Portalegre

30 incêndios no distrito de Portalegre na última semana de maio, “um número anormal de ocorrências”, mas “estávamos e estamos preparados”, diz 2º comandante do CDOS (c/som)

Publicado em Regional 12 junho, 2019

Na última semana de maio, foram registadas “30 ocorrências de incêndio em espaços naturais” no distrito de Portalegre, avança à RC Bruno Marques, 2º comandante do CDOS (Comando Distrital de Operações de Socorro) de Portalegre.

O 2º comandante operacional distrital de Portalegre afirma que o dispositivo estava e está sempre preparado, mesmo para “um número anormal de ocorrências” como o registado de 27 de maio a 1 de junho.

“Neste momento temos 16 equipas de combate a incêndios e 6 ELAC (Equipa de Logística de Apoio ao Combate)”, avança, dispositivo que será reforçada a partir de julho, altura em que “o distrito terá 29 equipas, sendo 23 equipas de combate a incêndios e 6 ELAC”.

Já se encontram a operar nas bases de Portalegre e Ponte de Sor quase todos os meios aéreos, “só falta incrementar 1 de Ponte de Sor”

“Estávamos e estamos preparados, seja muito ou pouco, estamos sempre preparados”
Bruno Marques

Sobre as causas para o número elevado de incêndios em tão curto espaço de tempo, remete o apuramento para a GNR, realçando que “ainda estamos em processo de limpeza” dos terrenos e que por vezes, “para termos um objetivo final, pode ter danos colaterais a seguir”. “Não estou a dizer que as causas tenham sido isso”, adverte, mas “se queremos que um trator faça um acerto de uma grade de discos é provável que possa ocorrer uma ignição causada” pela operação. Mas os trabalhos de limpeza não estão na origem de todos os incêndios “até porque tivemos incêndios durante a noite e durante a noite ninguém anda a fazer prevenção estrutural”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30