27 Nov. 2021
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Alto Alentejo com menor valor de rendas em novos contratos!

Regional 28 Set. 2021

A renda mediana dos novos contratos de arrendamento aumentou 11,5% no segundo trimestre, acelerando face aos 5,3% do trimestre anterior, e o número de novos contratos também registou “um aumento acentuado”, de 49,3%.

A informação foi divulgada pelo Instituto nacional de Estatísticaque dá conta "no segundo trimestre de 2021 a renda mediana dos 20.568 novos contratos de arrendamento em Portugal atingiu 6,03 Euro/m2 [euros por metro quadrado], valor que “representa uma variação homóloga de +11,5% no país, superior à observada no trimestre anterior (+5,3%)”.

“Este crescimento situa-se assim claramente acima da taxa de variação homóloga observada no primeiro trimestre de 2021, +5,3%, período também fortemente afetado pelo contexto pandémico”, pode ler-se na respetiva nota.

De abril a junho, também o número de novos contratos de arrendamento no país registou “um aumento acentuado face ao segundo trimestre de 2020 (+49,3%), período particularmente afetado pela pandemia e pelas medidas de confinamento implementadas para a sua mitigação”.

A renda mediana aumentou em 20 das 25 sub-regiões NUTS III, as mais elevadas registaram-se na Área Metropolitana de Lisboa , Algarve , Área Metropolitana do Porto  e Região Autónoma da Madeira .

Já o menor valor das rendas de novos contratos de arrendamento registou-se em Terras de Trás-os-Montes (2,79 Euro/m2) e no Alto Alentejo (2,80 Euro/m2).

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30