×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Vila Vicosa

Receio da pandemia tem afastado os clientes do Mercado de Vila Viçosa (c/som)

Entrevistas 25 Nov. 2020

Nesta quarta-feira de chuva e de pandemia, o Mercado Municipal de Vila Viçosa viu um dos seus piores dias em termos de clientes. Apesar de nunca ter fechado em tempo pandémico o Mercado de Vila Viçosa tem tido um decréscimo da adesão do público. 

A RC esteve no Mercado calipolense onde se verificaram corredores praticamente vazios e comerciantes que ansiavam por clientela, mas que ainda assim não desanimam.

Em declarações aos microfones da Rádio Campanário Vitória Sousa, vendedora de bolos, afirma que já teve dia melhores e que o de hoje foi “ruim”. Conta que não houve muitos compradores e que “existe medo”. Vitória Sousa lamenta, “estamos preparadas, temos o álcool, temos tudo para desinfetar, mas as pessoas não vêm ao mercado”.

Também Vítor Carapinha, que vende peixe fresco, afirma que “foi um dia muito mais fraco”.

O vendedor afirma que a chuva e a pandemia levaram a que as pessoas se evitem de ir ao mercado. Vítor Carapinha explica: “quem vem ao mercado são mais os idosos e agora os filhos não deixam os pais sair de casa por causa da pandemia e os mais novos não vêm”, o que já o levou a ter um decréscimo de cerca de 50% nas suas vendas.

Amélia, vendedora de frutas e verduras, corrobora as opiniões dos outros comerciantes, dizendo que “tem sido mesmo muito mau” em termos de vendas. Tal como Vitória Sousa, afirma que as pessoas têm medo e que a situação está “muito complicada”.

“Agora as pessoas têm mais medo, têm de se resguardar. Nós percebemos, mas isto está muito complicado. Ainda por mais as pessoas idosas que gostavam de vir ao mercado, agora não vêm porque têm medo e os familiares não deixam”.

Sobre o decréscimo de vendas, afirma que não sente desde março, altura em que começou a pandemia em Portugal, mas que desde que surgiram casos de COVID-19 se tem sentido mais pois “as pessoas estão mais resguardadas e com mais medo”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31