alvito

Câmara de Alvito acolhe refugiados sírios e sul-sudaneses

Publicado em Regional 20 dezembro, 2018

A Câmara Municipal de Alvito, no distrito de beja, acolheu quatro dos primeiros refugiados que chegaram a Portugal ao abrigo do Programa Voluntário de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, a partir do Egito, informou o Ministério da Administração Interna (MAI) esta quarta-feira (19 de dezembro).

De acordo com o ministério tutelado por Eduardo Cabrita, os refugiados chegaram a Portugal esta semana e são no total 33 cidadãos, 14 adultos e 19 menores (6 famílias e 2 cidadãos isolados), nacionais do Sudão do Sul e da Síria, tendo omunicipio alentejano acolhido, um casal com dois filhos. 

Para além do município de Alvito, os cidadãos são acolhidos pela Associação Peaceful Paralel (Coimbra), pela Câmara Municipal de Proença-a-Nova e pela Câmara Municipal de Lisboa.

Segundo o Ministério, os cidadãos encontravam-se no Egito sob proteção do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e, em julho deste ano, integraram a missão de seleção realizada por uma equipa conjunta do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e do Alto Comissariado para as Migrações (ACM) naquele país.

Atualmente decorrem procedimentos de pré-partida para mais um grupo proveniente do Egito, cuja chegada se prevê para breve, informou ainda o MAI, que explica que que esta ação surge na sequencia de um pedido da Comissão Europeia, dirigido aos Estados Membros, no sentido de serem reinstaladas na União Europeia, até ao final de 2019, 50 mil pessoas que carecem de proteção internacional. Portugal respondeu ao apelo manifestando disponibilidade para reinstalar até 1010 refugiados que se encontram sob proteção do ACNUR na Turquia e no Egito.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31