28 Out. 2020
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Associações Empresariais do Alentejo lançam projeto para a internacionalização das empresas agroalimentares da região (C/SOM)

Entrevistas 26 Set. 2020

Foi apresentado esta sexta-feira, dia 25 de setembro, no Alentejo, o projeto ALENTEJO GLOBAL EXPORT, que visa apoiar a Fileira Agroalimentar da região, através do desenvolvimento de um programa de apoio à Internacionalização das empresas do setor para os mercados da Alemanha, BENELUX (Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo) e Espanha.

Este projeto é desenvolvido pelas três Associações Empresariais do Alentejo – NERE (Núcleo Empresarial da Região De Évora), NERPOR (Associação Empresarial da Região de Portalegre) e NERBE/AEBAL (Associação Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral).

A Rádio Campanário esteve a apresentação deste projeto em Évora, que decorreu no restaurante Mar D´Ar Muralhas. O presidente da NERE, Rui Espada, falou à nossa emissora e explicou quais os objetivos do ALENTEJO GLOBAL EXPORT.

O presidente do NERE refere que estão neste momento a trabalhar “na angariação de novos empresários para entrar para este projeto. Alguns empresários, que participaram em outros projetos que vêm na continuidade deste, já estão integrados e esperamos angariar o máximo possível para podermos dar oportunidade a um vasto leque no âmbito agroalimentar e da agroindústria (…) Estamos a trabalhar para ter o máximo sucesso no projeto”.

Questionado qual a razão para a escolha dos mercados da Alemanha, BENELUX e Espanha, Rui Espada explica que “já vimos com outros projetos anteriores de internacionalização e estes três mercados ainda estavam por explorar. Como este é um projeto conjunto, cada Associação Empresarial do Alentejo escolheu o seu mercado-alvo e selecionámos estes três”. De acordo com o empresário, a proximidade não foi um dos fatores relevantes, porque “nestes projetos é mais importante na fileira das áreas do NERBE, NERE ou NERPOR identificar quais os mercados mais atrativos para os seus empresários. Nesse sentido, não é pela proximidade, porque já estivemos na Noruega e no Estados Unidos. Nós levamos o empresário para onde houver mercado, para ele divulgar o seu produto e tentar fazer negócio”.

Sobre como será feita a mediação entre as empresas e esses mercados, Rui Espada menciona que “temos interlocutores internacionais, que identificam potenciais clientes para os nossos empresários, e a partir daí desenvolve-se um conjunto de medidas em que levamos os empresários aos países, apresentam o produto, trocam os seus contactos, depois trazemos os prospetores para virem ver as instalações dos empresários e a partir daí é o empresário ter «força de vontade» e procurar fazer o seu trabalho de contacto com o próprio prospetor e o negócio depois parte do empresários, mas sempre com o apoio das associações”.

Neste momento, o projeto ALENTEJO GLOBAL EXPORT já integra 70 empresas ligadas ao setor agroalimentar no Alentejo. O presidente do NERE salienta que este é “logicamente que vamos tentar que estas 70 empresas que estejam presentes, mas para levar à prospeção não vamos conseguir levar todas estas empresas a todo o lado. Quando fizermos estes fóruns internacionais, estes 70 e todos os outros que queiram participar, será nesse sentido que continuamos”.

Rui Espada explica que o projeto, que é para quatro anos, ainda está no início, mas dentro de “três anos e meio” já poderá estar concluído.

Quanto aos constrangimentos que a COVID-19 trouxe na execução dos trabalhos, fala das dificuldades na exportação e importação de produtos e tem a esperança de que “agora não volte a fechar tudo”.

“Se fecharem a fronteira com Espanha acabou, já não podemos sair para mais lado nenhum”, alerta.

Para Rui Espada é importante os empresários perceberem que “se houver a oportunidade de poderem chegar a estes mercados, não terem o receio da pandemia. Isto não é um pandemónio, temos de tratar a pandemia como ela é e não como um pandemónio”.

No âmbito do projeto “ALENTEJO GLOBAL EXPORT”, está prevista a realização de um catálogo digital de empresas e produtos de apoio às ações internacionais, ações de prospeção aos mercados alvo, visitas de reconhecimento de prospetores internacionais ao Alentejo, participação numa feira internacional, realização de roadshows internacionais, elaboração de guias de mercado, realização de um fórum internacional e campanhas de marketing.

As empresas poderão aderir ao projeto através do site www.alentejoexport.pt, ou através dos contatos das associações empresariais. A participação das empresas neste projeto é totalmente gratuita.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31