Imprimir esta página

Vila Vicosa

"Por vezes a vida é madrasta e esquecemos Maria, mas a Mãe do Céu está sempre nas nossas vidas", diz Arcebispo de Évora (c/som)

Regional 09 Dez. 2019

Decorreu no passado domingo, 8 de dezembro, as celebrações do dia da Imaculada Conceição, no Santuário da Padroeira de Portugal, em Vila Viçosa.

As cerimónias religiosas foram presididas por sua excelência reverendíssima o Senhor Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, que aos microfones da RC refere que “é com muita alegria que vivemos esta solenidade que nos convoca a todos a ser novamente filhos”.

D. Francisco lembra que “por vezes o dia a dia faz-nos esquecer de Maria, porque aparecem alguns momentos em que a vida parece mais madrasta”, no entanto “a Mãe do Céu está sempre nas nossas vidas”.

O Arcebispo de Évora refere que “alargo este abraço de Nossa Senhora a todos aqueles que se possam sentir mais sozinhos, em provação, com falta de saúde, em qualquer circunstância mais de sal que de sol”.

Desde o Santuário de Vila Viçosa, D. Francisco Senra Coelho, “saúdo todas as famílias, pois ao falar de Nossa Senhora falamos de alguém que está no centro da família, que foi esposa e mãe”, lembrando que “durante muitos anos, neste dia 8 de dezembro, foi o dia da mãe, por isso envio um beijinho de Nossa Senhora ao coração de todas as mães”.

“Nossa Senhora está no centro da família, falamos de alguém que foi esposa e mãe”
D. Francisco Senra Coelho

 

D. Francisco Senra Coelho agradece “a todos aqueles que tem mãos revestidas de luvas de ternura e de afeto e que servem os doentes, os idosos, as pessoas com deficiência, os sós, os fragilizados, todas as pessoas que têm profissão que não é possível ser vivida apenas na dimensão técnica e na competência profissional, mas que exige o voluntariado da delicadeza, da ternura, do carinho e do sorriso”.

Sua Excelência lembra ainda “todos os voluntários que se dedicam e fazem acontecer no mundo”.