Alcacovas

23 anos de prisão para homem que matou a mulher num jardim público de Alcáçovas

Regional 16 maio 2018

O Tribunal de Évora condenou, a 23 anos de prisão, o homem que estava acusado de ter matado a mulher à navalhada num jardim publico em Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo.

Na leitura do acórdão, esta quarta-feira (16 de maio), o tribunal deu como provados os crimes de homicídio qualificado e de violência doméstica, de que o homem estava acusado pelo Ministério Público (MP).

De acordo com o documento, o homem de 55 anos foi condenado, em cúmulo jurídico, a uma pena única de 23 anos de prisão efetiva e ao pagamento de indemnizações, incluindo 45 mil euros a cada filho.

Recorde-se que o arguido admitiu a autoria do crime, no início do julgamento, e manifestou arrependimento, frisando, por diversas vezes, que não era capaz de se imaginar “a fazer aquilo”.

No final da leitura do acórdão, a defesa indicou que vai recorrer da sentença.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Maio 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31