Alentejo

“A proposta do Governo para investimentos no Alentejo é clara e nitidamente insuficiente para as necessidades da região”, diz Jerónimo Lóios da AMAlentejo (c/som)

Publicado em Regional 30 janeiro, 2019

A AMAlentejo tem vindo a manifestar preocupações relativamente à região Alentejo no âmbito dos planos de investimento no Portugal 2030 pedindo que, neste âmbito, haja uma discussão pública.

Jerónimo Lóios, da Comissão dinamizadora da AMAlentejo, aponta em declarações à RC que a associação considera “insuficientes os projetos previstos” para a região “no Programa Nacional de Investimentos para o Portugal 2030”.

“Proximamente, a AMAlentejo irá tomar uma posição mais concreta sobre esta matéria”
Jerónimo Lóios

Embora os projetos para a região, como a ferrovia, sejam considerados, a AMAlentejo defende que “são claramente insuficientes” para dar resposta às necessidades das sub-regiões, a vários níveis, que vão desde a eletrificação à remodelação das próprias infraestruturas e do material circulante. A mesma situação é registada “relativamente à mobilidade rodoviária”.

A associação já apresentou propostas gerais, no âmbito de projetos que consideram “essenciais”, estando a desenvolver “um levantamento para fazer chegar no concreto” as preocupações e necessidades da região.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31