17 Out. 2021
Augusta Serrano
O poder da palavra
10:30-12:00

Cuba

Vindimas: “Sinal de esperança! Colhem-se as uvas, produz-se o vinho e ajuda-se a economia!” diz Daniela de Almeida da ACVCA(c/som e fotos)

Entrevistas 19 Ago. 2021

Para muitos, agosto é o mês das vindimas e na Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito (ACVCA) já têm tudo pronto para avançar com a safra deste ano.

As vinhas estão no ponto e toda a Adega está preparada para a chegada da nova colheita.

Confiante que este ano trará uma colheita equilibrada, tanto nos brancos como nos tintos a Adega está confiante que “as condições climatéricas não prejudicaram o normal desenvolvimento das vinhas. As uvas dos nossos associados apresentam indicadores positivos de que continuaremos a produzir vinhos com o patamar de qualidade por nós exigido e esperado pelos nossos consumidores.”

A Rádio Campanário falou com Daniela de Almeida, do Departamento de Marketing e Comunicação e foi conhecer as expetativas da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, os programas existentes e a evolução da produção.

Daniela de Almeida começou por nos referir “as vindimas são, todos os anos, a época mais aguardada do ano de qualquer Adega “acrescentando ainda que “este ano continuámos a cumprir todas as regras necessárias da DGS , que nas vinhas, quer na receção das uvas no espaço destinado para o efeito.”

Daniela de Almeida sublinhou ainda que a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, fruto de um bom ano agrícola, tem para este ano uma previsão de acréscimo entre os 5% e 10 % na produção, face à produção do ano passado. Constatámos que temos uma produção equilibrada e com a qualidade com que habituamos os nossos consumidores, porque é isso que eles também procuram.”

Conforme indica a responsável as condições climatéricas existentes não prejudicaram o normal desenvolvimento das vinhas, muito pelo contrário, pois a maturação das uvas foi ótima para a nossa adega o que vai permitir com que, ainda este ano, possamos ter uma vez mais o programa turístico de vindimas, em vigor até 16 de setembro.

Através deste programa, os enoturistas poderão vivenciar como é o processo de vindima e vinificação dos vinhos. Este programa inclui desde uma visita às vinhas, à vindima, uma “bucha” com petiscos regionais na vinha, ao acompanhamento do processo de vinificação, visita às instalações da Adega com um almoço na Casa das Talhas acompanhado de uma prova de vinhos.

Os interessados em participar podem realizar a sua inscrição por e-mail, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., ou telefone, 284 437 240 (ext.1).

A Adega está com elevadas expetativas neste programa, existindo já reservas para o mesmo e já há datas em que as vagas já não existem.

À margem do tema das Vindimas 2021, foi ainda abordada a forma como a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito viveu e sobreviveu em tempo de pandemia. Sobre esta matéria Daniela de Almeida referiu-nos que “ as vendas, no canal de distribuição, ressentiram-se um pouco no entanto como o nosso maior volume de vendas é na grande distribuição, nas grandes superfícies,  acabámos por conseguir equilibrar as coisas”.

Neste momento, a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito só exporta entre 1% a 2% dos seus vinhos, nomeadamente para países como o Brasil, Japão, Alemanha, Polónia, entre outros, e também aqui se verificou um pequeno decréscimo de vendas, no entanto, segundo nos indicam “sem grande relevância uma vez que a Adega já tem clientes fixos. “

As vindimas 2021 vão ser, conforme nos confirma Daniela de Almeida, “um sinal de esperança nestes pós pandemia e com a qualidade que esperamos e o aumento de produção previsto vamos conseguir apoiar a economia portuguesa.”

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31