Alentejo

Alentejo tem 1,8M€ para que estudantes de fora não "sintam necessidade de mudar por razões de habitação”, diz pres. da CCDRA (c/som)

Publicado em Regional 17 setembro, 2019

A entidade gestora do Programa Operacional Regional Alentejo 2020 abriu um concurso de 1,8 milhões de euros no âmbito do Eixo Prioritário “Coesão Social e Inclusão”, destinado a estudantes que residem habitualmente noutras regiões.

O objetivo, explica Roberto Grilo, presidente da CCDRA (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Rural do Alentejo) em declarações a esta estação emissora, é que a habitação não seja condicionante para os estudantes não escolherem as instituições de ensino superior da região.

A Direção-Geral de Ensino Superior é o beneficiário direito que “cria as condições para os alunos com determinadas caraterísticas poderem vir a beneficiar” desse apoio, sendo a mais importante condição a “de não viver na própria região”.

Medida “será um trunfo que terá que ser bem utilizado”
Roberto Grilo

 

Tendo havido um aumento de estudantes de fora a entrar em instituições de ensino na região, aponta na necessidade de os manter no território, dando-lhes “condições com dignidade […] para continuar os próprios estudos e poderem concluí-los neste nosso território sem sentirem necessidade de mudar por razões de habitação” ou preços.

O dirigente aponta que a medida “pretende de alguma forma dotar o próprio ensino superior das condições para poder ter essa oferta enquanto não há residências universitárias”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31