Beja

Beja é o 3º distrito com maior área ardida até 31 de agosto

Publicado em Regional 21 setembro, 2019

A base de dados nacional de incêndios rurais regista, no período compreendido entre 1 de janeiro e 31 de agosto de 2019, um total de 8082 incêndios rurais que resultaram em 28552 hectares de área ardida, entre povoamentos (14553 ha), matos (10249 ha) e agricultura (3750 ha).

Comparando os valores do ano de 2019 com o histórico dos 10 anos anteriores, assinala-se que se registaram menos 46% de incêndios rurais e menos 69% de área ardida relativamente à média anual do período. O ano de 2019 apresenta, até ao dia 31 de agosto, o 2.º valor mais reduzido em número de incêndios e o 2.º valor mais reduzido de área ardida, desde 2009.

Da análise por distrito, destacam-se com maior número de incêndios, e por ordem decrescente, os distritos de Porto (1253), Lisboa (638) e Braga (623). Em qualquer um dos casos, os incêndios são maioritariamente de reduzida dimensão (não ultrapassam 1 hectare de área ardida).

O distrito mais afetado, no que concerne à área ardida, é Santarém, com 6368 hectares, cerca de 22% da área total ardida até à data, seguido de Castelo Branco com 5689 hectares (20% do total) e de Beja com 2125 hectares (7% do total).

Relativamente aos outros dois distritos do Alentejo (Évora e Portalegre), registaram-se 269 incêndios no distrito de Évora que consumiram 1099 hectares, já Portalegre registou 220 incêndios que consumiram 1208 hectares.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31