×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Vila Vicosa

Adquirido o Paramenteiro Para o Restauro dos Mantos da Nª Senhora da Conceição que necessitam de uma "Intervenção Grande" diz Juiz da Régia Confraria (C/SOM)

Entrevistas 24 Nov. 2020

A Rádio Campanário esteve à conversa com o Juiz da Régia Confraria de Nossa Senhora da Conceição, Fernando Pinto, que nos falou sobre os restauros em curso do Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, também conhecido como Solar da Padroeira.

Fernando Pinto, adiantou que à margem deste "ano atípico para todos nós", que relativamente às receitas do Santuário não terem sido as mesmas, depois do primeiro confinamento, "houve, por assim dizer, um "boom" no Alentejo, e o santuário também sentiu isso e bem. De maneira que houve ali uma entrada que nos permitiu olhar para o ano um pouco mais à vontade."

Questionado acerca dos restauros do Santuário em curso, o Juíz da Régia Confraria explica que, "estamos a fazer um restauro dos telhados, também de algumas imagens e compramos um paramenteiro para serem guardados todos os mantos e vestes da Nª Senhora da Conceição, que neste momento não estão bem acondicionados. Alguns estão numa fase de deterioração. Já entramos em contacto com entidades para nos ajudarem nesse restauro também, daí termos estado a fazer campanha para angariar esses fundos."

O paramenteiro adquirido pela Confraria já se encontra no Santuário, no entanto, "os mantos ainda não se encontram lá porque, com isto da pandemia, os técnicos não se podem deslocar. Estes são técnicos que sabem do assunto, o Instituto de José Figueiredo neste momento em Portugal talvez seja a entidade máxima nesta vertente do restauro de tecidos com a riqueza que estes têm," explica Fernando Pinto.

"Temos estado apenas a fazer a recuperação de telhados laterais, que estavam rotos, fazendo com que chovesse dentro do santuário"

O Juiz da Régia Confraria adianta que este paramenteiro, "por ser de Inox teve um valor muito alto de quase 10 mil euros." Adianta ainda que "tivemos alguns amigos, nomeadamente a Direção Regional da Cultura, a Santa Casa de Bragança e a Real Ordem, que se chegou à frente e deu uma verba substancial para ajuda na compra do paramenteiro, ou seja, conseguimos comprar o paramenteiro sem mexer na verba da Régia, tendo sido tudo com donativos. Estamos muito gratos a todas essas pessoas que nos ajudaram."

Fernando pinto adianta à Rádio que também foi feito o lançamento de um livro, cuja a venda do mesmo está a decorrer e a verba da venda desse livro, que foi doada pelo autor, vai ser toda doada para a regia e para o restauro dos mantos.

Um dos grandes projetos de restauro divulgados por Fernando pinto foi o total restauro do telhado do Santuário da Nª Senhora da Conceição, que admite estar a precisar de uma "intervenção grande." Adianta ainda que "a Direção Regional da Cultura também nos apoiou na compra do paramenteiro e tem-nos dado um certo apoio na parte das obras e do projeto que iremos desenvolver para a recuperação do telhado de toda a igreja."

"Estamos a trabalhar com os técnicos da DRC e queremos que durante o ano que vem, iniciar essa outra grande obra, que neste momento temos estado apenas a fazer a recuperação de telhados laterais, que estavam rotos, fazendo com que chovesse dentro do santuário," admite o Juiz da Régia Confraria. 

A recuperação de todo o telhado, é um projeto de uma envergadura muito grande e, explica Fernando Pinto, que "queremos envolver aqui a autarquia. Brevemente iremos dar um passo para juntar todas estas entidades para tornar este Santuário ainda mais rico e mais belo."

Fernando Pinto admite que a sua equipa está "a trabalhar e a fazer o melhor que sabemos com a ajuda de todos, mesmo nestes momentos difíceis."

"Penso que Nª Senhora da Conceição também tem tido aqui uma palavra importante, porque tem nos ajudado e dado força e sabido mostrar os caminhos por onde nós temos ido," confessa Fernando Pinto.

Numa análise do papel da equipa à frente do Santuário, Fernando Pinto diz que esta equipa "é unida, humilde e de gente que dá pouco nas vistas e gosta muito de trabalhar."

"Mostramos de facto que queremos fazer algo por aquele santuário, e tem sido esse o nosso guia. Penso que as pessoas entenderam que estamos ali para fazer um trabalho em prol da Nª Senhora deste Santuário que é a casa da nossa Mãe," explicita o Juiz da Régia Confraria.

Num apelo final aos microfones da Rádio Campanário, Fernando Pinto diz que "há muito trabalho ainda por fazer, e o nosso apelo aqui é o mesmo do inicio: Estamos cá, todos são bem-vindos, todos nos podem ajudar, é só chegarem-se à frente. Quer seja a trabalhar no dia a dia, quer seja na ajuda financeira que é uma parte muito importante, e continuará a ser esta a nossa postura. Portanto, convidamos mais uma vez todos os Calipolenses e as pessoas. Estamos abertos e o Santuário precisa de muita ajuda."

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31