22 Jun. 2021
 
Tauromaquia
21:00-22:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Aeroporto de Beja: Empresa Mesa quer reforçar investimento e criar mais 80 postos de trabalho

Regional 12 Abr. 2021

A empresa de manutenção aeronáutica Mesa pretende reforçar o seu investimento no aeroporto de Beja.

O presidente da Empresa Mesa, Paulo Mirpuri, da empresa de manutenção aeronáutica Mesa, m esclarecimentos prestados à agência Lusa, através de correio eletrónico, adiantou que possui um hangar e quer construir um centro logístico no aeroporto de Beja, em declarações à Agência Lusa, adiantou recentemente que a empresa prevê passar dos atuais 40 para "cerca de 100/120" trabalhadores na infraestrutura, em dois anos.

A juntar a este projeto, a Empresa Mesa, tem previsto investir mais 10 milhões de euros num centro logístico na zona do aeroporto conforme reforçou Paulo Mirpuri "Assim, a Mesa dá um passo substancial em frente, fica dotada de mais capacidade técnica e este projeto implica também o alargamento dos seus quadros".

Atualmente, passadas "apenas algumas semanas desde o início da atividade" do novo hangar, "já estão a trabalhar" no aeroporto "cerca de 40 pessoas, entre técnicos de manutenção e quadros de apoio", sendo que, deste total, "30 são da região de Beja", um número que a Mesa espera "subir substancialmente" no futuro.

"Com o tempo, com novas atividades de formação, com o desenvolvimento da atividade, a chegada de novos equipamentos e ferramentas, acreditamos que, num horizonte de 24 meses, será possível alargar o horário de funcionamento do hangar", referiu o presidente da Empresa Mesa Paulo Mirpuri. Este funciona, agora, "cerca de 10 horas por dia", mas a meta é passar "para uma operação praticamente 24 horas por dia e sete dias por semana, o que implicará o alargamento dos quadros dos atuais 40 elementos para cerca de 100/120 elementos".

Nos esclarecimentos à Lusa, pedidos para assinalar os 10 anos do aeroporto de Beja, p responsável Paulo Mirpuri, também responsável da Hi Fly, sublinhou ainda  que o grupo e companhia privada de aviação já utilizam este equipamento desde 2016, para estacionamento e manutenção de linha dos seus aviões, bem antes da recente inauguração do hangar da Mesa. "A Hi Fly já estava a experimentar o aeroporto de Beja desde 2016. As coisas correram bem, foi dotando o aeroporto de mais capacidade, investindo em equipamentos de suporte aos aviões, em ferramentas, em instalações" e tornou-se necessário um hangar para "alargar o âmbito das atividades de manutenção", frisou.

A Mesa nasceu para prestar "serviços de manutenção de linha à Hi Fly", ou seja, os "necessários no dia-a-dia da operação de um avião", como inspeções antes do voo, pós-voo, trocas de motores, inspeções ao interior do motor ou reconfigurações do interior, mas, "a partir de determinada altura", ganhou a ambição de efetuar "ações de manutenção de base", as que efetua agora no novo hangar também no aeroporto alentejano.

Crédito: Notícias ao Minuto/Agência Lusa

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30