Beja

Agente da PSP e mulher suspeitos de burlarem Hotel de Beja vêm processo ser extinto!

Regional Escrito por  24 Jun. 2022

Tal como a Rádio Campanário Um agente principal da Polícia de Segurança Pública  da Divisão de Cascais, e a sua mulher, estavam acusados da prática em co-autoria material de um crime de abuso de burla para obtenção de alimentos bebidas ou serviços, do qual foi vítima a Herdade da Malhadinha Nova, um turismo rural, sito em Albernoa, concelho de Beja.

O caso remonta a 2019 e o Ministério Público acabou por pedir a  absolvição por falta de provas.

Recorde que, tal como a Rádio Campanário noticiou o casal é suspeito de burlar a Unidade Hoteleira de Beja em 2.580 euros.

Agora, e de acordo com a informação avançada pelo Lidador Notícias, um duplo pedido cível de indemnização livraram este  agente da PSP de Cascais e a sua mulher .

De acordo com a mesma fonte, uma dupla formulação do pedido de indemnização cível formulado pela Herdade da Malhadinha Nova, um turismo rural sito em Albernoa, concelho de Beja, contra um agente principal da Divisão de Cascais da PSP e da sua mulher, levou à desistência de um deles e à extinção do processo criminal.

A empresa alentejana, demandante e assistente no processo, deu entrada com um pedido de indemnização cível noutro tribunal antes da ação criminal e novo pedido de ressarcimento da verba em causa.

Por outro lado, o juiz do Tribunal de Beja, determinou a extinção do procedimento criminal que pendia contra o casal e fixou o valor da ação cível em 2.747,66 euros.

Leia a notícia completa em Lidador Notícias.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31