Marmores

BREXIT já faz “estragos” no setor dos mármores

Regional 15 Abr. 2019

As empresas portuguesas de pedra natural exportaram durante o ano de 2018, 378 milhões de euros da sua produção, um aumento de 10.5% em relação a 2017, de acordo com Miguel Goulão, presidente da associação do setor.

Segundo declarações de Miguel Goulão ao “jornal económico”, em 2018 registou-se o maior volume de exportações, o que significa que o crescimento está sobretudo relacionado com o aumento de valor nos mercados em que acrescentamos posição. Miguel Goulão refere ainda que existe uma inversão da exportação do material em bruto para uma tendência para o material transformado.

No entanto o setor perdeu vendas nos países produtores de petróleo, o que motiva cautelas por parte da Assimagra (na Arábia Saudita caiu perto de 20%).

Nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) também se registou uma queda, por sua vez o mercado espanhol subiu do 7º para o 3º lugar.

O setor já está a sofrer com o efeito do ‘Brexit’, tendo o mercado do Reino Unido caído “6,43%, ou seja, 1,5 milhões de euros”, avançou Miguel Goulão.

Mas as vendas para os países nórdicos, que até há pouco tempo tinham uma expressão reduzida no setor, registaram “um crescimento percentual elevado”, de acordo com o responsável.

A Assimagra conta com 260 associados, na maioria PME (Pequenas e Médias Empresas), gerando a maior uma faturação de 21 milhões de euros.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30