Alqueva

António Costa exibe potencial do Alqueva a investidores americanos

Regional 14 Jun. 2018

No decorrer da sua visita aos EUA, o primeiro-ministro, António Costa, aproveitou para mostrar as potencialidades económicas resultantes do alargamento da área de regadio do país, sobretudo do Alqueva, até 2022, numa apresentação com alguns dos maiores investidores mundiais do sector agroalimentar.

António Costa afirma que "temos uma elevada área por explorar na zona do Alqueva. Com o novo plano nacional de regadios vamos alargar até 2022, significativamente, as áreas de exploração que podem atrair importantes investimentos no Alqueva, no centro e norte do país”.

Por seu turno, o presidente da Agência Externa para o Comercio Externo Português (AICEP), Luís Castro Henriques, reforçou a ideia segundo a qual o investidor agroalimentar californiano "vai sentir-se em casa" se apostar no Alqueva. Pois, "o Alqueva é o maior lago artificial da Europa com grandes reservas de água. Vão encontrar ali também grandes extensões de terreno", apontou Luís Castro Henriques.

Conforme a Campanário avançou anteriormente, a 16 de abril, com a aprovação do financiamento de 280 milhões de euros para modernização e ampliação das infraestruturas de regadio, sobretudo no Alentejo, a ampliação do regadio do Alqueva em 49 mil hectares até 2022, poderá gerar um impacto de cerca de 11 mil postos de trabalho.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30