Imprimir esta página

Evora

Centenária associação eborense corre risco de ser despejada de edifício que ocupa há mais de 100 anos

Publicado em Regional 20 outubro, 2018

Fundada em abril de 1849, a centenária Sociedade Harmonia Eborense (SHE) corre o risco de ser despejada do edifício que ocupa há mais de 100 anos, situado no centro histórico de Évora, após o anúncio da intenção de venda do imóvel.

De acordo com o presidente da associação, Pedro Santos, em declarações à agência Lusa, Os donos colocaram o prédio à venda numa imobiliária e avançaram com uma ação em tribunal para tentar evitar que a SHE obtenha o Reconhecimento de Interesse Histórico, Cultural e Local.

No anúncio, pode ler-se que o edifício, “constituído por três pisos, numa área total de 2.049 metros quadrados” e com “enorme potencial de reconversão e versatilidade, nomeadamente na área de hotelaria e restauração”, está à venda por 2,3 milhões de euros.

Segundo o responsável, a intenção de venda surgiu “após o falecimento da mãe dos atuais senhorios”, sem que a associação tivesse sido “informada sobre qualquer possibilidade de não renovação” do contrato de arrendamento.

Enquanto a coletividade cumprir os seus compromissos, “não existe qualquer cláusula que preveja o despejo”, refere Pedro Santo, indicando que as rendas “têm sido sucessivamente atualizadas, nos termos do contrato vigente, e a associação tem cumprido sempre com as suas obrigações”, com a nova lei do arrendamento houve uma atualização “à volta de 550%”, acrescentou..