Evora

Câmara de Évora assegura 63 milhões de euros para a resolução de problemas habitacionais

Regional 16 Jul. 2020

O Município de Évora divulgou que conseguiu assegurar junto do Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) um investimento total previsional de 63 706 912€ para a resolução dos problemas habitacionais no concelho, para o período compreendido entre 2020 a 2026.

Segundo o comunicado enviado à nossa estação emissora, “sabendo que residem 1336 famílias em situação de grave carência habitacional no concelho de Évora, ou seja, famílias em situação de precariedade, de sobrelotação, de insalubridade e de inadequação habitacional e em situação de carência financeira, o Município criou condições para apoiar estas famílias no acesso a uma habitação digna”.

Foram aprovados vários apoios para a resolução destes problemas habitacionais, tais como a reabilitação da habitação permanente (própria ou arrendada), a construção de novas habitações, o apoio ao arrendamento para subarrendamento e por último o apoio à aquisição de unidades residenciais vocacionadas para pessoas vulneráveis, como em situação de sem abrigo e vítimas de violência doméstica.

Este acordo de colaboração com o IHRU será assinado esta sexta-feira, dia 17 de julho, pelas 10h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho e contará com a presença da Secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, e consistirá "no apoio à reabilitação da habitação permanente das famílias que residem em más condições de habitabilidade no valor de investimento previsional de cerca de 18 milhões e 400 mil euros, sendo este investimento com uma componente a fundo perdido e outra de empréstimo bonificado a 30 anos. Por outro lado, foi aprovado o apoio a proprietários de edifícios situados em pátios no valor aproximado de 13 milhões de euros, sendo este investimento com uma componente a fundo perdido e outra de empréstimo bonificado a 30 anos. Assim, encontram-se abertas as candidaturas para o apoio à reabilitação da habitação permanente de famílias que residem em más condições de habitabilidade.

Foram também aprovados os apoios à Habévora EM para a reabilitação de habitações devolutas para atribuir em arrendamento apoiado num investimento previsional acima de 7 milhões e 400 mil euros, assim como a reabilitação de 86 habitações em arrendamento apoiado num investimento previsional de quase 5 milhões de euros e, por último, o apoio ao arrendamento para subarrendamento num investimento previsional pouco acima dos 2 milhões e 600 mil euros. Este investimento total e previsional de cerca de 15 milhões de euros conta com uma componente a fundo perdido e outra de empréstimo a 30 anos.

Por outro lado, foi aprovado a construção de 200 habitações pelo Município num investimento previsional superior a 17 milhões e 200 mil euros, sendo a sua comparticipação a fundo perdido de aproximadamente 7 milhões e 700 mil euros e quase 9 milhões e 500 mil euros de empréstimo bonificado a 30 anos.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31