Vila Vicosa

Juíz da Confraria de N.Sra. faz balanço sobre celebrações da Imaculada Conceição

Entrevistas 10 Dez. 2019

Aos microfones da rádio Campanário esteve Fernando Pinto, Juiz da Régia Confraria de Nossa Senhora, que considerou estas recentes celebrações relacionadas com o dia da Imaculada Conceição.

Fernando Pinto revela que ainda não consegue fazer um balanço total destes últimos dias pois ainda se estão a avaliar todos os acontecimentos, sendo que o feedback das pessoas tem sido bastante positivo, de que todas as cerimónias ocorreram “com bastante dignidade”, houve inovações, as pessoas sentiram-se bem, que era o principal objetivo da Confraria e foi transparecido um sentimento de que foi um grande dia para Vila Viçosa e para os seus visitantes neste dia.

O juiz da Régia Confraria destacou o momento da eucaristia como um momento muito alto das celebrações da Imaculada Conceição, este ano, no átrio da igreja, foram colocadas cadeiras e ecrãs gigantes para aqueles que não conseguiram ter a possibilidade de assistir a cerimónia no interior da igreja, a procissão também foi um momento em destaque com uma aderência bastante forte.

O facto da loja do Santuário ter sido deslocada para o exterior fez com que os visitantes reparassem mais nela e que adquirissem mais aos seus produtos consecutivamente.

Fernando Pinto em relação à atuação da banda dos militares contou que tudo começou em setembro, quando o almirante Silva Ribeiro pediu permissão para usar a imagem de São Nuno que iria ser consagrado como patrono da celebração do dia do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), pedido esse, atendido pela Régia Confraria que também esteve presente na celebração. Esta aderência por parte da Régia Confraria comoveu imenso o almirante que fez após este acontecimento, uma oferta ao Santuário.

A partir destes acontecimentos ficou estabelecida uma relação entre ambas as partes e surgiu a ideia de o exército estar presente no momento da eucaristia, onde Fernando Pinto revela que viu pessoas a chorar, neste que foi um dos momentos mais fortes do dia. A banda do exército esteve presente na cerimónia a custo zero, o que foi uma ajuda enorme para a organização das celebrações.

Foi relevado à Rádio Campanário que antes da eucaristia, o arcebispo foi agraciado com a grande cruz da ordem militar de Nossa Senhora da Conceição e o cónego Francisco Couto recebeu uma medalha de agradecimento, sendo que a Régia Confraria recebeu uma moeda em ouro, oferta anual da parte da Real Ordem de Nossa Senhora da Conceição e um donativo para a manutenção do Santuário.

Fernando Pinto deixa um agradecimento a todos os seus colegas da Régia, a todas as entidades que cooperaram na realização destas celebrações e acima de tudo, a todas as pessoas que visitam o santuário de Nossa Senhora neste dia, o juiz realça que este é um santuário nacional da padroeira de Portugal e precisa da ajuda de entidades e do estado para a sua manutenção.

O hábito de realizar uma vigília foi perdido e é um objetivo para a Régia Confraria recuperar isso.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31