Alqueva

Central Solar Flutuante no Alqueva arranca em janeiro

Publicado em Regional 08 outubro, 2019

As obras de construção da central solar flutuante na barragem do Alqueva, da EDP,  vão arrancar dentro de três meses, em janeiro de 2020, avança fonte da instituição, ao Dinheiro Vivo.

Como noticiado pela RC, a EDP vai investir 3,5 milhões de euros na infraestrutura, que compreende 4 hectares.

Prevê-se que a adjuquição da obra seja feita em novembro, e que a mesma demore cerca de 1 ano.

Encontrando-se terminar a fase de licenciamento pela DGEG, o processo de avaliação de incidências ambientais está a ser conduzido pela CCDR Alentejo.

Realizados os estudos de viabilidade no Alto Rabagão, a EDP decidiu agora avançar para um novo projeto no Alqueva, mas com maior escala (4MW) e em complementaridade com uma central hídrica com sistema de bombagem, que permite a reutilização da água para geração de eletricidade.

O projeto implicará a instalação de 10.750 painéis, ocupando uma área de quatro ha (o equivalente a quatro campos de futebol), e terá uma produção anual estimada de 6 GWh, o suficiente para abastecer um quarto da população dos dois municípios da região (Portel e Moura).

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31