05 Dez. 2022
Augusta Serrano
Ecos da Planura
09:00-11:00

Alentejo

Comentário semanal da Deputada Sónia Ramos, aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Regional Escrito por  26 Set. 2022

 

Na revista de imprensa de hoje, dia 26 de setembro, contámos com o comentário da Deputada do PSD, Sónia Ramos.

Foram abordados os temas: Economistas defendem redução da carga fiscal mas Medina resiste, o facto de fazer hoje um ano sobre as últimas eleições autárquicas, e o défice atual de camas para séniores e de alojamentos para os estudante do ensino superior.

Em relação ao primeiro tema a Deputada do PSD começou por referir “parece-me que isto tem a ver com a ideia socialista de que o Estado deve locupletar-se com todos os rendimentos dos portugueses” acrescentando, a este propósito “não bastava o acréscimo da receita extraordinária face à inflação e agora esta resistência em não querer devolver a quem cria riqueza parte dos seus rendimentos obtidos por trabalho ou investimentos legítimos.”

No que diz respeito ao segundo tema, a Deputada Sónia Ramos refere “olho para este ano de trabalho nas autarquias lideradas pelo PSD com grande satisfação porque percebe-se de forma a diferença na gestão, a preocupação com as pessoas, os projetos a andar” salientando que os autarcas do PSD “estão a trabalhar de corpo e alma parta as suas populações.”

Quanto ao terceiro tema, Sónia Ramos refere “nós temos um problema geral de habitação ao mesmo tempo que temos um problema com a questão demográfica e o envelhecimento da população” acrescentando que as instituições dirigidas a esta faixa etária são insuficientes.

Quanto ao alojamento estudantil para o ensino superior, a Deputada do PSD referiu “é um problema crónico ao qual o governo não tem conseguido dar resposta.”

A nossa comentadora vai mais longe e adianta “o governo fez este ano, no início de mais um ano letivo, o lançamento de mais um plano e a assinatura de alguns acordos.” A deputada do PSP acrescenta contudo “esta é uma promessa de 2016-2017 que o governo não conseguiu cumprir porque já nessa altura prometia milhares de camas para estudantes e o que é certo é que estamos em 2022 e não há uma única cama a mais do governo socialista.”

Tudo isto, refere ainda Sónia Ramos “denota uma total desorientação em políticas públicas, que e que infelizmente não é só na habitação ou no alojamento mas também na área social ou económico.”

A deputada do PSD abordou ainda o atraso da obra do novo Hospital Central do Alentejo, dizendo sobre esta matéria “a obra é a mais atrasada neste tipo de investimentos em todo o pais e não só está atrasada como está em causa o cumprimento dos 40 milhões que dizem respeito ao investimento do Programa rtegional e que, ao que parece, não vai ser cumprido.”


 


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31