Evora

“Sem clientes, um desespero! Reinventámo-nos, num cenário de guerra, mas de coração cheio” diz proprietária da empresa “Aluga Aqui”(c/som e fotos)

Entrevistas 17 Jun. 2021

Raquel Rocha é proprietária da empresa “Aluga Aqui “, em Évora, uma empresa de aluguer de equipamentos para eventos e que, condicionada pela falta de negócio e de clientes proveniente da pandemia de covid 19, foi obrigada a reinventar-se.

A empresa, situada em Évora há 8 anos, para além do aluguer de equipamentos para eventos, explorava já, há cerca de dois anos, uma outra vertente de negócio, passando a dispor de uma lavandaria interna, com o objetivo de ser a própria empresa a tratar da limpeza e lavagem de atoalhados, garantindo assim o controlo da qualidade deste serviço.

A Rádio Campanário foi conhecer esta empresa e, em entrevista exclusiva à sua proprietária, foi conhecer a história desta empresa que, a braços com a pandemia de covid 19 e com a consequente falta de negócio, acabou por se adaptar ás circunstâncias e acabou por ter um papel determinante no combate ao covid 19 no concelho de Évora.

De acordo com Raquel Rocha “quando surgiu a pandemia, a preocupação era não despedir ninguém” pois na sua opinião “ as pessoas que consigo trabalham não são funcionários mas sim colegas de trabalho e sem eles as empresas não são nada.”

Conforme nos referiu a responsável pela empresa, “quando a pandemia surgiu, recorremos à banca e a todos os apoios estatais por forma a assegurar estes postos de trabalho e garantir os vencimentos destes colaboradores” ainda assim, referiu Raquel Rocha, “foi inevitável colocar alguns colaboradores em lay off” acrescentando “não havia eventos, não havia negócio, não havia clientes…era um desespero.”

Valeu à empresa, neste período, o fato de terem uma lavandaria o que lhes permitiu começar a trabalhar com uma unidade hoteleira, através da lavagem e tratamento da roupa deste hotel” o que obrigou, segundo nos adiantou “a reformular funções e a perceber que podíamos ter aqui uma outra viabilidade de negócio.”

Mas houve um dia em que tudo mudou. A empresa foi contactada pela Proteção Civil de Évora e pela Câmara Municipal de Évora, de quem veio um pedido de ajuda. Era-lhes lançado o desafio de darem “apoio a toda a lavagem de roupa covid, desde casos de retaguarda com extensão ao hospital.”

Raquel Rocha e a sua empresa aceitaram o desafio, os seus serviços foram divulgados e rapidamente começaram a prestar esse serviço em todo o Alentejo, nomeadamente em santas Casas, Lares e Hospitais.”

Neste contexto, tudo mudou. Segundo a proprietária da empresa “Aluga aqui “teve que ser feito um grande investimento, foram compradas mais máquinas para assegurar a capacidade de resposta”. Raquel Rocha não poupa nos elogios à Proteção Civil por todo o apoio e por todos os ensinamentos prestados a si e à sua equipa, classifica-os mesmo de “20 estrelas.”

A pouco e pouco estava encontrada uma fonte de subsistência o que lhe permitiu retirar colaboradores do Lay off, “garantindo que, caso existisse um surto de covid 19 na empresa, existiria uma segunda equipa pronta a atuar.”

A pandemia de covid 19 e o fato de a empresa estar a trabalhar diretamente com roupa covid trouxeram um “receio acrescido” e “emocionalmente foi complicado”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31