17 Out. 2021
Augusta Serrano
O poder da palavra
10:30-12:00

Redondo

“Os militantes do PS de Redondo não constituíram lista para estas autárquicas, apesar de convidados a fazê-lo “ diz Luís Dias, Presidente da Federação distrital do PS(c/som)

Entrevistas 07 Set. 2021

O Partido Socialista de Vila Viçosa apresentou, no passado domingo, publicamente, os seus candidatos aos diversos órgãos autárquicos do concelho de Vila Viçosa, nas próximas eleições autárquicas de 26 de setembro.

O evento realizou-se na Mata Municipal e contou com a presença de Luís Dias da Federação do PS do distrito de Évora.

À margem desta apresentação, a Rádio Campanário falou com Luís Dias sobre o fato de, pela primeira na história da democracia portuguesa, não existir lista do PS candidata aos órgãos autárquicos de Redondo nas próximas eleições.

Sobre esta matéria Luís Dias refere “em primeiro lugar tornou-se público no último dia de entrega das listas em tribunal, o PS declarou o apoio público ao atual Presidente de Câmara e recandidato pelo MICRE, António Reto.”

A este propósito acrescenta “entendemos que aquela que foi a postura do atual presidente de câmara ao longo dos últimos anos, o facto da concelhia do PS não estar organizada ao ponto de ter uma candidatura una que desse corpo aqueles que são os nossos ideais, não tivemos grandes dúvidas em apoiar aquilo que de bem se tem feito nos últimos anos e que tem, também ao nível regional, sido um grande apoiante das medidas do partido socialista no governo português. O António Reto, sendo independente, como tantos independentes que compõem as listas do partido socialista, não vem mal nenhum ao mundo irmos buscar um independente para liderar um município onde ele tem trabalho, tem provas dadas.”

O Presidente da Federação Distrital do PS adiantou ainda “A candidatura do Micre é uma candidatura apoiada oficialmente pelo Partido Socialista com aprovação do secretariado da Federação, da comissão política distrital, do secretariado nacional e de António Costa.”

Questionado porque não foi apresentada uma lista do PS ao concelho de Redondo, Luís Dias responde “assim o entenderam os militantes locais que não a fizeram mesmo depois de terem sido convidados e contactados para analisar o momento e para fazerem uma lista” dando ainda conta que “não retirámos confiança política a ninguém, houve um movimento que saiu do PS, coisa normalíssima, é uma questão do passado e agora é tempo de olhar para o futuro.” Sobre o facto de existir quem considere que, perante estas circunstâncias, deveria ter sido o próprio Presidente da Federação distrital a avançar com uma candidatura, ou seja, Luís Dias, o mesmo refere” o presidente da federação é candidato a Vendas Novas, estou com 8 anos de serviço à minha terra, não teria condições para o fazer em Redondo.”

Sobre esta matéria sublinha ainda “não seria sério, não seria justo, não seria um bom presidente de câmara mesmo que ganhasse e, portanto, o partido socialista tem no território homens e mulheres a trabalhar pelas suas causas, pelos seus ideais e em Redondo está escolhido o nosso candidato e está muito bem escolhido, é o António Reto.”

Luís Dias realça ainda “Esperamos do António Reto uma grande vitória no próximo dia 26 para podermos fazer a festa com ele e continuarmos a trabalhar juntos.”

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31