25 Jan. 2021
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Alentejo

Baixo Alentejo Aprova Candidatura para Projetos de Adaptação às Alterações Climáticas nos Municípios

Baixo Alentejo Aprova Candidatura para Projetos de Adaptação às Alterações Climáticas nos Municípios Foto: CIMBAL
Regional 26 Nov. 2020

No âmbito da implementação de medidas do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Baixo Alentejo (PIAACBA), a CIMBAL, em parceria com a EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas de Alqueva, S.A. viu aprovada uma candidatura a “Projetos para reforçar a adaptação às alterações climáticas a nível local”, parte do Programa Ambiente do EEA Grants.

O projeto é signado como “Viver o Clima no Baixo Alentejo”, e tem como objetivo a implementação de medidas concretas nos 8 concelhos (Aljustrel, Alvito, Beja, Cuba, Ferreira do Alentejo, Moura, Serpa e Vidigueira) que simultaneamente integram a CIMBAL e se inserem na área de influência do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, EFMA.

Segundo divulga a CIMBAL, as medidas a implementar no território do Baixo Alentejo e concebidas pela EDIA são:  

  • Recuperar e instalar sebes, de forma a proporcionar diversidade florística e faunística muito interessante para os serviços dos ecossistemas;
     
  • Envolver municípios e proprietários no sentido de incentivar a uma correta gestão de forma a garantir a conservação de espécies ameaçadas de flora arvense e de matos;
     
  • Envolver os proprietários na gestão do pousio de forma a garantir a conservação da espécie;
     
  • Restaurar e conservar os Charcos, através do qual se pretende conservar diversas espécies;
     
  • Restaurar as galerias ripícolas e áreas adjacentes, com plantação plantas de espécies diferentes.

No comunicado da CIMBAL, pode-se ler: "Estas medidas apresentam inúmeros benefícios ambientais, sociais e económicos, nomeadamente porque atuam como sumidouros de carbono, melhoram a qualidade do ar e da água, sendo assim um poderoso meio de combate às alterações climáticas."

Com este projeto, a CIMBAL pretende alcançar um melhor nível de adaptação às alterações climáticas no seu território, através da implementação concreta de medidas materiais preconizadas com interesse ambiental e paisagístico, aproveitando as suas potencialidades paisagísticas, ecológicas, sociais e florestais.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31