de Bragança, esta igreja foi declarada monumento nacional em 1910.

É aqui que os Monges Cartuxos levam uma vida solitária de oração, desde 1598.

O mosteiro fica perto de Évora e o seu sino, especialmente o da meia-noite, fazem parte do encanto da cidade-museu, património da humanidade. Hoje a Cartuxa de Santa Maria Scala Coeli é considerada pelos eborenses como um dos seus tesouros, artístico e, ainda mais, espiritual.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30