Imprimir esta página

Alentejo

640 mil euros para o Alentejo no Orçamento Participativo. Conheça os projetos vencedores

640 mil euros para o Alentejo no Orçamento Participativo. Conheça os projetos vencedores DR João P. Santos
Publicado em Regional 12 outubro, 2018

O Orçamento Participativo de Portugal deste ano recebeu mais de 1400 ideias para todo o país, submetidas através da plataforma e dos 37 encontros participativos realizados em diversos municípios. Daí resultaram 691 projetos, nacionais e regionais, para competir pelos 5 milhões de euros do Orçamento de Estado disponíveis. Depois de 120000 votos, foram selecionados os 22 projetos a serem desenvolvidos. Os três projetos escolhidos para o Alentejo somam um total de 640 mil euros de investimento.

Estes três projetos alentejanos estão inseridos nas áreas da “Cultura” e da “Ciência, Tecnologia e Ensino Superior”. “Um mergulho na História”, no valor de 300 mil euros, foi proposto por uma equipa multidisciplinar de arqueólogos subaquáticos, historiadores, engenheiros, biólogos, estudantes e voluntários, com vasta experiência na deteção, escavação e divulgação de naufrágios históricos, que pretendem desenvolver uma carta arqueológica subaquática integrada da costa do Alentejo Litoral, com o registo de naufrágios por regiões, com análise crítica, com os sítios inventariados a serem analisados e catalogados em relação à sua relevância, estabilidade, ameaças, custos de monitorização, registo ou intervenção. Uma carta atualizável e partilhada com a Marinha, a Polícia Judiciária, os serviços dos Ministérios da Cultura e do Mar e as autarquias de Alcácer do Sal, Grândola e Sines.

Por seu turno e ainda no âmbito cultural, o projeto “Música, Artes e Ciência” pretende oferecer, 8 a 10 vezes por ano, masterclasses de uma a duas semanas para entre 10 a 24 músicos jovens, portugueses e estrangeiros, culminando com concertos em Castelo De Vide, Marvão e Portalegre, e está avaliado em 250 mil euros.

Já com os olhos postos no céu alentejano, o projeto do “Parque Astronómico do Alentejo” pretende criar um parque de astronomia na região, com uma série de módulos didáticos a céu aberto, que possam ajudar na compreensão do lugar do planeta Terra no Universo e da nossa época à luz da história do Universo. Avaliado em 90 mil euros, este projeto será aplicado nos municípios de Moura, Alandroal, Mourão, Redondo e Reguengos De Monsaraz.

Todos os projetos têm agora um prazo de dois anos para serem executados.