Imprimir esta página

Beja e Portalegre, entre os distritos onde o combustível é mais caro no país

Regional 24 Fev. 2021

O distrito de Beja, a par de Bragança e Lisboa, foi o distrito que apresentou valores de combustíveis mais elevados no passado mês de janeiro de 2021, de acordo com o mais recente relatório da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), divulgado esta quarta-feira.

«Em janeiro, a diferença de valor entre o preço médio nacional e o preço médio nos distritos portugueses para a gasolina simples 95 e gasóleo simples foi genericamente mais elevada nos distritos de Bragança, Lisboa e Beja», pode ler-se no documento.

 Beja é o segundo mais caro, onde o preço da gasolina 95 se fixou em 1,501 euros/litro em janeiro e do gasóleo simples em 1,331 euros/litro, correspondendo a aumentos e 1,3% e de 1,1%, respetivamente.

Adicionalmente, a ERSE revela que «o distrito de Portalegre também apresenta preços mais elevados face à prática no mercado nacional (1,490 euros/ litro na gasolina 95 e 1,336 euros/litro no gasóleo simples).

No que diz respeito à garrafa de GPL (butano e propano),  Portalegre está entre os distritos que registaram, para Portugal Continental, o menor custo.