28 Jan. 2022
 
Ser Igreja
23:00-00:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63

Depressão Ernest chega ao Alentejo com “maior intensidade de vento, descida da temperatura e aguaceiros”, diz meteorologista do IPMA (c/som)

Entrevistas 07 Dez. 2020

Depois da depressão Dora, chega esta segunda-feira a Portugal Continental a depressão Ernest.

Em declarações à RC o meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Ricardo Tavares, explica que esta depressão “vai trazer essencialmente vento e agitação marítima nas regiões Norte e Centro. Vento com rajadas até 70km/h no Litoral Norte e Centro, nas terras altas do Norte e Centro rajadas também até 100km/h na noite de hoje para amanhã”.

Para o Alentejo prevê-se também “um aumento da intensidade do vento” e “ao longo dos próximos dias e até quarta-feira haverá uma descida gradual da temperatura” e “aguaceiros pontuais”.

Já para quinta-feira, o meteorologista explica que “a situação vai mudar de maneira significativa”. A partir deste dia “vamos ter a entrada de uma massa de ar mais quente e vamos ter precipitação mais persistente”.

Para o distrito de Portalegre prevê-se “uma subida da temperatura de três graus da mínima e de cinco graus da máxima para quinta-feira”. Já para os distritos de Évora e Beja, até quarta-feira a temperatura vai “descer ligeiramente” e na quinta-feira a temperatura sobe, prevendo-se “uma subida de quatro graus da mínima e entre três a cinco graus da máxima”, sendo que a partir deste dia haverá “dois dias de chuva persistente”.

No Alentejo a região onde mais se irá sentir a depressão Ernest, segundo o meteorologista, será “o distrito de Portalegre onde o vento vai soprar com mais intensidade” esta noite.

Quanto às temperaturas para o Alentejo, “a máxima vai andar entre os 14º/15º/16º graus e a mínima estará entre os 12 graus para Beja e oito graus para Portalegre de mínima”.

Contudo, na sexta-feira a tendência será de “voltar a haver uma subida da temperatura mínima e acima dos 10 graus e até próximo dos 15 graus”, afirma Ricardo Tavares.

Uma massa de ar mais quente “vai entrar” e trará consigo “tempo mais quente e chuva mais persistente”. Até quarta-feira "prevê-se uma situação de aguaceiros e depois haverá uma interrupção, poderá depois voltar a haver precipitação, sendo que quinta e sexta feira serão dias com mais precipitação”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31