Alentejo

Barragem de Alqueva não tinha tão pouca água há 16 anos

Regional 08 Ago. 2020

A albufeira de Alqueva não registava uma cota tão baixa de armazenamento de água desde Fevereiro de 2004, estando actualmente 144,51 metros acima do nível do mar, de acordo com  o Jornal Público que cita dados do boletim de armazenamento de albufeiras do Serviço Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH).

Segundo este organismo, no final do mês passado, o volume de água no Alqueva era de 2646 hectómetros cúbicos (hm3), o que equivale a 63,8% do seu nível de total armazenamento (NPA), de 4150 hm3. Deste total, actualmente o volume útil da barragem é de 1646 hm3, o resto é considerado volume morto, fixado numa zona mais profunda onde se fixam os sedimentos arrastados pelas águas.

Apenas no final de Janeiro de 2004 se verificou um volume de água abaixo do que se regista actualmente, que corresponde a cerca de 2527 hm3, ou seja 60,9%, segundo o ‘Público’, que aponta para o facto de que nos anos que se seguiram a tendência mostrou um aumento constante da cota de armazenamento.

Os dados revelam ainda que a albufeira apenas conseguiu atingir o seu pleno armazenamento até 2014, depois disso o feito nunca mais foi cumprido, registando-se inclusive uma tendência de diminuição do débito dos caudais chegados à zona, que tem vindo a acentuar-se ao longo do tempo.

Essa tendência foi apenas interrompida em Março e Abril de 2018, altura em que um período de forte precipitação se fez sentir, resultando num aumento de 600 milhões de metros cúbicos de caudais na albufeira de Alqueva.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30