Alentejo

Barragens alentejanas recuperam ligeiramente níveis de armazenamento em novembro

Regional 02 Dez. 2019

No final do mês de novembro, as bacias hidrográficas do Alentejo registaram um aumento no volume armazenado, segundo dados do SNIRH- Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos. 

 

Em termos de barragens, na bacia do Sado existem nove albufeiras com menos de metade da sua capacidade de armazenamento, sendo a barragem de Campilhas o caso mais grave, com apenas 6.7% de reserva de água, enquanto Monte da Rocha se fixa noutros preocupantes 8.5%, Fonte Serne (29.2%), Monte Gato (26.7%), Monte Migueis (24.8%), Odivelas (27.7%), Pego do Altar (11.3%), Roxo (15.7%) e Vale do Gaio (18.9%). Na bacia do Sado apenas Alvito não se encontra em situação preocupante, com 59.5% de armazenamento. 

 

Quanto ao Guadiana, as barragens com níveis mais baixos são, Abrilongo (5.1%), Caia (14.4%), Lucefecit (4.5%), Monte Novo (26.6%) e Vigia (12.1%). Nas restantes barragens da região, pela bacia do Guadiana, Alqueva está a 66.4% e Enxoé a 44.2%.  

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31