Imprimir esta página

Portalegre

Covid 19: Câmara Municipal de Portalegre reforça equipas de saúde pública com funcionários

Regional 02 Dez. 2020

A Câmara de Portalegre vai reforçar as equipas de Saúde Pública com três funcionários municipais por forma a colmatar as dificuldades sentidas na identificação das cadeias de transmissão do concelho.

Segundo adiantou a presidente da Câmara Adelaide Teixeira, esta quarta-feira, dia 2,e conforme notícia avançada pelo Jornal Alto Alentejo, “essas pessoas já foram fazer teste para que possam iniciar amanhã [quinta-feira] as suas funções junto da Saúde Pública, esperando que possamos assim ajudar principalmente na identificação das cadeias de transmissão e na actualização de todos os mapas».

A autarca justificou que este reforço surge após uma reunião da estrutura da Protecção Civil em que, «mais uma vez, nos apercebemos, tendo em conta o número de casos activos no concelho e no distrito, das dificuldades que a Saúde Pública tem em termos de recursos humanos», disse, acrescentado que  este reforço vai ser protocolado com a USLNA e está inserido numa política de colaboração que «o Município tem desde o início com todas as entidades no sentido de combater esta pandemia».

Adelaide Teixeira, em declarações aos jornalistas, deixou ainda a um apelo à população para que cumpra as regras emanadas pelas autoridades de saúde, nomeadamente o uso de máscara, o distanciamento social e a higienização das mãos. «Esta é a melhor forma de ajudar» a entidades que estão na linha da frente, frisou a edil portalegrense, sublinhando que «todos temos de ser reesposáveis».

Adelaide Teixeira pediu ainda que se evitem os contactos sociais e familiares, uma vez que foram «identificados como as principais fontes de contágio». «Aquilo que peço é que a população limite ao máximo esses contactos, mesmo com a família. Sabemos que é complicado, é terrível, principalmente agora no Natal, não podermos estar junto do nosso familiar, mas será pior se depois tivermos que lhes dar assistência. A melhor forma de nos preservarmos a nós e aos outros é limitar os contactos», repetiu, lembrando que «todos somos agentes de saúde pública».

Questionada quais as medidas que estão a ser implementas por forma a prevenir a propagação da pandemia no concelho, Adelaide Teixeira referiu que, além das medidas impostas a nível nacional, a Câmara vai manter suspensas a realização dos mercados mensais e, enquanto vigorar o Estado de Emergência, todos os eventos promovidos pelo Município.

Deu ainda conta de que «estamos a reforçar as IPSS´s também com recursos humanos, através do programa MAREEs» e «temos à disposição a população um número (961 940 451) por forma a satisfazer as necessidades de quem mais precisa neste momento».

De acordo com Adelaide Teixeira, há ainda possibilidade, «como medida profiláctica e sempre em articulação com a ULSNA de podermos ter que recorrer a testes antigénios (testes rápidos)», sublinhando que esta «não será nunca uma iniciativa isolada do município. Podemos até pensar, mas tem que ser a saúde pública a avaliar os casos».

A autarca disse também que o Município vai pedir às superfícies comerciais para que reforcem as medidas de prevenção, bem como reforçar a sensibilização junto dos jovens para que cumpram as regras das autoridades de saúde.  A Câmara vai ainda continuara a comparticipar a realização de testes de despistagem à COVID à IPSS´s, através de um protocolo com a CIMAA via Cruz Vermelha, vai manter activa a estrutura de apoio à COVID-19 no Pavilhão Municipal.

De acordo com Adelaide Teixeira o objectivo da Câmara «é controlar a pandemia no seio da comunidade, que neste momento ainda não está controlada», mas para isso «é preciso que todos tenham os comportamentos adequados».

Recorde-se que à data de hoje Portalegre tem 264 casos ativos.