Portel

Câmara de Portel passa a realizar Feira Medieval bienalmente devido ao “custo extremamente elevado” do certame, diz José Grilo (c/som)

Publicado em Regional 18 setembro, 2018

A vila de Portel não realizará, este ano e pela primeira vez desde 2010, a tradicional Feira Medieval, que habitualmente se revive uma época marcante para esta localidade alentejana, à época de El Rei D. João I.

O certame passará agora a ser realizado de forma bienal, “de dois em dois anos”, numa decisão da autarquia que tem como fundamento “o custo da Feira, que não tem financiamento comunitário e era um valor extremamente elevado”, explicou à RC, o autarca José Manuel Grilo.

Segundo o presidente do município de Portel, os custos do certame ascendiam aos “60, 70 ou 80 mil euros”, que embora afirme que a autarquia “tem uma boa situação financeira”, os recursos “são escassos”, e nesse sentido se fosse obtido financiamento “fá-la-íamos todos os anos”, afirmou José Manuel Grilo.

“O custo da Feira, que não tem financiamento comunitário e era um valor extremamente elevado”

 

No entanto, “não vai ser por causa disso” que Portel vai deixar de comemorar os seus tempos medievais, sublinhou o edil, realçando que “às vezes têm que se tomar opções em termos financeiros”.

Arruadas, cortejos, mercado e malabares de fogo e a teatralização, como foi exemplo a edição do ano passado onde foi recriada a autorização cedida por El-Rei D. Afonso III para a construção do Castelo e da Fortaleza no sítio que melhor agrade a D. João Peres de Aboim, eram algumas das atividades que poderiam ser usufruídas no certame.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31