Imprimir esta página

Radio Campanario

Alentejo

Vila Vicosa

Antiga farmácia de Vila Viçosa com 110 anos em vias de classificação patrimonial

Regional Escrito por  Lusa 19 Ago. 2022

A abertura do procedimento de classificação da antiga Farmácia Monte, em Vila Viçosa, no distrito de Évora, cuja coleção é visitável e é a mais antiga farmácia histórica completa existente em Portugal, foi hoje publicada em Diário da República.

No anúncio, consultado pela agência Lusa, o diretor-geral do Património Cultural, João Carlos dos Santos, determina a abertura do procedimento de classificação da antiga farmácia, incluindo o património móvel integrado.

Para tal decisão, o responsável da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) disse ter-se baseado em proposta da Direção Regional de Cultura do Alentejo.

Inaugurada a 01 de agosto de 1912, foi precisamente no passado dia 01 de agosto, assinalando os 110 anos da sua fundação, que foi aberta a Coleção Visitável da Farmácia Monte, “um espaço emblemático de Vila Viçosa”, segundo a câmara local.

“Além de ser a mais antiga farmácia histórica completa existente em Portugal, é a primeira vez que criamos [no país] uma unidade museológica no próprio local onde a farmácia exerceu toda a sua atividade ao longo de mais de 100 anos”, realçou hoje à agência Lusa o vice-presidente do município Tiago Salgueiro.

Contactado pela Lusa a propósito da abertura do procedimento de classificação, o vice-presidente congratulou-se e indicou que a proposta para seguir nesta direção “surgiu na sequência de uma recomendação da Direção Regional de Cultura do Alentejo”.

“Partilhámos algumas informações relativamente à musealização e inventariação que estávamos a fazer e tivemos essa recomendação, de que seria conveniente salvaguardar a própria coleção e o edifício através de um processo de classificação e, então, iniciámos todos esses procedimentos, com a autorização dos proprietários do edifício da farmácia e da coleção, que têm sempre colaborado”, resumiu.

A classificação que está, neste momento, a ser iniciada, “é um mecanismo absolutamente fundamental, porque vai permitir valorizar e proteger” a farmácia e o seu legado, “o que, para nós, era fundamental”, frisou.

A Câmara de Vila Viçosa está “apostada na valorização do património cultural” e, se a antiga Farmácia Monte for efetivamente classificada, também será uma “questão a integrar no âmbito do processo de candidatura de Vila Viçosa a Património Mundial [pela UNESCO], que está a decorrer em paralelo”, acrescentou Tiago Salgueiro.

A Coleção Visitável da Farmácia Monte ‘envia’ os visitantes numa “viagem ao passado”, segundo Tiago Salgueiro.

Graças a fotografias, às memórias da família e ao acervo, foi “recriar o espaço original da farmácia, quer dos laboratórios, do escritório, da zona de atendimento ao público, de toda a parte da frascaria, adquirida pelo fundador, em 1912, diretamente da Alemanha”, o que permite ver como seria “uma farmácia no interior, uma farmácia na aldeia, exatamente como funcionava há mais de 100 anos”, referiu.