Sines

CM de Sines premeia ideias dos alunos para o ambiente

Regional 22 Out. 2019

Três equipas da Escola Tecnológica do Litoral Alentejano (ETLA) receberam, no dia 21 de outubro, nos Paços do Concelho, os prémios do Concurso de Ideias "Ciência e Tecnologia ao Serviço do Ambiente".

O concurso, dirigido aos alunos do ensino secundário, foi promovido pela Câmara Municipal de Sines, no âmbito do Programa de Educação Ambiental (PEA) 2018/19, com o patrocínio do aicep Global Parques e o apoio da Universidade de Évora e do MARE - Centro de Ciências do Mar.

O 1.º lugar do concurso foi atribuído à equipa "Energy4life", formada pelos alunos Danilo Augusto, Diogo Francisco, Gonçalo Pena, João Madruga e Rodrigo Aramayo, do curso de Manutenção 18/19. A equipa apresentou o projeto de um espaço de convívio multifuncional com soluções de energia solar (painel solar) e motriz (bicicleta) para carregar a bateria diferentes dispositivos eletrónicos.

Em 2.º lugar ficou o projeto “Presstrash”, constituída por cinco alunos também do curso de Manutenção 18/19: Daniel Alvarenga, Diogo Candeias, Guilherme Pereira, Gwenael Kerdilès e Pedro Boque. A sua ideia foi a de construir ecopontos "inteligentes", com sistema de compressão integrado, trancas automáticas e inserção harmoniosa no espaço público.

O projeto classificado em 3.º lugar, “Step-on-it”, foi apresentado por Aurora Santos, Alexandre Batista, João Santos e Pedro Santos, alunos do curso de Eletrónica 17/18. Juntos, conceberam a ideia de construir pisos com placas de energia capazes de carregar telemóveis.

Na cerimónia de entrega dos prémios, a vereadora do Ambiente da Câmara Municipal de Sines, Paula Ledo, destacou o objetivo alcançado de estimular os jovens a encontrarem na ciência e na tecnologia "valiosos instrumentos para a criação de recursos que proporcionem uma melhoria na qualidade do ambiente, devendo atentar-se, desde logo, as questões observadas a nível local".

Maria Alexandre Costa, representante da aicep Global Parques, considerou "altamente gratificante verificar que os conselhos transmitidos pela escola são aplicados pelos alunos em soluções que visam o bem comum".

O diretor da Escola Tecnológica da Litoral Alentejano, Eduardo Bandeira, salientou a capacidade revelada pelos alunos de aplicar os conhecimentos adquiridos, uma das marcas que "distingue o ensino profissional".

 

 

 

 

Conforme solicitado pela ETLA, foi entregue o valor total de 3500 euros dos prémios monetários, que será aplicado em atividade a proporcionar a todos os alunos de acordo com o proposto pelas equipas.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30