Serpa

Bio região da Margem Esquerda do Guadiana criada

Regional 25 Out. 2019

Foi assinado hoje, dia 25 de outubro, o documento que oficializa a criação da Bio Região da Margem Esquerda do Guadiana (MEG), durante a sessão de adesão da MEG à Rede Internacional de Bio Regiões (IN.N.E.R.).

Na iniciativa, que contou com a participação da Associação Rota do Guadiana, dos cinco municípios da MEG  - Serpa, Barrancos, Mértola, Moura e Mourão - ,  do presidente da Rede Internacional de Bio Regiões, Agrobio, Ccbio, Iniav, I.P., produtores, empresários do turismo, escolas e consumidores, foi entregue o certificado de integração da MEG à IN.N.E.R e assinado o regulamento interno da Bio Região.

Neste momento, e depois de formalizada, a MEG assume uma estratégia conjunta para a gestão sustentável dos recursos, com base em modelos de produção certificados em Modo de Produção Biológico, baseados no respeito e valorização dos recursos locais. A força deste modelo é assente numa estratégia que envolve agricultores, associações, empresários do turismo e outros setores económicos, bem como as escolas, que em articulação com o poder local, cumprem objetivos comuns que permitem apresentar e defender o território como um coletivo comprometido com as produções biológicas.

A MEG integra agora uma rede internacional de cerca de meia centena de territórios BIO em todo o mundo e passa a ser a quarta Bio Região em Portugal.

De referir que, ao abrigo do PDR2020, foi aprovado um pedido e apoio que garante financiamento para a dinamização da Bio Região da MEG na sua fase inicial.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30