Alentejo

Alentejo com "22 candidaturas no valor de 5 M€” ao Portugal Inovação Social. “Este aviso foi um sucesso”, diz diretor regional (c/som)

Regional 07 Out. 2019

A região Alentejo submeteu 22 candidaturas ao concurso Parcerias para o Impacto da Portugal Inovação entre as 247 apresentadas a nível nacional. Este é um instrumento de financiamento que visa apoiar projetos de inovação social, estimulando a filantropia de impacto e contribuindo para um modelo de financiamento mais estável, eficaz e duradouro.

Francisco Fragoso, diretor regional do Alentejo e Algarve, do Portugal Inovação Social, em declarações à RC, afirma que “este aviso foi um sucesso”, e que os 22 projetos de cerca de 5 milhões de investimento, “foram números importantes”.

"Alentejo não tem tido o mesmo impacto que outras regiões na procura dos nossos instrumentos de finaciamento"
Francisco Fragoso

A nível nacional, teve “uma procura bastante superior áquilo que tínhamos oferecido”, sendo que as 247 candidaturas representam 47 milhões de investimento, para um aviso de apenas 20 milhões de euros.

Na região Alentejo, os projetos “representam necessidades líquidas de financiamento perto dos 5 milhões de euros”, sendo que são financiados a 70% são 3,5 milhões de financiamento público solicitado.

“Os promotores têm que encontrar investidores públicos ou privados que invistam os restantes 30%”.

A este instrumento podem candidatar-se organizações do setor privado, da Economia Social ou do setor público, mediante as restrições previstas em cada concurso, sendo que do Alentejo chegaram candidaturas de “associações e cooperativas, algumas IPSS, empresas em menor número, e da Universidade de Évora”.

Relativamente ao âmbito das candidaturas e dos problemas que identificam e procuram colmatar, são variados. “Não direcionamos os projetos para uma área específica” sendo apresentados de acordo com o que “as entidades sentem na região como uma necessidade”, explica.

Entre as 22 candidaturas, surgem “projetos que promovem a questão do empreendedorismo nos jovens”, projetos de “promoção do turismo acessível e inclusão social, para a qualificação da oferta turística”, outro “vocacionado para a população sénior num âmbito de animação, de âmbito social, desportivo e cultural”.

Surgem também na lista projetos que se “consubstanciam num programa de desenvolvimento emocional e social, que é um projeto da sociedade do BEM”, outros de “integração sistémica de atividades desportivas artísticas e de realidade virtual, para pessoas com algumas fragilidades”.

De destacar ainda um projeto que visa, “através da dinâmica da rádio, contribuir para um desenvolvimento social de algumas aldeias do Baixo Alentejo”, a mesma zona para onde surge um projeto que visa combater o “insucesso escolar através do recurso a ferramentas de base científica”.

As candidaturas encontram-se agora em análise, sendo que, dado o volume elevado de projetos apresentados ser muito superior à verba, “ficarão alguns para atrás”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31